Entrada e saída de São Luis estão bloqueadas por conta do coronavírus

O governador Flávio Dino (PCdoB) emitiu nesta terça-feira (7) um decreto em que suspende o transporte rodoviário intermunicipal com entradas e saídas de passageiros da ilha de São Luís. A medida começa a valer partir das 8h desta quarta (8) e abrange a passagem pelo Estreito dos Mosquitos e o serviço de Ferry Boat.

Em relação ao transporte aquaviário, o serviço será reduzido a 1/3 do que é atualmente. Segundo o governador, o ato busca diminuir a propagação do novo coronavírus no estado e vai valer até o dia 13 de abril.

Apelo

O ato de suspensão das viagens intermunicipais ocorre após um pronunciamento pela internet em que o governador fez um apelo aos maranhenses para que não viajem para cidades do interior durante o feriado da Semana Santa. O governador pediu que as pessoas fizessem um ‘sacrifício’ não pelo governo, mas por suas famílias.

Dino afirmou ainda que vai emitir um ofício para a Federação dos Municípios do Maranhão sobre medidas de prevenção contra o coronavírus.

“Do mesmo modo estou emitindo hoje um ato restritivo da saída de pessoas de São Luís, porque nós sabemos que nesse período da Semana Santa há pessoas que desejam viajar para outros municípios. Contudo, nós temos uma concentração de casos em São Luís de modo que muitas pessoas aproveitarem o feriadão e viajarem para outras partes do nosso território, nós teremos o espalhamento desses casos em muitas partes simultaneamente em nosso território. Isso fará com que nós tenhamos uma sobrecarga dos serviços de saúde dos municípios”, explicou Dino.

Sobe para 11 o número de mortos pelo coronavírus no Maranhão

Subiu para 230 o número de casos do novo coronavírus no Maranhão. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) na noite desta terça-feira (7). O número de óbitos pela doença também aumentou e agora chega a 11. O número de curados se manteve estável em 45.

Mortes por Covid-19

Veja abaixo mais detalhes sobre os óbitos por Covid-19 já registrados no Maranhão:

  1. Homem de 49 anos, de São Luís, com histórico de hipertensão;
  2. Mulher de 89 anos, de São Luís, com histórico de cardiopatia, hipertensão e câncer de mama;
  3. Homem de 70 anos, de São Luís, com histórico de hipertensão, obesidade e diabetes;
  4. Homem de 74 anos, de São Luís, com histórico de doenças no cardíacas;
  5. Mulher de 79 anos, de São Luís, com histórico de hipertensão, diabetes e problemas renais;
  6. Homem de 94 anos, de São Luís, sem histórico de comorbidades;
  7. Homem de 50 anos, de São Luís, com histórico de diabetes, hipertensão e obesidade;
  8. Homem de 64 anos, de São Luís, sem informações sobre o histórico médico.
  9. Mulher de 36 anos, de São Luís, que já tinha histórico de doença renal crônica.
  10. Homem de 75 anos, de São Luís, com quadro de doença renal crônica, diabetes e hipertensão arterial.
  11. Homem de 64 anos, de São Luís, que era hipertenso e tabagista.

Casos em nove cidades

O novo coronavírus agora atinge nove cidades em todo o Maranhão. Sobre os casos ainda em investigação, o estado já possui 1372 pacientes com suspeita da doença, segundo a SES.

