Robson Paz afirma que governo Flávio Dino vai democratizar a comunicação

robson na capital

 Foto- Klauberth Costa

 (Por Djalma Rodrigues)

“Uma das prioridades do governador eleito, Flávio Dino, é democratizar a comunicação”. A afirmação foi feita pelo secretário de Comunicação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, jornalista Robson Paz, que assumirá a mesma pasta em âmbito estadual, a partir de janeiro do próximo ano, no governo Flávio  Dino. Paz fez a declaração durante entrevista ao jornalista Djalma Rodrigues, no programa Notícias da Capital, na Rádio Capital AM, no início da noite da última quinta-feira (27).

Interpelado pelo apresentador e por ouvintes, Robson Paz assinalou que, dentre as diretrizes do governador Flávio Dino, está a de possibilitar que rádios comunitárias, jornais impressos diários de pequeno porte, alternativos e redes sociais, venham ter a oportunidade de divulgarem as ações governamentais com toda  transparência.

“Não se pode priorizar apenas grandes redes de comunicação, em detrimento de órgãos de menor porte. O governador Flávio Dino estabeleceu a democratização da mídia em seu governo e isso vai acontecer”, sentenciou Robson Paz.

O secretário destacou ser inconcebível a história de ser atuar dos dois lados do balcão, pagando e recebendo pela mídia governamental. “Teremos uma comunicação democrática a partir de janeiro, vocês podem esperar”, acrescentou.

Questionado como ficará o Sistema Mirante sobre a relação com o governo, Robson Paz foi bastante enfático: “ O Sistema Mirante terá sua participação, com certeza, mas não da forma como a atual, haverá uma reavaliação, para que todas as redes de Tvs, de rádio, jornal tenham vez, disse.

RÁDIO TIMBIRA

 

Respondendo a um ouvinte sobre a situação da Rádio Timbira, que atualmente poucas pessoas sabem que ainda opera, Robson Paz destacou: “A Rádio Timbira já foi forte, poderosa e um dos mais importantes veículos de comunicação do Maranhão, mas que foi relegado a segundo  plano, por força de interesses comerciais de quem deveria mantê-la em evidência.  É um veículo vinculado à Secretaria de Comunicação, que será revitalizado e nossa proposta é de que deixe de ser um órgão oficialesco, para ser uma emissora que trabalhará para o governo, com uma programação diversificada, que venha atender aos interesses da sociedade, com participação popular”, destacou.

Sob a ótica do futuro secretário de Comunicação do governo Estadual, o planejamento no setor estabelece diretrizes que irão nortear todo um trabalho em que o cidadão estará inserido e em que as ações do governo serão focadas com total transparência, sem maquiagem e sem subterfúgios.

 

GOVERNO EDIVALDO

Questionado sobre a comunicação na administração Edivaldo Holanda Júnior, Robson Paz salientou que apesar do bombardeio diário a que é submetido, por questões de cunho político partidário, o prefeito Edivaldo Jr. tem conseguido mostrar suas realizações, ultrapassando obstáculos e apresentando um trabalho que a população considera positiva.

“Para que vocês tenham uma ideia, estamos avançando muito na área de comunicação na Prefeitura. O prefeito Edivaldo  acaba de sancionar a Lei Municipal 5.859 que cria o Conselho Municipal de Comunicação Social (CMCS), órgão colegiado que terá função propositiva, consultiva, deliberativa e fiscalizadora da política pública de comunicação do município de São Luís. O conselho terá vínculo administrativo com a estrutura da Secretaria Municipal de Comunicação. Isso é extremamente positivo e não é nenhuma tentativa de amordaçar a imprensa, como muitos tentam insinuar”, frisou Robson Paz.

Robson diz que a manutenção do diálogo e a construção coletiva destas medidas serão enfatizadas na área da comunicação, agora, com a criação do Conselho Municipal”, disse Paz, elencando ainda os avanços com a criação do conselho, órgão consultivo e deliberativo da política pública de comunicação social, destacando que essa é a etapa inicial e pré-requisito para obtenção da outorga de canal de televisão pública, designada TV da Cidadania, pelo Ministério das Comunicações, além de outros avanços previstos na lei sancionada pelo prefeito.

 

“Não resta nenhuma dúvida, o Conselho de Comunicação será um fórum autônomo e democrático permanente à política de comunicação do município. Ele será constituído por 36 membros titulares e respectivos suplentes, representação paritária do poder público e sociedade civil organizada, dentre as quais empresas de comunicação e da mídia e cultura digitais. A primeira composição do conselho será definida em reunião convocada por meio de edital publicado no Diário Oficial do Município”, destacou.

De acordo com Robson Paz, a sanção da lei pelo prefeito Edivaldo viabiliza um importante instrumento de democratização da comunicação em São Luís. “A visão pioneira do prefeito Edivaldo, em favor da comunicação, permitiu a criação desta ferramenta, que agrega representantes da sociedade civil e do poder público em discussões de políticas públicas que facilitem a democratização da comunicação e o aprimoramento do acesso à informação”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*