Beka Rodrigues e José Laci participam de solenidade em que Flávio  Dino entregou motores para entidades pesqueiras

 (Fotos: Fredson Ferreira)

O presidente da Câmara Municipal de Raposa, Beka Rodrigues (PC do B), e o ex-prefeito José Laci,  participaram, na manhã desta sexta-feira (10), da solenidade em que o governador Flávio Dino fez a entrega de 740 motores e outros instrumentos de pesca  a entidades do setor, como colônias e sindicatos. O Sindicato de Pescadores de Raposa foi contemplado com um lote desses motores. Os dois estiveram acompanhados  da secretária de Pesca do Município, Lavina Lisboa, do secretário adjunto, Joubert Amorim e do representante do Sindicato da categoria, Francisco de Assis.

A entrega foi feita por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária (Setres). Participaram secretários de Estado, prefeitos e representantes de organizações de atividade pesqueira do estado.

“Este é o caminho para o desenvolvimento. É uma entrega expressiva, mostrando nossa preocupação com aqueles que trabalham. Temos o segundo maior litoral do país e bacias hidrográficas importantes”, afirmou Flávio Dino.

De acordo com Beka Rodrigues, o governador Flávio Dino dá mais um passo para a consolidação do desenvolvimento do Estado. “Ele vem ajudando todos os setores. Agora, está focando na área pesqueira, que se ressentia de um apoio expressivo por parte do poder público. Os pescadores de Raposa estão comemorando essa iniciativa do governador”, afirmou Beka Rodrigues.

No entendimento de José Laci, que foi o primeiro prefeito de Raposa e uma das principais lideranças do município, o governador Flávio Dino mostra, com essa iniciativa, que realmente chegou para modificar o panorama desenvolvimentista do Estado, uma vez que está atuando de forma célere, em todas as direções.

Para Lavina Lisboa, secretária de Pesca de Raposa, os novos motores vão ajudar no trabalho das marisqueiras do município: “Como o local de extração fica distante da costa, elas necessitam de uma embarcação. O marisco é pesado, então esses motores vão facilitar o dia a dia”.

Nova rotina

A entrega é uma iniciativa do projeto TrabPesca, que apoia as entidades pesqueiras e busca levar equipamentos motorizados em substituição ao transporte manual, gerando rapidez e melhoria da infraestrutura.

Tudo isso resulta em aumento da produtividade e da renda. “Vai ajudar quem não tem condições para comprar um motor. Não vou mais precisar pagar outras embarcações para trabalhar. Essas canoas com esses motores vão facilitar muito a vida”, contou  Francisco de Assis, presidente do Sindicato dos Pescadores de Raposa.

 

Segundo o secretário Jowberth Alves, da Setres, a medida vai incentivar a cadeia produtiva e pesqueira do estado. “Vai facilitar bastante a vida dos nossos pescadores artesanais. É um trabalho para gerar emprego e renda na cadeia da pesca”.

Pesca artesanal

No Maranhão, segundo o IBGE 2010, mais de 47 mil pescadores vivem exclusivamente da pesca artesanal, que tem papel fundamental na geração de mão de obra e de renda para milhares de famílias de baixa renda.

A pesca artesanal é uma atividade caracterizada principalmente pela mão de obra familiar, com embarcações de porte pequeno, como canoas ou jangadas, ou ainda sem embarcações, como na captura de moluscos perto da costa. Sua área de atuação está nas proximidades da costa e nos rios e lagos.

Segundo a Federação das Colônias de Pescadores do Estado do Maranhão (Fecopema), existem atualmente 159 colônias de pescadores em todo o estado, gerando emprego e renda a milhares de pessoas que sobrevivem da atividade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*