Cidades

  • São Luís – 203 casos (11 óbitos)
  • São José de Ribamar – 10 casos
  • Paço do Lumiar – 06 casos
  • Imperatriz – 05 casos
  • Timon – 02 casos
  • Açailândia – 01 caso
  • Cajapió – 01 caso
  • Santa Inês – 01 caso
  • São Benedito do Rio Preto – 01 caso

Faixa etária dos pacientes

  • 0 a 9 Anos – 02 casos
  • 10 a 19 Anos – Nenhum caso
  • 20 a 29 Anos – 28 casos
  • 30 a 39 Anos – 72 casos
  • 40 a 49 Anos – 55 casos
  • 50 a 59 Anos – 33 casos
  • 60 a 70 Anos – 25 casos
  • Mais de 70 – 15 casos

Percentual de casos por sexo

  • Masculino – 50%
  • Feminino – 50%

Taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para a Covid-19 no MA

  • Total de leitos de UTI – 132
  • Leitos ocupados de UTI – 15
  • % de ocupação das UTIs – 11,36%

Taxa de ocupação de leitos clínicos exclusivos para a Covid-19 no MA

  • Total de leitos – 120
  • Leitos ocupados – 18
  • % de ocupação – 15%

Prefeito Edivaldo anuncia conclusão da reestruturação do Hospital da Mulher para atender pacientes com Covid-19

Unidade teve todos os 53 leitos reservados e completamente adaptados para receber casos da doença e é a referência da rede municipal de saúde no tratamento do novo coronavírus; a unidade atenderá pacientes que sejam referenciados pelas Unidades de Pronto Atendimento

Prefeito Edivaldo anuncia conclusão da reestruturação do Hospital da Mulher para atender pacientes com Covid-19

A Prefeitura de São Luís entregou, nesta terça-feira (7), o Hospital da Mulher totalmente adaptado para atender aos pacientes diagnosticados com o novo coronavírus (Covid-19). O reforço do sistema de saúde faz parte das ações definidas pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior para combater o avanço da doença em São Luís. A unidade foi definida como a referência da rede municipal de saúde no tratamento da doença. Todos os 53 leitos da unidade estão totalmente reservados para estes pacientes. Para isto, a unidade recebeu novos equipamentos e mobiliário, readequou todo o seu fluxo de atendimento e as equipes médicas e de enfermagem passaram por treinamento. Mais de 200 profissionais de saúde atuarão no Hospital da Mulher durante o período da pandemia.

O prefeito Edivaldo Holanda Junior afirmou que toda a rede de saúde municipal está sendo reforçada durante a pandemia. “Definimos o Hospital da Mulher como unidade de referência no atendimento aos pacientes com Covid-19. A unidade conta com leitos clínicos, de UTI, respiradores e todos os equipamentos, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e insumos necessários para garantir toda a assistência necessária aos pacientes. Temos ainda a retaguarda das nossas unidades mistas e do Hospital Universitário. Temos unidades blindadas apenas para outros quadros clínicos que não tenham relação com a Covid-19. Vamos seguir com este fluxo definido junto com o Governo do Estado, para que todas as demandas de saúde sejam atendidas sem transtornos à população”, disse o prefeito Edivaldo.

Prefeitura de São Luís anuncia conclusão da reestruturação do Hospital da Mulher para atender pacientes com Covid-19

ADAPTAÇÃO

Para atender aos pacientes diagnosticados com o novo coronavírus, o Hospital da Mulher conta com 53 leitos, sendo 10 de UTI para pacientes em estado mais grave, que necessitem de entubação. Estarão à disposição para atendimento na unidade 203 profissionais da área da saúde entre médicos de especialidades como clínico geral, intensivista, infectologista, radiologista, equipe multidisciplinar formada por enfermeiros, nutricionistas, psicólogos e fisioterapeutas, além de técnicos de enfermagem.

Os profissionais recebem kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) formado por luvas, óculos de proteção, aventais cirúrgicos impermeáveis, equipamentos faciais completos (formados por máscaras do tipo “face shield” e máscaras N95 ou similares), propés (protetor para os calçados), toucas e frascos de álcool em gel 70%.

