VÍDEO: Na Câmara, Dep. Kim Kataguiri diz que prefeitos ligados a Weverton pagaram até 30% de propina com emendas secretas

De acordo com o parlamentar paulista, um dos mais destacados do Congressos Nacional, a fraude em dados da saúde envolvendo prefeituras de aliados do senador pedetista, trata-se de um caso de polícia e os responsáveis têm de ir para cadeia, pois são ladrões de recursos públicos.

Durante sessão desta terça-feira (12), o deputado federal Kim Kataguiri (União – SP) usou a palavra para destacar os desvios de recursos públicos em prefeituras maranhenses protagonizados por prefeitos ligados ao senador Weverton Rocha, do PDT, que foram evidenciados por uma reportagem especial da revista piauí sob o título Farra ilimitada.

De acordo com o parlamentar, a fraude envolvendo recebimento de recursos do orçamento secreto “é o maior escândalo dos últimos tempos focado na falsificação de dados relativos a serviços de saúde”cujo autores são prefeitos maranhenses ligadas ao senador pedetista maranhense, segundo a reportagem da revista Piauí.

No pronunciamento, Kim destacou que o município de Igarapé Grande, o qual o prefeito é Erlânio Xavier, do PDT, bateu recorde mundial em números de consultas: 385 mil, o que dá uma média de 34 consultas por habitante, um padrão que supera o recorde mundial, estabelecido pela Coreia do Sul, onde a média anual chega a 17 consultas por habitante.

O parlamentar paulista – um dos mais destacados do Congresso Nacional – também salientou que a cidade maranhense de Pedreiras, que tem como prefeita Vanessa Maia, aliado do senador Weverton, se tornou destaque nacional de forma negativa por ter o maior número de banguelas do Brasil. “Cidade com 39 mil habitantes informou ao Ministério da Saúde ter realizado 540,6 mil extração dentária, isto é, prefeita diz que sua gestão arrancou 14 (catorze) dentes de cada morador”.

Ainda conforme o discurso do deputado federal Kim Kataguiri, os políticos do PDT que destinaram as emendas secretas receberam, segundo a reportagem, de 20% a 30% das emendas de volta em forma de propina.

Por último, o parlamentar, completou que esse caso envolvendo prefeituras maranhenses, trata-se de um caso de polícia e que os prefeitos envolvidos têm de ir para cadeia para punir exemplarmente os ladrões de recursos da saúde, pois esse lastimável episódio mancha a imagem do Congresso Nacional.

(Blogue do Domingos Costa)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.