Soldado abandona greve, se apresenta para trabalhar e acaba preso

Jardel Carneiro Varão, do Primeiro Batalhão,  resolveu desistir da paralisação. O fato aconteceu anteontem à tarde. Ele rumou para o quartel e se apresentou.

Foi dada a Jardel a ordem para guarnecer o posto policial do bairro Coroadinho. Detalhe: sozinho.

Jardel se recusou a cumprir a missão alegando a falta de segurança. O Coroadinho é notadamente um bairro com problemas de segurança. O trailler policial já foi invadido por marginais.

 Ao se recusar, Jardel recebeu voz de prisão por determinação do Tenente Coronel Vieira, comandante do Primeiro Batalhão.

 Poucas horas depois o caso foi posto na mesa de negociação montada pelo secretário de Governo João Alberto e os líderes do movimento, na sede da OAB. Os policiais solicitaram a libertação do soldado. A liberdade de Jardel foi atendida pelo Comando da Polícia no início da noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*