Deputados maranhenses torram quase R$ 1 milhão com publicidade e gasolina

Pinto Itamaraty é campeão de gastos

Pinto Itamaraty é campeão de gastos

Os deputados federais da bancada maranhense não tem do que reclamar quando o

assunto é a divulgação de seu mandato parlamentar. Dos gastos da cota parlamentar, o

item divulgação da atividade parlamentar é o mais volumoso entre os 18 deputados do Maranhão. Juntos, os parlamentares maranhenses gastaram R$ 754.970,00 no primeiro semestre.

Diante desse gasto pode-se dizer, que cada deputado poderia ter espalhado 41 outdoors

pelo Estado com este valor, totalizando 738 no total, que se colocados um ao lado do outro, teria uma extensão de mais de 6km, suficientes para serem fixados a margem da Lagoa da Jansen e ainda sim, sobrar. Ainda considerando que um carro popular novo hoje tem custo médio de R$29.990,00, seria possível adquirir mais 25 veículos neste valor.

O deputado que mais tem feito sua divulgação, Pinto Itamaraty (PSDB), gastou R$

133.800,00 no primeiro semestre deste ano. O parlamentar condicionou o maior gasto à

maior atuação parlamentar. Pinto explicou que investe em sua divulgação de atividade

parlamentar desde quando era vereador, pois por ser muito atuante, precisa demonstrar

ao eleitor sua atuação. O deputado credita á divulgação de suas ações, como

fundamental para seu bom desempenho eleitoral. O deputado diz que tem contrato com

a empresa CI Comunicação, que faz o clipping de suas atividades na imprensa. Ele

também possui um jornal diário e faz publicidade em rádios, principalmente no interior

do estado.

Pinto também fez questão de ressaltar que o quadro de reembolso pelo que já foi

disponibilizado no Portal da Câmara não é retrato fidedigno da realidade, já que muitos

deputados podem ir fazendo seus gastos e pedir o reembolso somente no final do ano.

Assim, aparenta que no meio do ano tiveram poucos gastos. “Eu solicito de acordo com

o que foi gastando. Pode acontecer de o parlamentar ir guardando as notas fiscais e só

pedir o reembolso meses depois de tudo acumulado. O que é apresentado no site da

Câmara não é exatamente o que o deputado gastou nos seis primeiros meses. O

deputado que tem mais recursos, pode se dar ao luxo de esperar para pedir reembolso”,

respondeu.

O segundo com maior despesa de publicidade é o deputado Cléber Verde (PRB), que há

pelo menos dois anos, sempre figura entre os que mais gastam da cota parlamentar. O

Imparcial tentou contato via gabinete com o deputado, mas não foi encontrado para

comentar o assunto. No ano passado, verde sentenciou que “não adianta simplesmente

fazer o trabalho e o cidadão não conhecer”.

O deputado afirmou à época que sem divulgação o deputado “passa por inoperante, por

alguém que não faz o que se propôs a fazer”. Dos gastos com divulgação, o parlamentar

citou outdoors e jornal informativo trimestral.

O deputado do PRB gastou R$ 132.800,00 no primeiro semestre apenas em divulgação

da atividade.

O terceiro que teve maior gasto com a divulgação foi o deputado Simplício Araújo

(PPS). O novato na Casa teve gasto de R$ 82.900,00. De conhecimento público,

Simplício mantém um site, páginas em redes sociais e um informativo. O Imparcial

tentou contato com o parlamentar, mas seu celular estava fora de área.

Combustível

Outro componente da cota parlamentar que tem maior utilização dos deputados

maranhenses neste primeiro semestre foi o combustível. A bancada maranhense

gastou R$ 220.937,43 nos seis primeiros meses do ano. Com este valor, é possível

abastecimento para rodar aproximadamente 800 mil quilômetros. Cada um teria

a oportunidade de rodar cerca de 44 mil quilômetros no primeiro semestre, o que

possibilitaria que cada parlamentar fosse em Brasília 21 vezes de carro.

O deputado que teve o maior gasto com combustível foi Costa Ferreira (PSC).

O social-cristão gastou R$31.500,00 de sua cota com o abastecimento. O que dá

aproximadamente 10.500 litros de combustível. O gasto médio mensal de Ferreira foi de

R$ 2.250,00.

Procurado pela reportagem para comentar seus gastos, Costa não foi encontrado. No

telefone do gabinete do parlamentar, a informação é que ele estaria em São Luís. A

equipe não o localizou.

O que é a cota parlamentar?

A cota para exercício da atividade parlamentar é uma verba destinada pela Câmara para

reembolsar os deputados por gastos decorrentes de seu trabalho. Inclui 12 categorias de

gastos, de telefonia e alimentação a aluguel de carros e divulgação.

O valor máximo mensal da cota varia para cada Unidade da Federação (UF), de R$

23 mil (para deputados do Distrito Federal) a R$ 34 mil (para deputados de Roraima),

devido à cota aérea estabelecida pelas distâncias. Clodoaldo Correa

Cota com divulgação

Pinto Itamaraty – R$ 133.800,00

Cléber verde – R$ 132.800,00

Simplício Araújo – R$ 82.900,00

Chiquinho Escórcio – R$ 79.400,00

Weverton Rocha – R$ 69.200,00

Carlos Brandão – R$ 50.020,00

Pedro Novais – R$ 37.400,00

Lourival Mendes – R$ 35.350,00

Zé Vieira – R$ 31.000,00

Costa Ferreira – R$ 27.000,00

Domingos Dutra – R$ 24.850,00

Professo Sétimo – R$ 19.250,00

Waldir Maranhão – R$ 15.000,00

Alberto Filho – R$ 14.000,00

Sarney Filho – R$ 3.000,00

Davi Alves Jr. – R$ 0,00

Hélio Santos – R$ 0,00

Nice Lobão – R$ 0,00

Total – R$ 754.970,00

Cota com combustível

Costa Ferreira – R$ 31.500,00

Hélio Santos – R$ 25.704,56

Weverton Rocha – R$ 23.277,72

Cléber Verde – R$ 22.373,98

Ze Vieira – R$ 21.550,00

Simplício Araújo – R$ 19.924,46

Chiquinho Escórcio – R$ 14.685,94

Domingos Dutra – R$ 12.870,95

Pinto Itamaraty – R$ 12.576,51

Prof. Sétimo – R$ 8.462,33

Pedro Novais – R$ 7.800,26

Alberto Filho – R$ 6.709,95

Carlos Brandão – R$ 5.613,03

Waldir Maranhão – R$ 4.706,13

Lourival Mendes – R$ 3.181,61

Davi Alves Jr. – R$ 0,00

Nice Lobão – R$ 0,00

Sarney Filho – R$ 0,00

Total – R$ 220.937,43

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*