Segundo o secretário Municipal de Saúde, Lula Fylho, adaptar toda a unidade em apenas 20 dias foi mais um desafio superado pela gestão do prefeito Edivaldo para garantir a assistência adequada à população de São Luís neste momento de pandemia. “O desafio no Sistema Único de Saúde sempre é gigantesco. Transformar um hospital com protocolos, processos de trabalho, equipamentos e equipe preparada para atender 100% pacientes com Covid-19 em 20 dias foi mais desafiante ainda. Não tenho dúvidas que esta nova estrutura será um grande marco no combate ao novo coronavírus e um benefício único à saúde pública de São Luís”, disse.

FLUXO

O fluxo de atendimento no Hospital da Mulher também foi adaptado. A unidade não será porta aberta. Atenderá apenas pacientes que sejam referenciados pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) Cidade Operária, Itaqui-Bacanga e Vinhais, que são as unidades definidas pelo Governo Estado como porta aberta para atendimento aos pacientes com sintomas da Covid-19. Nas UPAs os pacientes passarão por triagem e, se for necessário, serão encaminhados para os hospitais de referência, entre eles o Hospital da Mulher.

Chegando ao Hospital da Mulher os pacientes serão atendidos de acordo com seu estado de saúde. Os que tiverem com sintomas mais leves passarão pela ala de pacientes em situação estável, que fará uma avaliação mais detalhada para determinar quais encaminhamentos o paciente receberá. Havendo a possibilidade, o paciente será encaminhado para casa, recebendo todas as orientações necessárias para permanecer em isolamento social. Se forem necessários maiores cuidados hospitalares, ele será encaminhado para um leito clínico.

Já os pacientes com sintomas moderados ou graves entrarão pela entrada de acesso às UTIs onde fará exames mais complexos. Estes pacientes serão encaminhados para os leitos de UTI, sendo entubados e recebendo o suporte dos respiradores. O equipamento permite que tanto a equipe médica quanto o paciente ganhem tempo para o tratamento entrar em vigor, aumentando as chances de recuperação.

Os pacientes internados que entrarem em fase de recuperação serão encaminhados para a ala pós-Covid. Nesta ala, eles receberão os últimos acompanhamentos até estarem totalmente restabelecidos e possam receber alta hospitalar. Cada uma destas três alas terá médicos de plantão para atender aos pacientes.

TV Assembleia inicia exibição de videoaulas da Creche-Escola Sementinha

A TV Assembleia iniciou, nesta segunda-feira (6), as exibições de videoaulas para os alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental da Creche-Escola Sementinha, mantida pelo Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão (Gedema). As atividades escolares presenciais na instituição estão suspensas até o dia 19 de abril, como medida preventiva à pandemia do novo coronavírus.

Todo o conteúdo, dividido em dois blocos, está sendo veiculado das 14h às 15h30, na programação da TV Assembleia (canal aberto digital 51.2/ 17 da TVN). Após a exibição inédita, é disponibilizado no canal do Youtube “TV Assembleia Maranhão” e no site www.al.ma.leg.br, no link da Creche-Escola Sementinha, onde outras atividades escolares foram hospedadas, conforme o material didático escolar.

Nesta primeira semana, os alunos dos Maternais I e II terão aulas de autonomia com as professoras Dáphine Araújo e Dulce Diniz; os alunos da Pré-Escola I aprenderão a escrever os próprios nomes, com a professora Milena Morares, e os da Pré-Escola II estudarão os dias da semana, com a professora Francisca Silva.

No Ensino Fundamental, os alunos do 1º e 2º anos terão aulas de adição, com as professoras Eloísa Ribeiro e Estácia Lindoso; os do 3º ano, de medidas de tempo, com a professora Daniela Pereira; e os do 4º ano aprenderão as formas geométricas espaciais, com a professora Alda Baldez.

Para complementar os temas abordados, haverá aulas de música (professor George Campos) e de educação física (professor Francinério Sales), intercaladas aos assuntos das séries.

Ainda durante a exibição das videoaulas, as profissionais das áreas de Psicologia (Eucilane Sá) e Fonoaudiologia (Danyelle Robson) falarão sobre inteligência emocional e consciência fonológica, respectivamente.

