Entrevista/ Vereador Genival Alves – “Saúde é um dos principais    problemas da cidade”

 

A inquietação é uma das marcas registradas do vereador Genival Alves (PRTB), que está sempre em busca de algo para fazer, sem que um sorriso deixe de lhe estampar o rosto. A baixa estatura aloja uma grande energia, nesse bacharel em Direito, também com formação superior em Administração e com curso de especialização em Gestão Pública Municipal pela Universidade Federal do Maranhão.

Antes de se eleger vereador, era conhecido por conta da defesa dos movimentos sociais e comunitários, principalmente em bairros da periferia e na zona rural de São Luis. Aos 48 anos, Genival Alves, que é também empresário, é oriundo de uma família do município de Humberto de Campos, embora tenha nascido em Fortaleza, cidade que diz não cultivar nenhum vínculo efetivo, porque logo após o nascimento, veio para São Luis.

Na segunda tentativa de chegar à Câmara Municipal, conseguiu o diploma de vereador, a bordo de 3.030 votos. Afirma ser apaixonado pela política e traçou seu cronograma de trabalho fundamentado em projetos para a saúde. Nessa entrevista aoCâmara em Destaque, fala de suas primeiras ações dentro e fora do Legislativo Municipal.

Câmara em Destaque – O que muda na Câmara Municipal com a sua participação como vereador?

Genival Alves-  Olha, nessa legislatura, a Câmara de São Luis sofreu muitas mudanças em relação ao mandato passado, já que a renovação foi de algo em torno de 50 por cento. Antes de ser vereador, já acompanhava os trabalhos da Casa e observo que, a renovação foi em todos os sentidos,  uma vez que agora existe um legislativo de elevado nível intelectual e com os vereadores mostrando muitas ações, em todas as áreas, cada um com suas características, buscando preencher vazios dentro de seus raios de atividade. É uma Câmara eclética e muito bem delineada no que diz respeito ao preparo de seus integrantes. Houve um grande avanço. Todos estão envolvidos em questões.  Uma prova desse comportamento é que somente agora a Câmara está colocando em pauta a votação das contas de ex-prefeitos da cidade, contas de 30 anos atrás. No passado, houve omissão e agora, está havendo ação.

Câmara em Destaque – Com relação ao senhor, o que tem feito na Casa?

Genival Alves- Tenho me movimentado muito. Tenho um projeto sobre Águas Cinzas, que trata da questão ambiental e que também estabelece a economia da água. É um assunto de extrema importância, que muita gente não está levando a sério. Ele aborda ainda a problemática do despejo de detritos, de resíduos dos condomínios, principalmente na orla da cidade. É um assunto que merece uma ampla discussão e envolvimento de todos os segmentos sociais. Os crimes ambientais na cidade são gritantes e precisamos reprimi-los.

Também apresentei um projeto, estabelecendo que todo cidadão nomeado para cargo em comissão no âmbito do Executivo Municipal, seja ficha limpa, que não tenha problemas com a Justiça com relação a improbidade administrativa. Esse projeto voltou para o meu gabinete e vou reenviá-lo para a Comissão de Constituição e Justiça. A lei é para evitar que ficha suja venha a ocupar cargo comissionado, é uma lei  de combate à corrupção.

Câmara em Destaque – O senhor diz que é preocupado com a saúde pública, o que tem feito na área?

Genival Alves – Muitas ações. O posto de saúde da Cidade Olímpica, por exemplo,  foi proposto por mim e tenho solicitado ações da área para várias localidades, como Vila Maranhão, Sitinho, Vila Zé Reinaldo Tavares, Alexandra Tavares e muitas outras. Mas há um componente que quero destacar, e diz respeito ao programa “Saúde da Família”, que já foi realizado em vários bairros, como Mato Grosso, Coquilho, Cajupari, Cidade Olímpica, Turu, Avenida Tancredo Neves, Gapara e que agora em novembro será executado no Anjo da Guarda. Já atendemos mais de 4 mil pessoas.

Tal projeto consiste em transformar uma escola municipal em hospital por um dia, com atendimentos diversificados, através de consultas e realização de exames para mulheres, idosos e crianças, além da distribuição dos medicamentos prescritos pelos médicos. Uma das dependências da escola é transformada numa farmácia. Esse projeto é em sintonia com o a prefeitura. O prefeito Edivaldo Holanda adotou a idéia e libera as escolas, embora destacando que as despesas são custeadas pelo meu gabinete.

Câmara em Destaque –  Existe a possibilidade de ampliação de tal programa?

Genival Alves- Existe. Esse programa é um compromisso de campanha e pretendo ampliá-lo. Estou adquirindo, em Barretos, interior de São Paulo, uma carreta adaptada com gabinete médico e consultório odontológico, para atendimentos em datas a serem determinadas, por toda São Luis. Vejo que a saúde é um dos problemas da cidade e por isso me propus a trabalhar intensamente para minorar esse problema. Quando anunciei a aquisição desse posto de saúde ambulante, muita gente torceu o nariz e há quem dissesse que eu estaria ganhando de presente. É um gasto isolado e está inserido na declaração do Imposto de Renda. O problema é que sempre fui de cumprir palavra e essa história foi um compromisso de campanha. Essa carreta será dotada  de farmácia básica e  laboratório. É um projeto inédito em São Luis, tudo bancado  pelo nosso gabinete. Em janeiro, essa carreta será entregue na Praça da Ressurreição, no bairro do Anjo da Guarda, na sétima adoção programa.

 

Câmara em Destaque – Quais as principais demandas dos populares que procuram seu gabinete?

Genival Alves – Problemas relacionados à saúde. São pedidos de internações, exames, medicamentos e outras coisas relacionadas à área.

Câmara em Destaque – O senhor pretende alçar vôos mais altos na política a partir de 2018?

Genival Alves – Claro que sim. Meu projeto é disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. Não é tanto pelo poder, mas para poder abrir um leque de ações que possibilitem ajudar mais ainda a população, o povo de São Luis, o povo do Maranhão.

1 thought on “Entrevista/ Vereador Genival Alves – “Saúde é um dos principais    problemas da cidade”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*