Sampaio  Corrêa  mostra raça e goleia o Vasco por 3×1 no Castelão

Com uma exuberante exibição e dono  de uma das melhores campanhas como mandante no Campeonato Brasileiro Série B, o Sampaio Corrêa teve um desafio e tanto na tarde deste sábado (16): encarar o Vasco, vice-líder da Segundona, que chegou a São Luís credenciado pelo bom desempenho como visitante nesta edição da competição nacional.

Empurrado por um Estádio Castelão lotado, o Tricolor mostrou força, dominou o Cruzmaltino, venceu por 3 a 1 e se aproximou do G4 da Série B.

O Sampaio Corrêa não se intimidou com a maior posse de bola do Vasco no começo de partida no Castelão, manteve sua estratégia e foi premiado aos 19 minutos: após desarme e contragolpe puxado por André Luiz, a bola chegou a Gabriel Poveda, que bateu de primeira, no canto esquerdo de Halls. Na etapa final, a Bolívia Querida teve um domínio ainda maior sobre o Cruz-maltino e ampliou a vantagem com dois gols de Ygor Catatau, aos 15 e 24 minutos. Erick, aos 36, ainda diminuiu o prejuízo do Vasco com um belo gol, porém, a vitória do Sampaio foi confirmada sem maiores sustos.

Com a segunda vitória consecutiva em casa, o Sampaio Corrêa chegou aos 25 pontos, deu um salto na classificação da Série B e assumiu o sexto lugar da competição nacional. O Vasco, por sua vez, continua na vice-liderança da Segundona, com 34 pontos, mas desperdiça a chance de encostar no Cruzeiro, que permanece isolado na primeira colocação.

Após o jogaço no Castelão, Sampaio Corrêa e Vasco voltam a campo pela Série B na noite desta terça-feira (19). Enquanto a Bolívia Querida encara o Londrina a partir das 19h, no Estádio do Café, em partida com transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte, o Cruz-maltino recebe o Ituano às 21h30, em São Januário.

O jogo

Determinado a manter a sua grande campanha como mandante na Série B, o Sampaio Corrêa foi para cima do Vasco e conseguiu uma boa finalização logo no primeiro minuto de partida no Castelão: Pimentinha, na ponta-direita, cobrou falta direto para o

Após os primeiros chutes a gol, o Vasco conseguiu segurar um pouco mais a bola e trocar passes no campo de ataque, porém, o Sampaio Corrêa negou espaços ao Cruzmaltino. Seguro na defesa, o Tricolor não demorou a mostrar sua força no ataque: aos 19, André Luiz desarmou Matheus Barbosa no meio-campo, puxou o contragolpe e deu um passe na medida para Gabriel Poveda, que bateu colocado e acertou o canto esquerdo de Halls. No prejuízo, o Vasco voltou ao ataque com Nenê, em chute colocado da entrada da área aos 25 minutos, mas Gabriel Batista, bem posicionado,

espalmou pela linha de fundo. Sentindo o forte calor do Castelão, Sampaio Corrêa e Vasco diminuíram o ritmo na reta final do primeiro tempo. A Bolívia Querida até tentou algumas jogadas rápidas, explorando a velocidade de Pimentinha e Ygor Catatau pelas pontas, entretanto, faltou

finalizar a gol: Pará, aos 38, ainda encontrou espaço para arriscar de longe, sem sucesso. O Vasco, por sua vez, insistiu nas bolas levantadas para a grande área, e

Gabriel Batista, bem posicionado, impediu qualquer tentativa mais perigosa da equipe carioca.

Com Ygor Catatau decisivo, Sampaio Corrêa confirma grande vitória no Castelão Assim que a bola rolou para o segundo tempo no Castelão, o Vasco avançou suas linhas e tentou pressionar o Sampaio Corrêa. Aos três minutos, Yuri Lara roubou a bola de André Luiz no meio-campo e serviu Raniel, que bateu no meio do gol, e Gabriel Batista fez a defesa com tranquilidade. Depois desse lance, o Sampaio reagiu, voltou a dominar as ações e conseguiu balançar a redes aos cinco minutos: após passe de

Pimentinha, Rafael Vila chutou forte e acertou o canto direito de Halls. A arbitragem, entretanto, anulou o gol, marcando impedimento de Gabriel Poveda, que tentou desviar a finalização de Vila e atrapalhou a tentativa de defesa do goleiro vascaíno.

O gol anulado não abateu o Sampaio Corrêa, que manteve a paciência e foi letal quando encontrou espaços na defesa do Vasco. Aos 15 minutos, após grande jogada individual de Pimentinha, a bola chegou a Mateusinho, que fez o levantamento na

medida para Ygor Catatau cabecear firme, sem chances para Halls. Atordoado, o Vasco sentiu o momento favorável ao Sampaio e começou a desperdiçar a bola em seus avanços ao campo de ataque.

Com o jogo completamente dominado, o Sampaio Corrêa aproveitou os espaços deixados pelo Vasco e praticamente selou a vitória aos 24 minutos: Ygor Catatau recebeu passe em profundidade de Gabriel Poveda, avançou sozinho e bateu na saída de Halls. O Vasco ainda conseguiu diminuir o prejuízo aos 36, com Erick, que aproveitou um bate-rebate na entrada da área e acertou um belo chute, no canto direito de Gabriel Batista, mas nada que impedisse a bela festa da torcida do Sampaio no Castelão.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Gabriel Batista; Mateusinho (Andrey), Gabriel Furtado, Nilson Junior e Pará; André Luiz (Lucas Araújo), Ferreira e Rafael Vila (Soares); Pimentinha (Maurício), Ygor Catatau (Renatinho) e Gabriel Poveda. Treinador: Léo Condé

VASCO: Halls; Léo Matos, Quintero (Riquelme), Anderson Conceição (Danilo Boza) e Edimar; Yuri Lara, Matheus Barbosa (Luiz Henrique), Gabriel Pec (MT) e Nenê (Vitinho); Erick e Raniel. Treinador: Maurício Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.