E-mail pra dona Bibi

 

Oi, minha gata, muito bom dia! Espero que estas poucas e mal traçadas venham a encontrá-la na santa paz  do Criador por aí. Por aqui, morena, o grande siribolo que surgiu nos últimos dias, diz respeito a uma novidade aprovada pela Comissão de Constituição de Justiça do Senado, que cria o voto distrital para vereadores em cidades com mais de 200 mil eleitores e extingue as coligações proporcionais.

Tá provocando frio na espinha de vereadores, porque aí, seriam criados 31 distritos eleitorais na capital, com cada um elegendo seu vereador. Da forma que está o sistema eleitoral, neguinho conquista voto do Itaqui/Bacanga à Vila Olímpica e pronto.

Para deputado, o novo sistema também deixará muitos dos atuais deputados de pijama, em casa. Conheço caso de deputado que foi votado da região da Baixada até ao sul do Maranhão.

A  ex-deputada Helena Barros Helluy, por exemplo, quando do seu primeiro mandato, conquistou votos em todos os 2017 municípios maranhenses. Com o voto distrital, isso seria impossível.

Agora, morena, os vereadores de São Luis têm razão quando criticam o fim das coligações, porque essa prática certamente extinguirá os pequenos partidos. Pelo que tenho observado, essa história ainda será tema de muita discussão e oxalá não venha a ficar pelo meio do caminho.

Bem Bibi, essa matéria está em pauta, mas não esfriou a história da Lava-Jato, onde figurões estão presos e o PT está tremendo na base, por conta do seu ex-tesoureiro, o Vaccari Neto, que perdeu o cargo após ir para o xilindró.

De acordo com o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), essa prisão poderá levar até à extinção do PT pelo TSE, algo que teu pretinho aqui não acredita. Mas oposição é para criar embaraços, né não?

Bem, fofura, tua família está bem, com exceção de uma virose que vem botando milhares de pessoas por aqui no estaleiro e que  já atingiu tua neta Lívia, tua nora Elineusa e teu bisneto Filipe. Vamos agora às mais importantes da semana.

*

O Extra mancheteou nesta sesta sexta-feira: “ Deputados querem botar com areia grossa no fiofó de Ricardo Murad”. É sobre  a movimentação de deputados governistas para a criação de uma CPI da Saúde.

*

Essa CPI seria para apurar supostas irregularidades na Saúde durante o governo de Roseana Sarney, quando Murad comandou a área com toda autonomia.

*

Tão dizendo por aqui, morena, que não se pode convidar para o mesmo forrobodó, o deputado César Pires e o suplente de senador Clóvis Fecury, sob o risco de um parangolé daqueles.

*

O problema é que César Pires, filiado ao DEM, quer porque quer deixar a sigla, mas Clóvis, um dos principais dirigentes da sigla, quer pedir o mandato se o César sair. A César o que não é de César.

*

Na surdina, a ex-governadora Roseana Sarney chegou a São Luis no meio da semana, após ficar fora do Maranhão desde o início de janeiro. Tão dizendo que hoje ela se manda para Brasília, onde também tem residência.

*

Um babado daqueles por aqui, minha gata. Tão dizendo que coordenador de importante emissora de radiodifusão por aqui tem misturado seu dinheiro com uma verba  da empresa que é liberado para divulgação de competições esportivas.

*

E o Moto Clube, fofura. Ganhou mas não levou. Mesmo tendo derrotado o Sampaio  por 1×0, quem ficou como semifinalista do Campeonato foi o Tricolor de Aço, que havia vencido a primeira partida por 3×1.

*

Com esse resultado, o Moto praticamente ficará pulverizado por um bom tempo, já que agora só está na disputa da Copa do Brasil. Seu próximo compromisso é contra a Ponte Preta. Se perder, Adeus…

*

A família Franco está de luto. Na última quinta-feira, morreu em São Luis o empresário José Carlos de Almeida Franco, pai do ex-deputado Alberto Franco e do prefeito de Cururupu, Júnior Franco.

