E-mail pra Dona Bibi

Olá, minha preta querida, muito bom dia! Espero que estas poucas e mal traçadas linhas venham a encontrá-la no bem bom por aí. Por aqui, fofura muita confusão, tragédias e certo clima de incertezas pairando no ar. Como se não bastasse aquele morticínio da usina de rejeitos da Vale, em Brumadinho, Minas Gerais. O Brasil inteiro ainda chora, assim como derrama lágrimas pela  morte de 10 jovens atletas de base do Flamengo. Eles morreram carbonizados na última sexta-feira, no Centro de Treinamento do rubro-negro, no Rio de janeiro.

Ninguém sabe ainda a origem do fogo. Aí, morena, lembro daquela outra tragédia, a de Mariana, onde dezenas de pessoas morreram, também por conta do rompimento de uma barragem da Vale, em Minas. Até hoje, ninguém foi punido.

Também na sexta-feira, policiais cariocas mataram 14 traficantes, durante um confronto no morro da Providência, na área de Santa Teresa, no Rio de Janeiro. O povo aplaudiu. Parece que já estão colocando em prática aquele projeto do ministro da Justiça, Sérgio Moro, que praticamente oficializa a execução de bandidos por parte da Polícia.

 

Da política, neguinho ainda se envergonha com  as patacoadas do Renan Calheiros, que foi surrado pelo jovem senador Davi Alcolumbre, na disputa para a presidência do Senado. Pelo visto, a velharia está sendo aposentada pelas urnas.

O que mais me chamou a atenção nesta final de semana, morena, foi a prisão de um empresário em Goiás. Empresário do sexo. Ele estava anunciando uma festa, cuja principal atração era um rodízio de mulheres.

Negócio é o seguinte: Ao preço de R$ 300, o cidadão teria direito à companhia de quantas mulheres ele pudesse dar conta. Houve anúncio através de out door e  toda uma campanha publicitária. Acabou em prisão.

Vamos agora com as mais importantes daqui do Maranhão.

*

E tu nem sabes! Uma certa comunicadora, que trabalhava num determinado poder, foi presa integrando uma quadrilha que estava aplicando golpe, clonando zap de prefeitos que depois eram utilizados para tomar dinheiro de assessores desses gestores. Ela está na cadeia e  mandou uma mensagem para que o assessor e o chefe do poder lhe façam uma visita.

*

Dá pra rir. A dita cuja diz ainda na mensagem, para que os dois se dirijam até o pavilhão feminino lá em Pedrinhas, para que acertem os detalhes de seu retorno e patati patatá. Cara de pau desse jeito só mesmo daquele tal de Prado, que já encarou várias prisões e continua fazendo suas aplicações.

*

Tô sabendo que o vereador Marquinho está preparando seu desligamento do DEM. Busca outra sigla, por conta de um projeto que tem para o seu futuro político. Ele já tentou ser senador pelo Democratas.

*

Falando em senador, morena, está acontecendo uma coisa interessante com a bancada maranhense no Senado. Todos os três senadores do Maranhão são lideres de suas respectivas bancadas.

*

Roberto Rocha lidera o PSDB, Eliziane Gama rege a orquestra do PPS e Weverton Rocha é quem dá as cartas para os colegas do PDT. Significa prestígio para a bancada maranhense, na chamada Câmara Alta do País.

*

Perdemos uma parenta esta semana, Bibi. Sara, de apenas 4 anos de idade. Tua sobrinha neta, uma vez que era neta de tua irmã, tia Francisca, filha da Suene. Nasceu com problemas sérios de saúde e nos deixou na flor  da idade. Uma pena…

*

A jornalista e advogada Itamargareth Correa Lima, que foi superintendente de Comunicação da Câmara Municipal, está denunciando uma servidora da SEMFAZ do município, que, por birra, faz com que a reclamante deixe de pagar seus impostos.

*

Sou torcedor do Sampaio Correa desde que o saudoso Djalma Campos passou  envergar a jaqueta do Tricolor de São Pantaleão, na década de 1970, mas não posso concordar com a equipe responsável pelas redes sociais do clube.

*

Onde já se viu, lançar ofensas de cunho homofóbico contra o adversário, só porque é véspera do principal clássico futebolístico do Maranhão? O presidente Sérgio Frota tem que dar um basta nessa situação.

*

E olha que o Sampaio Correa foi vítima, nesta semana, de ameaças  aos jogadores,  através de uma facção criminosa, em função de resultados negativos.

*

A gente fala de futebol e tenho que lembrar sobre um dos maiores atletas de nível internacional, que está à beira da morte, na UTI do Hospital Universitário Presidente Dutra. Trata-se de Caio, que foi campeão mundial pelo Grêmio de Porto Alegre e que também jogou  no Moto Clube.

*

Falido financeiramente e combalido pela diabetes, teve que amputar as duas pernas, que posteriormente grangrenaram. Está pelo comando do Criador, minha fofa.

*

Consta, que depois de encerrar a carreira pelo Grêmio, onde formava dupla de ataque com Renato Gaúcho veio para São Luis, onde casou e montou uma pequena rede de farmácias, na área da Cohab.

*

Segundo companheiros do esporte, a mulher o teria enganado e o deixado à beira da miséria. Foi salvo pelo vereador Pereirinha, que, quando presidente da Câmara, lhe arrumou uma assessoria e depois lhe conseguiu um emprego na iniciativa privada. Mas a saúde piorou e seu quadro é gravíssimo.

*

Outro que enfrenta graves problemas de saúde, já tendo inclusive perdido a visão é o ex-meio campista do Maranhão Atlético Clube, Almir, que formou a impagável dupla com Iomar.

*

Coisas  da vida. Foram homens que brilharam em campo, fizeram alegria dos torcedores e hoje estão na mais completa ruína, esquecidos e amargurados. Que também isso sirva de exemplo para os jovens atletas, para que pensem no futuro.

*

Bem, minha fofa, com essa, teu pretinho vai ficando por aqui, prometendo retorno para a próxima semana, se assim Deus quiser. E ele quer, porque sempre foi bacana com o teu pimpolho.

*

Beijão desse cidadão que jamais irá te esquecer.

Djalma

 N.E- Bibi é Benedita Rodrigues, mãe do editor. Ela morreu em São Luis, aos 28 anos de idade, no dia 8 de dezembro de 1965, na Santa Casa de Misericórdia.  Um beijão e até o próximo domingo, caros leitores e amigos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*