Guerreiro Júnior é eleito novo presidente do TRE

Guerreiro Júnior prestando juramento

uerreiro Júnior prestando juramento

 

Os desembargadores Guerreiro Júnior e Lourival Serejo foram eleitos presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), respectivamente, em cerimônia realizada na quarta-feira (25). Em eu discurso de posse, Guerreiro Júnior reiterou compromisso com a Justiça Eleitoral. “No período em que passarei na presidência desta Corte, agirei com o olhar atento para o mundo político que se renova e para os esforços que a gestão deste Tribunal exige”, afirmou.

Já o desembargador Lourival Serejo reafirmou compromisso com a democracia e com os cidadãos brasileiros. “Tomo posse neste Tribunal pela segunda vez com a certeza que cumprirei minha missão, respeitando os mesmos postulados que sempre orientaram minha carreira, com ética e aplicação rigorosa da lei”, declarou.

Após a cerimônia de posse, o desembargador Lourival Serejo autografou o livro Ética e Magistratura, que faz parte do extenso acervo do desembargador que ocupa a Cadeira nº 35 da Academia Maranhense de Letras, é membro fundador da Academia Maranhense de Letras Jurídicas, da Academia Imperatrizense de Letras e da Academia Vianense de Letras.

Presidente
Guerreiro Júnior é natural de São Luís, onde concluiu formação acadêmica. Foi auxiliar de escritório do Tribunal de Justiça; diretor da Corregedoria Geral da Justiça; escrivão dos feitos da Fazenda Pública na capital e juiz aprovado em concurso público. Exerceu a magistratura em pelo menos 18 comarcas. É especialista em direito constitucional, administrativo, civil, processual civil, tributário e financeiro. Desde 1998, ocupa o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão, onde, no biênio de 2011-2013, exerceu o cargo de presidente.

Corregedor
Lourival de Jesus Serejo Sousa é natural de Viana. Formado em direito pela Faculdade de Direito do Ceará, especialista em direito público e em direito processual civil. Antes de ingressar na magistratura, foi advogado e promotor de justiça. Como magistrado, serviu em pelo menos  quatro comarcas. Na capital, foi diretor da Escola Superior da Magistratura do Estado do Maranhão (ESMAM), juiz auditor da Justiça Militar, membro do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão e ouvidor do Tribunal de Justiça do Maranhão. Publicou oito obras na literatura e sete na área jurídica.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*