Tema destaca – “União trata municípios como filhos bastardos”

Tema, durante a entrevista

Tema, durante a entrevista

 

Durante entrevista ao jornalista Djalma Rodrigues, no programa Notícias da Capital, na Radio Capital AM, o prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, que teve ativa participação no evento Diálogo Municipalista, promovido pela CNM e Famem, entre quarta e quinta-feira desta semana, disse que a União trata os municípios como filhos bastardos, deixando-os na penúria, no que se refere à divisão do bolo tributário e dificultando até mesmo a celebração de convênios.

Respondendo aos questionamentos do apresentador e de ouvintes, Cleomar Tema afirmou que o erro já começa pela composição do Fundo de Participação, que é de apenas 22,5% da arrecadação do Imposto de Renda e do Imposto dos Produtos Industrializados (IPI), sendo que deste montante, a União abocanha 60%, enquanto 25% é distribuído aos Estados, sobrando apenas 15% para os municípios.

“Veja aí, como é a discrepância. União e Estado são figuras abstratas. Tudo acontece é no município, o ente federativo que realmente produz e promove a arrecadação. Estamos enfrentando um grave problema, que é a redução do FPM, desde o início de junho. Isso evita que possamos planejar e executar nossas propostas de campanha”, disse Tema.

Na concepção do prefeito, que já foi presidente da Famem em duas ocasiões, o ideal seria a realização de um pacto federativo que propiciasse a alocação de maiores recursos para os municípios, vindo a melhorar a qualidade de vida do cidadão.

A um ouvinte que indagou sobre os problemas de saúde no Estado, Tema asseverou que essa questão só será solucionada, quando houver uma descentralização nos atendimentos de urgência e emergência, dando, como exemplo, a construção de um socorrão na Baixada, para atender aos pacientes de todos os municípios daquela região.

“Só assim, evitaremos a carreata de ambulâncias vindos do interior do Estado para os socorrões de São Luís. Já a descentralização possibilitaria atendimentos de média complexidade nas regionais, localizadas estretegicamente e com todos os municípios realizando a atenção básica”, disse Tema.

PROBLEMA DE TUNTU

Cleomar Tema ilustrou o problema que enfrenta em sua cidade, na área de saúde, desde o ano de 2009, quando o Estado retirou 75% dos recursos destinados ao setor.

“Esse é um problema grave. Temos, em Tuntum, um Centro de Imagem dos mais modernos, equipado com 1 tomógrafo, 2 mamógrafos, 4 aparelhos de ultrassonografia e 2 de raio X. Não funciona, porque o Estado decidiu retirar 75% dos recursos da saúde”, acrescentou o prefeito.

Para Cleomar Tema, se estivesse em operacionalização, o Centro de Imagens estaria atentando pacientes de 18 municípios da região e, com certeza teria evitado a morte de muitas mulheres por câncer de mama.

Finalizando a entrevista, Tema acrescentou que todas as esperanças estão depositadas no futuro governo de Flávio Dino.

“O governador eleito tem dito que não trabalhará para aliados, mas para o povo do Maranhão. Essa proposta do Flávio Dino, que ele apresentou durante a campanha, com certeza irá melhorar a qualidade de vida do cidadão maranhense e acabar com as aberrações administrativas”, disse Tema.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*