Oficializada candidatura de Flávio Dino ao governo

flavio candidato

Um dia depois do PC do B oficializar apoio a Dilma Rousseff, o partido no Maranhão realizou convenção neste domingo na capital São Luís para lançar a candidatura de Flávio Dino ao governo em aliança com o PSDB e o PSB, dos presidenciáveis Aécio Neves e Eduardo Campos, respectivamente.

O deputado federal e presidente do diretório estadual do PSDB no estado, Carlos Brandão, é o candidato a vice na chapa comunista, e o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha do PSB, disputará o Senado. No Maranhão o PT fechou aliança com o PMDB e recusou por determinação do diretório nacional a indicação do candidato a vice na chapa com Lobão Filho.

Uma ala do PT, batizada como resistência petista, participou da convenção e avisou que fará campanha para Flávio Dino.

Em seu discurso, Flávio Dino evitou falar de um dos três candidatos cumprindo o que avisara antes que ele é uma espécie de síndico de condomínio que abrirá o seu palanque a todos, sem no entanto, se posicionar explicitamente sobre qualquer um dos candidatos.

Dino preferiu falar de seus projetos e da possibilidade de colocar fim a 50 anos de mando da família Sarney no Maranhão, que reduziu o estado a liderar o ranking da pobreza no País.

– Nenhum império dura para sempre. Chegou a hora de proclamarmos a República no Maranhão e derrotar o coronelismo e a oligarquia – disse para uma platéia estimada em 10 mil pessoas.

Depois de homenagear o seu pai, o ex-deputado Sávio Dino, que foi cassado pelo regime militar, o candidato do PC do B aproveitou para avisar que ninguém da sua família fará parte do seu governo.

Dino também firmou que uma das maiores contradições do Maranhão é possuir uma enorme bacia hidrográfica ao mesmo tempo em que a metade da população não possui água encanada ou banheiros em suas casas.

– Em 50 anos foi isso que eles fizeram no Maranhão, mas vou criar um programa que vai levar água para todos – prometeu.

Além de reunir o PSDB e PSB em uma só coligação, a candidatura de Flávio Dino protagoniza um fato inédito no Maranhão, que é reunir todos os partidos de oposição em torno de um só projeto que é derrotar o clã Sarney no estado.

Ainda fazem parte da coligação o PDT, PPS, PP, PTC, PROS e Solidariedade.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.