E-mail pra dona Bibi

 Olá, gatinha, muito bom dia! Na certeza de que estas poucas e mal traçadas venham a encontrá-la na santa paz do Criador, te adianto que, por estas bandas, só se fala na roubalheira da Petrobrás, considerado o maior escândalo financeiro de todos os tempos num país democrático. É mole?! Quem estampou isso foi a imprensa internacional.

São mais de R$ 10 bilhões, Bibi, que escorreram pelo ralo da corrupção, no governo comandado pelo PT, outrora o partido que se dizia sério, ético e transparente, que era contra tudo e contra todos. Tão do contra era o PT, que seus parlamentares não subscreveram a Constituição de 5 de outubro de 1988.

Hoje, o PT de Lula, Genoíno,  Zé Dirceu e o restante da quadrilha, está estigmatizado pela corrupção. O que era um partido, acabou se transformando numa famiglia ,nos moldes das quadrilhas mafiosas onde até assassinatos de prefeitos do próprio partido estão sem resposta.

Mas um dia o Brasil vai acabar se livrando desse flagelo que tomou o País de assalto. Onde há vida, há sempre esperança, minha gata. Bem, agora, vamos às outras importantes da semana.

*

A ainda governadora Roseana Sarney apareceu tocando violão e cantando para jovens do extinto Colégio Maristas, ali perto da Deodoro, onde vai funcionar a escola de tempo integral do ensino médio do governo do Estado.

*

Interessante é que somente ao final de uma desastrada administração, é que ela anuncia a inauguração dessa instituição de ensino. Aí tem…

*

Também estou banzando com o adiamento da inauguração da Via Expressa. É tudo no apagar das luzes. A outra Via, a Avenida Quarto Centenário, nem seu Souza, mas dizem que entregam ainda este ano.

*

Falando em Roseana e suas tresloucadas manobras políticas, enquanto seu ex-vice, o Washington Oliveira, se deu de bem, conquistando uma sinecura no Tribunal de Contas, o presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo, vai sair com uma mão na frente e outra atrás.

*

Sem mandato (embora a filha dele tenha sido eleita deputada estadual), o Arnaldo caiu no conto do vigário da governadora Roseana e, por isso, foi companheiro de chapa do senador Lobão Filho, na disputa pelo governo do Estado.

*

Negócio foi o seguinte, mamma mia: Arnaldão estava de malas prontas para deixar o governo, desde que foi preterido para sair candidato ao Senado, em favor do deputado federal Gastão Vieira.

*

Quando soube que o Arnaldo estava prestes a se alinhar ao grupo de Flávio Dino, Roseana o chamou e, acabou por lhe passar o talco. O deputado então pediu que o governo lhe comprasse o hospital que mantém em Colinas.

*

Tudo acertado, o Arnaldo aceitou a proposta de compor a chapa de Lobão Filho. Era o conto do vigário. Não lhe compraram o hospital e ele foi para o sacrifício, sem poder romper, após anunciar publicamente sua condição de vice.

*

Com o  fracasso da campanha, o Arnaldo está, agora, sem mandato e com o elefante branco que é o hospital que construiu. Quem mandou acreditar na Branca?

*

O Sistema Mirante está mudando de dono. Oficialmente, foi vendido para o empresário Paulo Guimarães, sócio oculto de Fernando Sarney.

*

Me contaram que houve choro de um conhecido ex- todo  poderoso do Sistema, que estava na lista das demissões. Se ajoelhou aos pés de Fernando e de Dona Teresa Sarney para permanecer no cargo, mesmo com o salário reduzido.

*

Sem talento para a política, mas com muita astúcia na área financeira, Fernando Sarney busca caminhos que lhe possibilitem contratos com o futuro governo, porque continuará mandando na Mirante, sem  a sombra do pai e dos irmãos.

*

O deputado Humberto Coutinho (PDT) já pode encomendar paletó para a posse como presidente da Assembleia Legislativa. Vai se eleger sem nenhum problema.

*

Na quinta-feira, reuniu 29 deputados, de todas as correntes em almoço no seu apartamento, na Ponta D’Areia. Dos que não foram, a maioria já lhe disse o sim.

*

Não haverá oposição consistente na AL. A rapaziada já está sentindo é o cheiro do novo governo. Roseana Sarney já perambula sozinha pelo interior do Estado.

*

Capim já começa a crescer na porta da casa da governadora. Neguinho já quer é distância dela. Até Max Barros, que foi seu queridinho por muitos anos.

*

Oposição mesmo lá pela AL, só o Roberto Costa, Andrea Murad, Araújo Neto, Adriano Sarney e, talvez, Edilázio Júnior. O restante tá no balaio do futuro governo, pode anotar, Bibi.

*

Foi assim quando Jackson Lago assumiu o governo. Sarneysistas, viraram jackistas desde criancinha. Jackson cassado. Todo mundo voltou às origens como num passe de mágica.

*

Os irmãos Cleber Verde (deputado federa) e Júnior Verde, eleito deputado estadual, correm risco de perderem os respectivos mandatos.

*

Tudo por conta da maracutaia na área da pesca. São do PRB, partido dono do Ministério da Pesca. Os dois pintaram a bordaram, fornecendo carteira de pescador adoidado pelo interior do Estado, em troca de votos.

*

Também quem pode virar ex-deputado é o Edson Araújo, presidente da Federação das Colônias de Pescadores do Maranhão. Os três políticos inventaram muitos pescadores, mas estavam eram pescando votos.

*

A morte do auditor fiscal Saraiva, executado a tiros no povoado Maracujá, pode desencadear um escândalo de enormes proporções, envolvendo até políticos, por conta da sonegação de impostos.

*

O problema é o inquérito seguir adiante. Após a morte do jornalista Décio Sá, descobriram que havia dezenas de prefeitos envolvidos em agiotagem.

*

O ex-secretário de Segurança, Aluísio Mendes disse que iria dar nomes aos bois e que agiotas seriam punidos. O homem agora é deputado federal eleito e os agiotas do Maranhão continuam agindo livremente.

*

Tudo balela. Agora, é aguardar que, no decorrer do inquérito sobre a morte do Saraiva. As histórias de sonegação venham à tona e os culpados  sejam pelo menos conhecidos. Punição, por aqui, Bibi, é só pra lascado.

*

Bem, minha gata, com essa, teu pretinho vai ficando por aqui, garantindo retorno na próxima semana, se Deus quiser. E ele quer, porque sempre foi legal com teu pimpolho aqui.

*

Beijão do filhote amado

Djalma

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*