A iniciativa de manter as atividades escolares a distancia, segundo a presidente do Gedema, Ana Paula Lobato, visa garantir aos alunos o acesso às aulas no período de isolamento social, determinado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde.

“É um esforço conjunto para atravessarmos esse momento da melhor maneira possível, garantindo a continuidade do ano letivo para as crianças. Ainda que de forma remota, é importante que elas estejam com o conteúdo em dia”, acentuou.

 Suspensão das aulas

Diante do crescimento significativo dos casos do novo coronavírus no Maranhão, a Creche-Escola Sementinha seguirá a nova Resolução Administrativa, editada pelo presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PCdoB), e continuará com as aulas suspensas oficialmente por mais 15 dias, ou seja, até o dia 19 de abril, assim como as demais atividades da Casa.

 

Para acessar à playlist de videoaulas basta clicar no link: https://www.youtube.com/playlist?list=PLwCxSDsSaipRBs92L4lSQ2SlgCcNSL47M

 

 

Daniella Tema solicita assistência a pacientes com COVID-19 em isolamento domiciliar

A deputada estadual Daniella Tema (DEM) protocolou, nesta segunda-feira (6), indicação de sua autoria solicitando ao Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, a implantação de um plano de ação para melhorar a assistência a pacientes com COVID-19 que estão em isolamento domiciliar.

“Por viver a minha própria experiência ao contrair COVID-19, solidarizo-se com as pessoas que estão sendo vítimas desta doença e isoladas em casa. Nem todas possuem condições para um atendimento particular dos profissionais de saúde. O isolamento é muito difícil e delicado. Precisamos ajudar essas pessoas”, afirmou a deputada.

O plano priorizará acompanhamento, via telefone, dos casos em que os pacientes são tratados em casa. Eles terão suporte dos órgãos da Vigilância Sanitária, Epidemiológica, atendimento médico e equipe multiprofissional. Em março, o Conselho Federal de Medicina (CFM) aprovou, em caráter de excepcionalidade, o uso de telemedicina para atendimento a pacientes diante da pandemia do novo coronavírus, que afeta o Brasil e o mundo.

Os médicos estão autorizados a realizar teleorientação (orientando e encaminhando pacientes em isolamento), telemonitoramento (monitoramento de condições de saúde de pacientes) e teleinterconsultas (troca de informações entre médicos), evitando, assim, que o paciente saia de casa.

 

“Todas as medidas de combate e enfrentamento ao coronavírus são necessárias e importantes. Como parlamentar, estou trabalhando para minimizar os danos em nome da vida. A nossa indicação pretende evitar a evolução dos casos e as complicações dos quadros clínicos dos pacientes domiciliares, para que não seja necessária a internação hospitalar”, finalizou a deputada estadual.

Alerta geral – Sobe de 4 para 8 o número de mortos pelo coronavírus no Maranhão em menos de 24 horas

 

Subiu para oito o número de mortes registradas no estado; Informação foi divulgada pelo governador Flávio Dino por meio de uma rede social nesta manhã (7).

 Por G1 MA — São Luís

Subiu para oito o número de mortes registradas no Maranhão. A informação foi divulgada pelo governador Flávio Dino por meio de uma rede social, na manhã desta terça-feria (7). Segundo a publicação, o número de casos confirmados subiu para 204. Ainda não há informações oficiais sobre o perfil dos pacientes infectados que foram à óbito.

Ainda de acordo com a publicação, o governador faz um apelo para que a população respeite as orientações de isolamento social. “Reiteramos o chamado à colaboração no que se refere ao distanciamento social. Irei editar ainda hoje medidas preventivas sobre viagens na semana santa. Precisamos evitar que o vírus se espalhe ainda mais”, publicou.

“Chegamos, nesta manhã, a 204 casos confirmados de coronavírus e a 8 óbitos. Reiteramos o chamado à colaboração no que se refere ao distanciamento social. Irei editar ainda hoje medidas preventivas sobre viagens na semana santa. Precisamos evitar que o vírus se espalhe ainda mais”, disse o governador pelas redes sociais.

