Chico Carvalho quer  que faculdades particulares inscritas  na Dívida Ativa do Município façam encontro de contas através de  bolsas de estudos

O vereador Chico Carvalho (Podemos), está sugerindo às faculdades e escolas de nível médio particulares, inscritas na Dívida Ativa do Município, por conta de débitos com o Fisco Municipal que façam encontro de contas, oferecendo bolsas de estudos como forma de amenizar ou mesmo quitar suas dívidas. Ele afirma que essa é uma medida salutar para todas as partes envolvidas.

“Esse encontro de contas é benéfico para todos, porque faz com que as instituições de ensino quitem seus débitos, auxilia a Prefeitura a se fortalecer na Educação e ajuda os alunos. Os estudantes que serão inseridos na proposta terão, como critério, ser oriundos da rede pública municipal, e que suas famílias estejam cadastradas nos programas sociais, por conta da baixa ou nenhuma renda”, assinalou o parlamentar.

Chico Carvalho afirmou ainda que mais de 90% das instituições privadas de ensino de nível superior ou médio em São Luís estão na Dívida Ativa do Município, destacando que a proposta por ele apresentada será levada ao conhecimento do prefeito Eduardo Braide e da secretária de Educação, Caroline Marques Salgado, além de representantes da entidade representativa das faculdades e escolas envolvidas no processo.

“Nosso objetivo é discutir a idéia para colocá-la em prática o mais rápido possível. Sei que algumas dessas instituições já fizeram o encontro de contas com o Município, ofertando bolsas de estudos para capacitação. Ora, se fazem para capacitação, podem também  fazer para graduação e esse é o nosso principal objetivo, como forma de estimular e desenvolver a Educação, destacou o vereador.

FACULDADE

 Atuando em todas as vertentes quando o assunto é Educação, Chico Carvalho também se mostrou bastante entusiasmado por conta do crescente número de faculdades municipais pelo Brasil afora, que já a um total de 61 unidades nas mais variadas regiões do País. Ele disse que as faculdades municipais já são uma realidade, enfatizando que São Luís tem que vislumbrar essa possibilidade num futuro bem próximo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.