Maranhão recebeu R$ 22 milhões para construção de presídios e nada fez

Inferno maranhense: apenas em 2013, foram assassinados 59 presos no complexo de Pedrinhas

Inferno maranhense: apenas em 2013, foram assassinados 59 presos no complexo de Pedrinhas

A governadora Roseana Sarney, que teve resposta positiva do CNJ quanto ao pedido de prorrogação do prazo para explicar o caos no sistema prisional do Maranhão, terá que se preparar para uma  incômoda resposta aios maranhenses e ao país, por conta da explícita falta de  planejamento nesse conturbado setor.Isso porque a União disponibilizou R$ 22 milhões para a construção de presídios no Estado. O dinheiro teve de ser devolvido pela falta da execução dos projetos. O atual secretário de Administração Penitenciária, Sebastião Uchoa, não pode ser responsabilizado por isso, uma vez que seu antecessor era o advogado Sérgio Tamer. 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.