Portuguesa morre em acidente na cidade de Santo Amaro

Cinco pessoas morreram vítimas de acidentes no último fim de semana, no Maranhão. Quatro corpos deram entrada no Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga. O corpo da portuguesa Mônica Filipa Sousa Fernandes, de 29 anos, ainda na tarde de ontem, não tinha sido liberado para os familiares. Ela estava fazendo mestrado na capital maranhense e acabou falecendo após sofrer um acidente no KM 150 da BR 402, na entrada da cidade de Santo Amaro, no último sábado.

A assessoria de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que a vítima tinha saído de São Luís com destino aos Lençóis Maranhenses e estava em um veículo Ford Ka branco, de placas PTB 5880, conduzido por seu professor, nome não revelado. Nas proximidades do município de Santo Amaro, eles foram surpreendo por um HB20 de cor escura.

O Ford Ka ainda tentou desviar de um caminhão, mas acabou capotando no meio da via e parou no meio do matagal. A portuguesa sofreu várias fraturas e ainda foi levada para o Hospital Municipal de Barreirinhas, onde os médicos tentaram ressuscitação cardiopulmonar, mas sem sucesso. Em seguida, o corpo dela foi levado para o IML, na capital. Enquanto, o condutor desse veículo sofreu ferimentos leves.

Também nesse dia deu entrada o corpo de Dagmar Moraes de Souza, de 65 anos, no IML. De acordo com as informações da polícia, a vítima ao descer de um coletivo acabou caindo no meio da via e sendo atropelada por outro ônibus, na Rua 205 da Unidade 205 da Cidade Operária. Ela morreu ainda no local.

Há informações que o motorista do coletivo teria feito uma manobra irregular antes da vítima ter descido do ônibus. “O condutor do ônibus arrancou antes da vítima descer e acabou caindo no meio da via”, declarou um dos moradores.

A vítima era moradora da Cidade Operária e o sepultamento ocorreu ainda ontem no cemitério da capital. O caso foi registrado no Plantão de Polícia Civil da Cidade Operária, mas vai ser encaminhado para a Delegacia de Acidente de Trânsito (DAT), localizada no Centro.

José de Ribamar Ferreira Lopes, de 60 anos, também foi vítima de acidente de trânsito. Ele ainda foi levado para o Hospital Municipal Socorrão II, localizado na área da Cidade Operária, mas morreu antes de ser submetido a tratamento cirúrgico. A quarta vítima de acidente de trânsito até a tarde de ontem estava no IML sem identificação.

Internado

O aspirante a oficial da Polícia Militar, identificado como Gleidson Diego Santos, idade não revelada, ainda no começo da noite de domingo, 29, continuava internado na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Municipal Socorrão I, no Centro. Segundo a polícia, o policial tinha participado de uma festa dessa corporação e sofreu um acidente de trânsito na manhã do último sábado, 28, na Curva do 90.

O militar ao perder o controle do seu veículo capotou no meio da via e parou na calçada de um estabelecimento comercial. Segundo a polícia, o militar ficou preso às ferragens e foi resgatado pela equipe do Corpo de Bombeiros Militar. A vítima teria levado uma pancada forte na cabeça e havia suspeita de traumatismo craniano.

A PRF ainda informou que uma colisão frontal durante o último sábado entre uma motocicleta Honda, de placa HPI 9651 e uma Mercedes Benz, de placas BWJ 8389, que resultou na morte do motociclista, nome não revelado, no KM 424 a BR 226, na entrada da cidade de Grajaú.

Número

5 corpos deram entrada no IML e, segundo a polícia, foram vítimas de acidente de trânsito

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*