 

Coronavírus provoca adiamento do pagamento do IPTU em São Luís

Com a atual crise na saúde, causada pelo novo coronavírus (Covid-19), que afeta também a área econômica e financeira, a Prefeitura de São Luís anunciou que adiará a cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU – 2020). Anteriormente, o imposto seria lançando em meados de abril, com vencimento da primeira parcela e da cota única para o mês de maio.

Com a mudança, até o momento, a previsão é de que o imposto seja lançado no sistema no mês de junho e o vencimento da primeira parcela ou da cota única, será dia 8 de julho. Os contribuintes poderão efetuar o pagamento a vista, com desconto de até 15%, ou parcelar em até seis vezes.

Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória entre outras capitais e demais municípios optaram pelo adiamento da cobrança do IPTU ou pela não cobrança de juros e multas das parcelas já vencidas. O país todo está unido forças para ajudar o cidadão que também sofre com as consequências do novo coronavírus.

Assim como em 2019, o IPTU será digital. Disponível no site da Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz) o contribuinte só precisa ter em mãos a inscrição imobiliária ou o CPF do proprietário do imóvel, para acessar o boleto para pagamento do imposto pelo celular, tablet, computador ou nos postos de atendimento do órgão.

Coronavírus aumenta no Maranhão com 4 mortes e 172 casos

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou nesta segunda-feira que subiu para 172 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Maranhão.

O estado também registrou a quarta morte pela doença. Trata-se de uma idosa, de 74 anos, que estava internada desde o dia 29 de março no Hospital São Luís. Ela já tinha histórico de doenças do coração.

Os novos casos foram registrados em São Luís, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, Cajapió e ImperatrizSobre os casos ainda em investigação, o estado já possui 1218 casos suspeitos, segundo a SES.

 

Cidades

  • São Luís – 152 casos (quatro óbitos)
  • São José de Ribamar – 08 casos
  • Imperatriz – 04 casos
  • Paço do Lumiar – 04 casos
  • Timon – 02 casos
  • Açailândia – 01 caso
  • Cajapió – 01 caso

 

Faixa etária dos pacientes

  • 0 a 9 Anos – 02 casos
  • 10 a 19 Anos – Nenhum caso
  • 20 a 29 Anos – 22 casos
  • 30 a 39 Anos – 49 casos
  • 40 a 49 Anos – 42 casos
  • 50 a 59 Anos – 27 casos
  • 60 a 70 Anos – 22 casos
  • Mais de 70 – 08 casos

Percentual de casos por sexo

  • Masculino – 48%
  • Feminino – 52%

Taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para a Covid-19 no MA

  • Total de leitos de UTI – 132
  • Leitos ocupados de UTI – 20
  • % de ocupação das UTIs – 15,15%

Taxa de ocupação de leitos clínicos exclusivos para a Covid-19 no MA

  • Total de leitos – 120
  • Leitos ocupados – 14
  • % de ocupação – 11,67%

 Quarentena

Por causa da evolução no número de casos, a proibição de funcionamento de diversos comércios e estabelecimentos no Maranhão foi mantida por tempo indeterminado, mas, segundo o Governo do Maranhão, será reavaliada semanalmente. A proibição de funcionamento afeta os seguintes segmentos:

  • Bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres;
  • Templos, igrejas e demais instituições religiosas;
  • Museus, cinemas e outros equipamentos culturais, público e privado;
  • Academias, clubes, centros de ginástica e estabelecimentos similares;
  • Lojas ou estabelecimentos que pratiquem o comércio ou prestem serviços de natureza privada;
  • “Shopping center”, galeria/centro comercial e estabelecimentos congêneres, salvo quanto a supermercados, farmácias e locais que prestem
  • Serviços de saúde no interior dos referidos dos estabelecimentos;
  • Feiras e exposições;
  • Indústrias, excetuadas as dos ramos farmacêutico, alimentício, de bebidas, produtos hospitalares ou laboratoriais, obras públicas, alto forno, gás, energia, água, mineral, produtos de limpeza e higiene pessoal, bem como respectivos fornecedores e distribuidores.

