Recados para ela

Olá, minha fofa, muito bom dia! Espero que estas poucas e mal traçadas te encontrem no bem  bom por aí, ao lado do m Criador. Por estas bandas, minha santa, tudo na mesma. Um avanço significativo nos casos de coronavírus, fazendo a gente perder amigos e conhecidos de uma forma impressionante. Esta semana, por exemplo, dos mais ligados, quem fez a viagem celestial foi o Carlos Alberto Palácio, conhecido como Carroca, irmão do ex-prefeito Tadeu Palácio. Foi chefe de Gabinete da Câmara Municipal, na gestão do ex-vereador Isaías Pereirinha.

A gente amanhece o dia ligando pra outro amigo:

-E aí, tudo normal?

Esse tipo de pergunta, é como se fosse uma senha, para saber se alguém conhecido falecer em decorrência do coronavírus. A doença está inclusive provocando problemas de ordem emocional entre crianças e adolescentes, de acordo com estudos científicos. Tudo por conta do isolamento. E no Maranhão a coisa tá é ruim, Bibi. Nesta sexta-feira, foram registradas 49 mortes num intervalo de 24 horas. O Estado bateu, pela terceira vez, o recorde de mortes em menos de uma semana.

Bem, vamos deixar um pouco essas histórias de óbitos e conversar sobre coisas mais amenas.

*

Olha, Bibi, as eleições de 2022 prometem, principalmente na proporcional. É que desta vez não haverá coligações partidárias para se eleger deputados federais e estaduais. As projeções apontam que para um partido eleger o primeiro deputado federal, terá que conquistar 180 mil votos e 77 mil sufrágios para o primeiro estadual.

*

Assim como aconteceu com os vereadores nas últimas eleições, o que, em São Luís, acabou por deixar muitos figurões de fora do parlamento municipal. Todo mundo sabe que quando o Congresso quer fazer alguma alteração, usa logo os vereadores como cobaias.

Acontece, Bibi, que os líderes dos grandes partidos estão vislumbrando essa dificuldade e já sinalizam para outra mudança, com a introdução do voto distrital, que vem sendo discutido desde 2017. Por esse sistema, seriam eleitos os mais votados nos seus respectivos distritos eleitorais.

*

Sei não, mas a cobra promete fumar nessa questão aí, uma vez que há quem defenda que as eleições deveriam seguir os mesmos caminhos do pleito de 2018.

*

Ah, Bibi, falando em política, gostaria de saber quem realmente está legislando no Brasil. Se o Congresso ou o STF. É uma barafunda danada, ninguém entende patavinas.

*

Ah, cidadã, sabe quanto custa cada parlamentar federal em termos de gastos com saúde? Nada mais nada menos do que R$ 165 mil por ano. Foi o que ficou estipulado para cada um desses felizardos gastarem com sua saúde e de seus familiares. Não valem as amantes.

*

Eles podem usar qualquer hospital, no Brasil e no exterior, que o bolso da gente garante. Enquanto nós pagamos as mordomias desses cidadãos, quando precisamos de qualquer atendimento, temos que aguardar na fila do SUS.  Esse é o retrato sem retoque do Brasil.

*

Sei não, mas o governo do Estado levou duas pauladas seguidas em serviços e recolhimento de tributos na infraestrutura. Os aeroportos de São Luís e de Imperatriz passaram para a iniciativa privada, assim como quatro terminais do porto do Itaqui.

*

Com relação ao aeroporto Hugo da Cunha Machado, gostei muito da privatização, uma vez que não gostava do serviço ali prestado. Lanchonetes caras e inadequadas e lojinhas sem nada para vender.

*

Digo que houve um retrocesso muito grande nesse aeroporto. Na década de 1970, por exemplo, servia até como área de lazer. Famílias iam ali para o almoço de domingo, no Restaurante Palheta e acompanhar, do segundo piso, o pouso e decolagem das aeronaves. Tudo mudou, para pior. Tomara que agora melhore.

*

O deputado federal Hildo Rocha, um dos mais ativos da bancada maranhense, virou notícia nacional, esta semana. Tudo porque ameaçou matar a tiros um cachorrinho que estava passeando com sua dona, numa área em que o parlamentar fazia sua caminhada, em Brasília.

*

Contra fatos não há argumentos. Foi tudo filmado. O deputado foi perseguido pelo cachorro, daqueles que parece uma salsinha. Cachorrinho de madame. Disse que ia em casa pegar o revólver. Tudo foi filmado e o nosso parlamentar ganhou o noticiário nacional.

*

Tomei conhecimento que em plena pandemia, a Federação dos Município do Estado do Maranhão-FAMEM, promoveu uma série de demissões em seus quadros de funcionários. Enquanto isso, o ex-prefeito Júnior Cascaria, de Poção de Pedras, está pendurado numa das sinecuras da entidade, ganhando sem nada fazer e tirando a vaga de quem realmente precisa.

*

 

Olha, Bibi, um dos gigantes da imprensa do Maranhão, o Imparcial, está de joelhos, financeiramente. Grupo de repórteres reduzido, sem fotógrafos e com a redação funcionando em duas salas num prédio na Ponta D,Areia. Crise braba!

*

Aquele prédio enorme do Renascença, que já  havia se transformado num elefante branco, agora abriga apenas a máquina rotativa, cujo custo de funcionamento também se transformou num grande desafio para o grupo dirigente do órgão, que é integrante dos Diários Associados.

*

Quando está em São Luís, o deputado federal Cleber Verde bate ponto rotineiramente todas as  manhãs em sua emissora de rádio, a FM Maranhão 98.5, na estrada de Ribamar. Faz até entrevistas.

*

Falando em emissoras, a radiofonia maranhense entrou em declínio faz é tempo. Faltam grandes nomes, boas entrevistas e bons programas. Tem neguinho que  trata senador é por tu, durante entrevistas. Pode, Arnaldo?

*

O secretário de Comunicação do município, o ex-deputado Joaquim Haickel soltou os cachorros pra cima do deputado Duarte Júnior, esta semana, em sua coluna semanal no O Estado do Maranhão. De canalha pra cima, tudo valeu.

*

Tudo por conta de uma fake news do parlamentar contra a Prefeitura. Joaquinzão fez valer o seu estilo do bateu levou.

*

Bem, Bibi, com essa, teu pretinho vai ficando por aqui, garantindo retorno para a próxima semana, se Deus quiser. E ele quer, porque sempre foi bacana com esse teu pimpolho.

*

Beijão desse teu filhote que jamais deixará de te amar

Djalma

N.E- Bibi é Benedita Rodrigues, mãe do editor. Ela faleceu aos 28 anos de idade, em São Luís, no dia 8 de dezembro de 1965.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *