Cartório da 5ª Zona no São Francisco tem atendimento até sexta-feira

O cartório da 5ª Zona de Registro Civil da Capital,
que fica no bairro do São Francisco, estará com suas atividades suspensas até
sexta-feira, dia 2 de março. O motivo é o incêndio que afetou a instalação
elétrica e parte da estrutura da serventia. O incêndio ocorreu no dia 23 de
fevereiro e, segundo a polícia, teria sido criminoso.

A escrevente substituta do cartório, Serlene
Chaves, informou à Corregedoria Geral da Justiça sobre o sinistro e solicitou a
autorização da suspensão das atividades pelo período de 7 dias úteis. A CGJ,
por ser órgão competente de planejamento, supervisão, coordenação, orientação,
controle e fiscalização das atividades administrativas e funcionais judiciais e
extrajudiciais da Justiça de 1º Grau, enviou uma equipe até o cartório para
verificar a situação.

Depois de analisar o parecer elaborado pela juíza
auxiliar Alice Prazeres, o corregedor Cleones Cunha acatou o pedido da
escrevente. Ele ainda determinou, em privilégio ao princípio da continuidade do
serviço público, que as atribuições relativas à 5ª Zona de Registro Civil de
Pessoas Naturais sejam acumuladas pelas 1ª, 2ª, 3ª, e 4ª zonas de registro
civil, enquanto perdurar a suspensão.

Sobre o incêndio

Em declaração ao Delegado Jefferson Nepomuceno, a
escrevente Serlene Chaves relatou que o incêndio deixou todo o cartório sujo de
fuligem, e danificou potencialmente as instalações elétricas. Ela disse que ao
chegar ao cartório para trabalhar, verificou as paredes escuras, com algumas
cadeiras queimadas.

“A impressão que eu tive foi que o fogo veio de
fora pra dentro, ou seja, alguém forçou o portão e ateou fogo por baixo.
Encontramos alguns pedaços de borracha aqui”, disse Serlene. Tanto a escrevente
quanto o delegado acham que o fogo foi um ato de vandalismo. “Nenhum vizinho
avisou sobre a ocorrência do fato e acredito que o fogo apagou sozinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*