E-mail- pra Dona Bibi

 

Olá, minha fofura. Muito bom dia! Espero que por aí esteja tudo às mil maravilha. Isso porque,  Bibi, por estas bandas, ainda estamos em pânico, por conta desse temível vírus, o do novo coronavírus, que está deixando a Humanidade ajoelhada. Tantos estudos científicos, tantas descobertas, tantas novidades mas algumas coisas na área de saúde continuam do mesmo jeito.

Um dos exemplos: a injeção. Até hoje nunca conseguiram inventar uma injeção sem dor. A mesma coisa pode se dizer sobre a maioria dos tipos de cânceres. Nunca conseguiram a cura definitiva. Podemos até dizer que é uma doença democrática porque mata rico, pobre, preto e branco. Não escolhe estratificação social. Só que rico consegue o prolongamento do sofrimento, enquanto o pobre se despede mais rápido daqui da nossa estação terrena.

Sem graça nenhuma, mas agora chegou o novo coronavírus. Detectado na China, logo se espalhou pelos seis  continentes. Os primeiros infectados foram os endinheirados, aqueles que levavam a vida em rotas de voos internacionais e aí estavam atores, magnatas e muita gente bulhada.

A pandemia colocou o mundo em pandemônio. Como acontece com tudo, o vírus foi logo politizado. Tem lunático afirmando que teria sido uma criação de laboratório na China, como forma daquele governo comunista estabelecer supremacia perante outras nações.

Aí, como em tempo de Internet, temos que aturar muitas teorias tresloucadas como a de que a China estaria tentando a primeira guerra bacteriológica do Planeta. Temos também os evangélicos afirmando que seria um castigo divino por conta da roubalheira, da prostituição, da homossexualidade e por aí vai.

Aqui no Brasil, a esquerda logo encontrou seu adversário: o presidente Jair Bolsonaro. As maluquices do presidente encontraram terreno fértil para quem faz política do jeito como os brasileiros. Ele já teve até pedido de impeachment. Só que Bolsonaro está na contramão do mundo, em se tratando dos cuidados para com a contenção da escalada vertiginosa do vírus, que já infectou dezenas de maranhenses, provocando, até sexta-feira, a morte de uma pessoa.

Bem, Bibi, vamos agora a outras histórias, porque o noticiário de rádio, jornal e televisão  está se resumindo quase que exclusivamente a esta pandemia.

*

Ah,morena, tem comerciante sem nenhuma sensibilidade com relação ao drama enfrentado pela população por conta do coronavírus. Na Farmácia Ilha Farma, localizada ali na área da Vila Luisão, estão metendo a mão no bolso do freguês.

*

Um frasco de 500ml de álcool em gel está na base dos R$ 28. O preço normal seria R$ 6. Um pacote de luvas, que em tempo normal seria R$ 20, está na base dos R$ 60, enquanto as máscaras chegaram a R$2,50 a unidade.

*

Um autêntico assalto, sem contar que o cidadão chega, compra e as atendentes vão logo dizendo que o sistema está fora do ar e que, deste forma, não podem emitir nota fiscal. Estão aí dois tipos de crime. O preço da ladroagem e a sonegação fiscal. Cadê você, Procon? Não pode servir apenas de trampolim para eleger parlamentar.

*

Ainda estou triste, cidadã, Não apenas com a questão do coronavírus que nos confinou em casa. Mas também pelo falecimento do meu querido Marco Antonio  Rodrigues, o Marquinho, que trabalhava comigo lá na Câmara Municipal.

