Recados para ela


Bom dia minha preta! Bom domingo pra ti e para os teus companheiros que estão aí, ao lado do Criador. Como sei que estão no bem bom, vou logo avisando que aqui, no andar de baixo, a maré ainda não tá pra peixe. É que novos casos de coronavírus estão deixando as autoridades em polvorosa. Por conta disso, o governador Flávio Dino e o prefeito Eduardo Braide decidiram cancelar o Carnaval.
Ao invés da folia, neguinho vai ter é que trabalhar no período que era para ser da festa momesca. Só que o Tribunal de Justiça, onde a rapaziada não é besta, manteve o feriado, com base na Lei da Organização da Magistratura (LOMAN). Lá, na casa dos togados, será mesmo feriado forense no período da folia.
Bem, agora, vamos às mais interessantes por aqui.
*
Bibi, nem te conto! Encontrei aqui, nos meus alfarrábios, a letra de uma música composta por este teu pretinho aqui e o saudoso Gislenaldo Moreira, o Gigi, que era cantor, compositor, ator e diretor e que sucumbiu ao coronavírus.
*
Negócio é o seguinte: Em 1978, ano em que nasceu a primeira filha dele, a Rebeca, estávamos certa manhã de domingo tomando umas biritas, lá na casa do saudoso Pinto, no Anjo da Guarda. Ele empunhou o seu inseparável violão e começou a dedilhar.
*
Começamos a improvisar alguns versos e surgiu a música que denominamos “Passo do teu Passo”. Só que depois do goró, tive o cuidado de escrever as estrofes que me lembrava, e guardei o manuscrito.
*
Passadas mais de 4 décadas, eis que encontro o letra. Passei para o Oberdan Oliveira e para o Gigi Júnior, que vão colocar a melodia. Quem leu, como o grande sambista Ribão, disse que a letra é excepcional. O que cachaça não faz!
*
Ah, minha morena, estive na sexta-feira numa rodada de conversa política. Tomei conhecimento de como anda realmente nossa cidade. Já temos, a exemplo do Rio de Janeiro, um comando paralelo, que é o do tráfico.
*
Para que tenhas uma ideia, para se construir qualquer coisa ali pras bandas da Camboa e na Quarto Centenário, tem que se pedir permissão para a “Loura”, líder do tráfico na área.
*
Isso inclui autoridades para obras públicas e iniciativa privada. Me relataram que quando foram construir o Batalhão Tiradentes, houve roubo de uma caixa d’água e de outros materiais de construção. Ela descobriu os autores e os obrigou a devolver, carregando tudo nas costas feito burro.
*
E, durante a inauguração daquela unidade da PM, a dita cuja estava lá, toda empertigada, de terninho, como se fosse uma autoridade, querendo que seu nome fosse anunciado pelo mestre de cerimônia, durante a inauguração. Pode, Freud?
*
Lembra daquela história do capitão PM que é médico e que estuprou uma enfermeira no Hospital Genésio Rego, ali na Vila Palmeira? Pois bem, colocaram o caso no esquecimento. O PM tarado foi preso, mas já está em liberdade há muito tempo.
*
E sabe as razões Bibi? É que, por estas bandas, punição para delitos desse tipo, depende de quem é a vítima e de quem é o culpado. Na realidade, neguinho faz muito é politicagem.
*
Se fosse uma dama da alta sociedade, as representantes de grupos feministas do Maranhão estariam até hoje rasgando a goela em movimentos pelas ruas do centro da cidade.
*
Mas como foi uma simples enfermeira, decidiram deixar a história pra lá. Não vi nada, a não ser uma tímida movimentação do Conselho Regional de Enfermagem, pedindo punição para o maníaco sexual.
*
Quanto ao Conselho Regional de Medicina, este continua dormindo em berço esplêndido. Até porque nunca se viu tal órgão se manifestar contra qualquer um de seus membros, mesmo quando denunciados por práticas mais delituosas que possam ser.
*
Lembro aqui do caso de um médico que enriqueceu praticando abortos. Montou uma clínica só para isso. Comprou até fazendas, às custas de mortes de bebês. Qual a punição do CRM? O silêncio sobre o assunto.
*
Descobriram aqui que o deputado federal Márcio Jerry nunca teria se manifestado sobre a possibilidade de vir ser o companheiro de chapa do senador Weverton Rocha para o governo do Estado.
*
Conforme um político bem situado nas ações palacianas, é um grupo de “jerrystas”, que tenta alertar Weverton, de que ele seria um bom parceiro, por ser muito ligado ao governador Flávio Dino.
*
O grande problema para Márcio Jerry é que o partido que dirige, o PC do B, murchou feito maracujá de gaveta nas últimas eleições. De 46 prefeitos, caiu para apenas 22 chefes de executivos municipais no Maranhão.
*
O vereador Chico Carvalho deu um grito de alerta esta semana com relação à violência na zona rural de São Luís. Traçou um cenário negro, destacando que são execuções, invasões de imóveis e todo tipo de crimes que se possa imaginar.
*
Afirmou que sair de um bairro de zona rural para outro na zona rural da capital maranhense, é como sair do Morro do Alemão para a Rocinha, no Rio de Janeiro.
*
A exemplo do Governo do Estado e da Prefeitura de São Luiís, a Assembleia Legislativa decidiu que ali também não será feriado na segunda e na terça-feira de Carnaval.
*
Dos poderes públicos constituídos, apenas o Tribunal de Justiça decidiu manter seu feriado forense no Carnaval, para que a rapaziada não venha a se estressar no período.
*
A Justiça do Maranhão, em boa hora, decidiu que as cinco agências do Banco do Brasil no Maranhão, selecionadas para serem extintas, não poder sem fechadas. Um alívio para correntistas e funcionários.
*
Mas o caso ainda vai dar chabu. É que a direção do BB deverá recorrer a instância superior para que as unidades da instituição financeira sejam desativadas.
*
Bem, morena, com essa, teu pretinho vai ficando por aqui esta semana, garantindo retorno no próximo domingo, se Deus quiser.
*
E ele quer, porque sempre foi bacana com esse teu pretinho
Beijão desse filhote que jamais deixará de te amar
Djalma.
*
N.E – Bibi é Benedita Rodrigues, mãe do editor. Ela morreu aos 28 anos de idade, na Santa Casa de Misericórdia, no dia 8 de dezembro de 1965.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.