Recados para ela

Olá, fofura linda, muito bom dia! Espero que esteja às mil maravilhas
por aí, ao lado do Senhor. Aqui, ainda as questões políticas e a crise
financeira, como sempre. Desde que me entendo por gente, nunca vi
pobre dizer que a situação está boa. Até rico fala isso, pra tirar de
onda, a não ser aqueles que gostam de esnobar. Mas vamos às mais
interessantes da semana gatinha.

*

Conforme havia afirmado aqui na semana passada, o governador Flávio
Dino, na reunião do dia 29 com os partidos da base aliada, afirmou que
seu candidato ao governo do Estado é o seu vice, o ex-deputado federal
Carlos Brandão. Estava escrito nas estrelas.

*

Bibi, política não se faz apenas com palavras, mas também através de
gestos.  E o governador vinha emitindo sinais  de que Brandão seria  o
escolhido há bastante tempo, Era através de metáforas, o levando para
eventos e outras situações.

*

Só quem teimava em não enxergar e quem estava dando uma de cego em
torno dessa situação, acreditando que o governador iria  anunciar o
nome do senador Weverton Rocha. Deu o que todo mundo já sabia.

*

O anúncio foi dito no dia 29 do mês passado à noite, no Palácio dos
Leões. Pela manhã, estive numa rápida conversa com o senador Weverton
Rocha, na Assembleia Legislativa. Ele participou de um evento
promovido pela Câmara Federal.

*

Quem o viu, percebeu que estava abatido. Não era o mesmo Weverton
vibrante e otimista que todos costumam ver. Eu e o repórter Álvaro
Luiz o interpelamos sobre o que poderia acontecer na reunião à noite.

*

Ele respondeu, dando a entender que já sabia o que iria acontecer,
que: “É vida que segue, nossa pré-campanha ao governo do Estado
prossegue. Ela não é minha, é do povo e de um grupo que acredita em
mudanças”.

*

Depois que Flávio anunciou sua predileção para sucedê-lo e deu o prazo
até janeiro para que o grupo decidisse, houve quem acreditasse que ele
poderá mudar seu pensamento sobre o vice. Nada disso, cidadã.

*

O que Flávio disse, na realidade, é que em janeiro, aqueles que não
quiserem acompanha-lo na jornada, devem anunciar o posicionamento,
entregar os cargos e seguir outro rumo.

*

Ah cidadã, o deputado federal Cleber Verde perdeu a indicação para a
Gerência Executiva do iNSS em São Luís. Seu apadrinhado, Weslley
Aragão Martins, teve sua portaria n° 1.197, de 30 de novembro,
encaminhada para o Diário Oficial da União para ser divulgada no
último dia 3.

*

A publicação não ocorreu. Segundo fontes do blogue, teria havido a
interferência do senador Roberto Rocha, que teria indicado uma outra
pessoa para ao cargo. Agora, Cleber Verde e Roberto  Rocha não devem
ser convidados para o mesmo coquetel.

*

A semana foi marcada  na Câmara Municipal por intenso tiroteio verbal
entre os vereadores Marquinhos  e Chico Carvalho. Tudo por conta da
CPI que visa desvendar a caixa preta do sistema de transporte
coletivo.

*

Chico Carvalho é autor da proposta que vingou. Marquinhos acusa Chico
Carvalho de manobra. Mandou inclusive  retirar seu nome da lista dos
componentes da Comissão e espalhou que Chico, como presidente da CPI e
Álvaro Pires, como relator, não farão nada sem ouvir o prefeito
Eduardo Braide.

*

Chico Carvalho reagiu com ênfase aos ataques do colega de parlamento,
que espalhou pelas redes sociais que vai denunciá-lo no Conselho de
Ética do Parlamento Municipal. O pau cantou na Casa de Noca, minha
fofa!

*

Pelo andar da carruagem, cidadã, não deverá acontecer as festas de
Carnaval no próximo ano no Maranhão. O governador Flávio Dino e o
prefeito Eduardo Braide, inclusive já anunciaram o cancelamento dos
festejos de Natal e Ano Novo.

*

O problema Bibi, é que essa nova variante do Coronavírus, que já vem
provocando terror e mortes em alguns países da África e da Europa,
está deixando os brasileiros de cabelo em pé.

*

Falando nisso, morena, ainda não tomei a terceira dose da vacina. Mas
garanto que nesta semana irei enfrentar a agulhada. Seguro morreu de
velho e não se pode brincar com a cor da chita.

*

Nem te conto! Lívia, tua netinha concedeu entrevista na última
quinta-feira, na Rádio Esperança, para a Marina Sousa, Falou de seu
sucesso no PASE da UEMA  e sobre a expectativa do ENEM. Como já é
acadêmica de Direito, relatou seu método de estudo e afirmou que
pretende continuar  na mesma trilha.

*

Me surpreendi que a desenvoltura verbal da cidadã, uma vez que lá em
casa para falar é preciso ser provocada, Muito afiada discorrendo
sobre os assuntos em que era  abordada.

*

Também teve quiprocuó na Assembleia Legislativa, entre os deputados
Dr. Yglésio e Vinícius Louro. Se não fosse a turma do deixa disso, a
coisa poderia ter descambado para situações de maior gravidade.

*

E o Atlético Mineiro voltou a ser campeão Brasileiro, depois de meio
século. Só o fato de haver tirado o Flamengo do seu caminho, já valeu
imensamente para nós, vascaínos, que iremos disputar a terceira
divisão.

*

A senadora Eliziane Gama está sendo cogitada pelo seu partido, o
Cidadania, para ser companheira de chapa, como vice, do ex-ministro
Sérgio Moro, na corrida pela presidência da República.

*

Se o convite vier a se concretizar, será a segunda mulher maranhense
a concorrer ao mesmo cargo. Em 1994, a ex-prefeita Gardênia Ribeiro
Gonçalves foi candidata a vice-presidente na chapa do senador
Esperidião, pelo PPR.

*

Bem, minha fofa, com essa o teu pretinho vai ficando por aqui,
garantindo retorno na próxima semana, se Deus quiser. E ele quer,
porque sempre foi bacana com esse teu pimpolho.

Beijão de quem continuará te amando para sempre.

Djalma

N.E. Bibi é Benedita Rodrigues, mãe desse editor. Ela faleceu no dia 8
de dezembro de 1965, aos 28 anos de idade, na Santa Casa de
Misericórdia.

 

   

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.