*

Figura simpática e muito querida por todos, empreendeu a viagem celestial na noite da última terça-feira, em sua residência, no Bequimão, acometido de problemas cardíacos. Tinha apenas 50 anos.

*

Brincante do bumba-meu-boi do Maracanã, praticamente não pisava os pés em casa durante o mês de junho. Tinha cardiopatia. Recebeu veredito do médico de que não podia mais beber. Jogou o veredito às favas e foi embora mais cedo. Uma pena.

*

Dele, tenho algumas histórias hilárias, motivadas pela boemia. Certa feita, a mãe dele entregou dinheiro para pagar contas de água, luz e telefone. Encontrou um conhecido blogueiro, de quem é muito amigo. O internauta o incentivou para que gastassem o dinheiro no grogue que no dia seguinte ele faria a reposição.

*

Encheram a cara e a reposição só viria 15 dias depois. Num certo período natalino, pedi que ele pintasse a casa da minha sogra, lá na rua da Cerâmica, no bairro do João Paulo. Ele levou um parceiro, conhecido como Indio. O problema é eu todas as vezes que eu ia lá, os dois estavam num  barzinho das proximidades.

*

Certo dia, um pouco irritado, indaguei:

-Vocès vieram pintar a casa ou pintar o sete?

*

Quatro dias depois terminaram a pintura. Mas era um cara desenrolado e sempre pronto a atender aos pedidos de qualquer um. Deixa uma grande saudade, pelo seu sorriso sempre estampado no rosto e as molecagens. Que descanse em paz, Marquinho.

*

Ah, cidadã, o confinamento motivado pelo coronavírus é uma paulada. Principalmente para quem é acostumado a levantar no cagar dos pintos e iniciar suas atividades laborais. Para evitar o estresse, estou adotando algumas regras. Eu a Elineusa e a Lívia.

*

No meu caso, por exemplo, levanto às 5 horas e dou início uma caminhada, dentro de casa mesmo, até às 6h30m. São 5 quilômetros batidos, de acordo com um relógio que marca passos, quilometragem, batimentos cardíacos e calorias queimadas. Isso é religioso. Depois passo café, vou à leitura e aguardo alguma determinação do trabalho para executá-lo e mandar via internet.

*

Caso não haja nada, vou à leitura. Atualmente estou mergulhado numa das obras da historiadora Mary Del Priore: “A Carne e o Sangue”, onde ela retrata o triângulo amoroso entre Dom Pedro I, a Imperatriz Dona Leopoldina e a Marquesa de Santos. Aconselho tal livro para quem curte uma boa história.

*

Mesmo assim, Bibi, não deixa de pairar a monotonia. A Lívia, coitada, reclama da falta da escola, embora tenha aulas e deveres virtuais. Mas como é devoradora de livros, vai levando. A Elineusa também mergulha em leitura e nos afazeres doméstico, que compartilho com ela.

*

Bem Bibi, na esperança de que esse tal coronavírus seja um pesadelo  passageiro, vou me despedindo por aqui, torcendo para que possa retornar no próximo domingo, se Deus quiser. E ele quer, porque sempre foi bacana com este teu pretinho aqui.

*

Beijão desse filhote que jamais deixará de te amar.

Djalma

N.E- Bibi é Benedita Rodrigues, mãe do editor. Ela faleceu na Santa Casa da Misericórdia de São Luís, em 8 de dezembro de 1968.

 

 

Que paremos por aí- Flávio Dino registra segunda morte por coronavírus no Maranhão

Pelas redes sociais, o governador Flávio Dino (PCdoB) informou neste sábado (4) a segunda morte pelo novo coronavírus (Covid-19) no Maranhão. Se trata de uma mulher, de 89 anos, internada em um hospital de São Luís e que tinha histórico de outras doenças.

Dino também afirmou que agora o estado possui 96 casos registrados. Até esta sexta (3), todos os casos no Maranhão estavam registrados em São Luís, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, Açailândia e Imperatriz.