Menina degolada foi morta pelo próprio tio e um primo em Ribamar

Em entrevista  ao radialista Domingos Ribeiro, da rádio Mirante AM, na manhã deste sábado (29), o delegado Guilherme Sousa Filho, da Delegacia de Homicídios, contou detalhes sobre o depoimento tomado com o adolescente, de 17 anos, capturado na noite dessa sexta-feira (28), assassino da menina G.S.C., de 10 anos. R.L.S. confessou o ato infracional análogo ao crime de homicídio qualificado. O jovem veio de São Paulo e cumpria medidas socioeducativas, pois já se envolveu em outras ações criminosas. Ele foi capturado numa casa próxima de onde morava a vítima.

Segundo o delegado, a criança já havia afirmado que iria contar para a mãe que estava sendo molestada sexualmente pelo tio, Paulo da Silva Soares. “Dias antes, o outro flagranciado, o tio da criança, o contatou (o adolescente) para fazer o trabalho, por R$ 1 mil”, disse durante a entrevista. Aproveitando uma ocasião, o tio da vítima e o assassino confesso entraram na casa pela porta dos fundos. A criança, que assistia a um filme na TV e cortava uma laranja com uma faca – usada para o crime –, foi surpreendida pelos dois. O adolescente segurava a criança – pelos cabelos e braços –, enquanto o tio cortava o pescoço da criança, deixando-a sangrar até a morte.

Ainda de acordo com o depoimento do adolescente, a língua da criança, ao contrário do que havia sido divulgado pela polícia, não havia sido cortada. O delegado, entretanto, afirma que aguarda o resultado do laudo cadavérico.

O crime aconteceu na tarde de terça-feira (25), no bairro J. Lima, município de São José de Ribamar. O corpo de Gabrielle da Silva Coelho foi encontrado por volta das 15h de terça-feira, na sala da casa onde morava, na Rua 15 da Vila Jota Lima. A menina, segundo informações policiais, estava de férias e sozinha em casa. A mãe, Josilene Soares da Silva, havia saído para o trabalho.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*