*

E a dona Dilma com o PT dela continuam aprontando com o povo brasileiro Bibi. Durante a posse dela, em primeiro de janeiro, anunciou uma tal “Pátria Educadora”, à guisa de priorizar a educação.

*

Logo em seguida, tirou R$ 7 bilhões da Educação e, em conluio com as bancadas petistas no Senado e na Câmara, aumentou a verba do Fundo Partidário em mais de 300 por cento.

*

Tem blogueiro atribuindo a demissão da Assembleia Legislativa a ação da deputada Andrea Murad. Sinceramente, não acredito que a loura oposicionista tenha tanta força perante um grupo adversário de mais de 30 parlamentares.

*

Muita gente não entendeu, mas ao perder os embargos no TRE, por unanimidade, esta semana, o prefeito cassado de Raposa, Clodomir Oliveira, na realidade, obteve uma vitória.

*

É que os advogados da prefeita Thalyta Laci, estavam manobrando no sentido de retardar a votação dos embargos, a fim de atrasar o recurso do prefeito cassado junto ao TSE.

*

Para que os embargos fossem votados, foi preciso manifestação popular na porta da Justiça Eleitoral, o que deixa aquela Corte numa situação desconfortável perante a opinião pública.

*

O presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha (PMDB), enfrentou seu primeiro teste com os próprios colegas. Mandou botar falta em deputados gazeteiros, mas, diante da pressão, mandou pagá-los.

*

Os parlamentares são assim, Bibi. Fazem o que querem com o dinheiro público e ainda se acham no direito de receberem sem trabalhar. Triste do país que tem um Parlamento como o nosso.

*

Campeão de votos nas últimas eleições, com  quase 100 mil sufrágios, o deputado Josimar de Maranhãozinho está devendo ao eleitorado. Ainda não mostrou para que foi eleito.

*

Na realidade, o único projeto de Josimar é uma imoralidade. Quer que  o Detran não recolha ao pátio, veículos cujos proprietários estejam inadimplentes com o IPVA. Prestatenção, Josimar…

*

Muita gente tocou foguete por aqui, esta semana, por conta da morte de um conhecido agiota, que jamais teve seu nome envolvido em qualquer problema.

*

Bem, minha gata, com essa, vou ficando neste domingo por aqui, na esperança de retornar com mais vigor na próxima semana, se Deus quiser. E ele quer, porque sempre foi legal com teu pretinho aqui.

Beijão do filhote amado

Djalma

 

1 pensou em “E-mail pra dona Bibi

  1. Amigo Djalma,
    Talvez o amigo não tenha tido a oportunidade de ler na íntegra o PL 051/2015, da lavra do Dep. Josimar de Maranhãozinho (PR). Versa ao projeto:
    Art. 1° Cria o parágrafo único do art. 102 da Lei n° 7.799, de 19 de dezembro de 2002, passando a vigorar com a seguinte redação:

    “Art. 102. […]
    Parágrafo único. Não haverá recolhimento, retenção ou apreensão do veículo pela identificação do não pagamento do imposto, exceto, se existir outra hipótese de recolhimento ou retenção prevista no Código Brasileiro de Trânsito – Lei Federal 9.503/97.”
    A Súmula 323, do STF diz: “É inadmissível a apreensão de mercadorias como meio coercitivo para pagamento de tributos”.
    Não há vicio de iniciativa e muito menos na forma, uma vez que a construção da matéria é inerente a atividade parlamentar. A Lei estabelece a ação executiva fiscal para cobrança da dívida ativa da Fazenda Pública. Na Bahia , por exemplo, a decisão da juíza da 11° Vara da Fazenda Pública diz: a realização de blitz e apreensão de veículo por falta de pagamento do IPVA configuram exercício ilegal da administração pública e desrespeito aos princípios constitucionais. Portanto, caro amigo não consigo vislumbrar nenhuma imoralidade, considerando que não construiríamos o PL em discussão sem antes consultarmos conhecedores do direito. É preciso atentar …recolhimento ou retenção prevista no CBT.
    Um forte abraço
    Herchel Barroso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*