E-mail pra dona Bibi

Email_Dona_Bibi

São Luís, 31 de março de 2013.

Querida Bibi, espero que estas poucas e mal traçadas venham a encontra-la na santa Paz do Senhor por aí, neste Domingo de Páscoa. Por aqui, fofinha linda, o mesmo de sempre. Os comerciantes aproveitam datas como esta para tirar o couro dos cristãos. Pra teu consumo, o quilo da pescada vermelha nesta Semana Santa chegou a R$ 30.

É ou não é uma grande exploração? Aí eu te pergunto: Cadê as autoridades que não movem uma palha em defesa do consumidor. A roubalheira é grande e agora, pasmem! É em nome de Jesus.  Uma verdadeira esculhambação, minha gata!

Só não fiquei mais irritado porque a reunião em família valeu. Eu, a Elineusa, a Lívia, a Tâmara e a Anaya, almoçamos junto lá na Raposa, onde o dono do restaurante também não teve escrúpulo. Casa cheia, a comida muito demorada, embora saborosa, com o preço nas alturas. Só Cristo para nos livrar dos exploradores que agem em nome dele. Agora, deixemos de lado essas questões e vamos às mais importantes.

*

Não resta dúvida, Bibi, que a evolução humana nos brindou com a informática, um dos maiores avanços da Humanidade. A Internet agilizou e globalizou a informação.

*

Criaram os blogues e surgiram os blogueiros profissionais. Nada contra, até porque teu neguinho tem um blogue, muito bem visitado por gente de alto nível.

*

Mas alguns  blogueiros encontraram uma maneira ágil de ganhar dinheiro. Falar mal da vida alheia.  Muitos mandaram a ética pras cucuias há muito tempo.

*

Mexerico  é o que vale. O homem público não pode namorar, comprar um carro ou uma casa nova. Tudo vira escândalo. Uma patrulha como nunca dantes vista neste país de Lula e seus colegas mensaleiros.

*

Informações sem apuração. Alguém comentou algo contra fulano e logo o boato é transformado em notícia, na ânsia de que se faça dali um refém. A situação é preocupante, minha gatinha.

*

Sou a favor da divulgação de denúncias, quando plenamente apuradas, porque entendo que aí, ouvida a outra parte, o fato é a boa notícia. Boataria publicada como notícia tira é a credibilidade.

*

Nesse cenário, vejo algo de forma dúbia. O avanço da informática e o retrocesso de quem pensa em conquistar leitores na base do disse-me-disse. Ainda é hora de repensar essa situação.

*

Olha morena, comecei escrevendo sobre a roubalheira dos comerciantes que aproveitam a Semana Santa, o Natal, o Ano Novo, Dia das Mães, Dia de Mulher, Dia da Criança, Dia dos Pais e o diabo a quatro pra meter a mão no bolso da gente.

*

Matutei e cheguei à conclusão de que deveríamos fazer uma rebelião para não se pagar imposto por algum tempo, já que não se tem retorno da mordida do Leão.

*

Pra começo de conversa, a saúde pública está na UTI,  a educação é uma peça de ficção, enquanto saneamento básico, segurança e infraestrutura representam uma utopia.

*

Cresci vendo papai falar na Sunab, que fiscalizava preços, principalmente da cesta básica, com mão de ferro. Comerciante que mijasse fora do caco poderia até acabar engaiolado.

*

Hoje  é diferente. Os empresários estão a nos assaltar e se alguém procurar o poder público em busca de socorro, aparece logo um economista governamental dizendo que isso faz parte do jogo de oferta e da procura.

*

No entendimento do teu pretinho, Bibi, isso significa mesmo é uma roubalheira desenfreada e a falta de ação dos governos em defesa de um povo que se mostra muito ordeiro e sem condições de reação.

*

O grande fuzuê agora em Brasília está por conta da eleição do deputado Marcos Feliciano para a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal.

*

Está existindo uma grande reação por parte de artistas e estudantes contra a manutenção do parlamentar na referida Comissão, que antes era presidida pelo maranhense Domingos Dutra.

*

Negócio é o seguinte, Bibi: O Marcos Feliciano é pastor protestante e em suas pregações, sempre se posicionou contra o casamento de homem com homem e mulher com mulher.

*

Isso está sendo a desgraça do homem, porque grupos de gays estão dando plantão na Câmara Federal, pedindo a cabeça do cidadão. Já houve briga e na semana passada, ele teve de mandar prender dois manifestantes que o chamaram de racista. O que estranho nesse deputado, é que, com toda a moral que apresenta, admite que faz chapinha no cabelo.

*

Sabe que São Luís é cheia de gaiatos. Um deles, que trabalha comigo, me fez um alerta que  deixou-me um pouco preocupado:

-Olha Djalma, do jeito que os gays estão avançando, não estranha se dentro de mais alguns anos, para que o cidadão consiga um emprego ou qualquer outro benefício, terá que declarar ser homossexual.

*

Fiquei banzando sobre o alerta e vi que ele tem um pouco de razão. Por aqui, agora, morena  em alguns locais, casais de namorados normais são proibidos de trocar carícias.

*

Agora, fofura se alguém ousar proibir um casal de homens ou um casal de mulheres e trocarem amassos seja em qual local for, a porca torce o rabo, porque logo logo será tachado de homofóbico e responderá bronca na Justiça.

*

Dia destes recebo telefonema do advogado Raimundo Dias, o Raimundão, amigo de longas datas, um dos que sempre me liga para saber notícias da Rádio Capital que está um mês fora do ar.

*

Respondo que a emissora retoma sua programação normal nesta segunda-feira, conforme decisão da nova diretora-geral, Amanda Rocha. Aí o Raimundão se despende mandando um beijo para a Lívia.

*

Falando em Lívia, tua paquerrucha continua famosa por  aqui, Bibi. Na quarta-feira, levo a pimpolha  ao consultório do Bentivi, aquele que é médico, jornalista, advogado, músico, poeta, cronista e o escambau.

*

O ex-vereador, que é meu dileto amigo desde os tempos em que ralava como professor de cursinhos,  cumprimenta a Lívia, diz a ela  que tinha vontade de conhecê-la pessoalmente, deixando a pirralha mais orgulhosa do mãe de miss. Verificou a garganta da morena, deu o diagnóstico de faringite, passou a medicação e Lívia já está tagarela como sempre.

*

Ih, Bibi, na briga que se trava pelo governo do Estado, o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, vem apanhando mais do que cachorro quando invade baile  no interior. Tudo fogo amigo.

*

Com essa, teu pretinho vai embora, garantindo que retorna na próxima semana, se Deus quiser. E ele quer, porque ele é legal.

*

Beijão do filhote amado

Djalma

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*