Ciro Gomes detona classe política e Ministério Público durante jantar com prefeitos na sede do PDT

  Um jantar de confraternização entre prefeitos do PDT e o presidenciável do partido, Ciro Gomes, organizado pelo presidente maranhense da sigla, deputado federal Weverton Rochja, na noite desta terça-feira (21), na sede da agremiação partidária, em  Brasília, abriu espaço para  Ciro  Gomes, num rápido pronunciamento, criticar pesadamente o Governo Federal, a classe política e até o Ministério Público.

Ciro Gomes já havia proferido palestra direcionada aos prefeitos,  no Centro de Convenções Internacionais, como parte da programação da XXI Marcha a Brasília, onde todos os postulantes a presidente da República tiveram a oportunidade de apresentarem suas respectivas plataformas de governo.

Na sede do PDT, Ciro Gomes mostrou que “ o Brasil entrou num desfiladeiro. São mais de 13 milhões de desempregados e 60 milhões estão com seus nomes negativados nu, SPC e Serasa. Não adianta termos grandes riquezas naturais, se elas são mau gerenciadas e entregues ao capital estrangeiro” , afirmou.

Quanto à classe política, Ciro Gomes jogou pesado: “A classe política tem que readquirir respeito. Com raras exceções, estamos nessa situação exatamente por conta da classe política. Isso leva a uma situação inusitada, onde representantes do Ministério Públicos, jovens promotores que não receberam o voto sequer se acham no direito de mandar nos gestores públicos, com ameaças de prisão e  criando outras  situações adversas”, acrescentou o presidenciável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*