Entrevista/ Vereador Paulo Victor – “A Câmara de São Luis está renovada e muito oxigenada”

   Como integrante da militância do PDT, ele teve seu teste de fogo durante o famoso Bandeiraço organizado pelo ex-vereador Renato Dionísio, uma caravana de militantes que percorreu quase todo os municípios maranhenses na campanha de 2006 que levou Jackson Lago ao poder. Salvaguardada as devidas proporções, pedetistas históricos chegaram a comparar o bandeiraço com a icônica Coluna Prestes.

Estava aí consolidado o ingresso de Paulo Victor Melo Duarte na política.  Bacharel em Direito, aos 31 anos, é casado com Stefanny Mayara, com quem tem o filho Máximus Victor, de 4 anos.

Ele chegou à Câmara Municipal de São Luis na segunda tentativa. Filiado ao PROS, conquistou, na eleição do ano passado, 4.600 votos. Foi o autor da lei para viabilizar e organizar o aplicativo Uber na capital maranhense.

 

Diz que  o Legislativo não é o que esperava e fala de suas expectativas como vereador, nessa entrevista ao Jornal da Câmara. Veja a íntegra da entrevista:

 

Jornal da Câmara – Com foi realmente seu ingresso na política?

 

Paulo Victor- Meu ingresso na política ocorreu pelas mãos do ex-vereador Renato Dionísio, de quem fui assessor na Câmara. Ele é um militante de peso no PDT e me levou para o partido, em 2004. Trabalhei em várias ações, nos bandeiraços, nos movimentos sociais e isso me deixou  apaixonado pela política.

 

Jornal da Câmara – O parlamento é o que o senhor esperava?

Paulo Victor – Não! Confesso que não. É completamente diferente do que imaginava. É uma casa de respaldo, um colegiado, em que tudo que se faz tem de ser através de acordos. Quando se  está fora a gente imagina que pode tudo e quando se chega como representa sentimos que existem muitas dificuldades para a execução daquilo que sonhamos. Mesmo assim é importante a participação.

Jornal da Câmara- Seu primeiro projeto na Câmara foi objetivando organizar  o aplicativo Uber São Luis, o que criou muita polêmica, já envolvendo taxistas, Ministério Público, Justiça e outros segmentos.

Paulo Victor – Realmente. Logo após tomar posse, em janeiro, apresentei o projeto 001/2017, regularizando o sistema de transporte individual de passageiros, que não é apenas o Uber, mas também  qualquer aplicativo de transporte. Isso porque existia um projeto anterior que proibia esse tipo de transporte, que foi de autoria da ex-vereadora Luciana Mendes. 21 Dias após a apresentação do meu projeto, o Uber chegou a  São Luis, porque havia encaminhado uma notificação ao Uber, informando que já estava em tramitação um projeto para trazer o serviço para a cidade.

Jornal da Câmara- Mas até hoje ainda existe polêmica em torno desse e de outros aplicativos, até porque ele ainda sequer foi regulamentado pelo Congresso Nacional…

Paulo Victor –Me sinto honrado pela chegada do Uber na nossa capital, ele melhorou a vida do cidadão. E esse foi o objetivo, já que ele descentralizou o serviço e fez com que os taxistas buscassem alternativas para melhorar o serviço e reduzir o preço. Não defendo a bandeira dos aplicativos, mas a bandeira do cidadão.

Jornal da Câmara – E com relação à regularização do serviço pelo Congresso Nacional?

Paulo Victor – Da forma como o projeto tramita no Congresso, é como se trocar seis por meia dúzia. Isso porque vai instituir taxas, mudança de cor de placa, luminoso e aí o serviço vai encarecer. Uber não é para ser concessão pública como táxi. É um sérvio privado, para complementação de renda e melhoramento no transporte individual de passageiro. Se o Senado aprovar a regulamentação, o Uber se extingue na cidade.

 

Jornal da Câmara – E como o senhor analisa seu primeiro ano de mandato e a Câmara Municipal de um modo geral?

Paulo Victor – A Câmara de São Luis teve uma renovação de mais de 50 por cento. Uma renovação muito grande, como há muito tempo não se via. Ela está renovada, com muitas cabeças novas, repletas de idéias e em busca de conhecimentos para uma boa prestação de serviços para a cidade.

O Legislativo de São Luis está oxigenado, com os vereadores buscando suprir deficiências através de propostas e de idéias. Destaco todos os meus colegas como autênticos depositários da confiança popular e estamos tentando, de todas as formas, sermos merecedores dessa confiabilidade, através do trabalho, o que nos dá o respaldo perante a população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*