Confirmada a sexta morte em presídio no Maranhão somente este ano

O governo do Maranhão confirmou nesta quarta-feira (26) a sexta morte em presídios no Estado apenas neste ano. A vítima foi encontrada enforcada nesta tarde.
João Francisco Diniz Pereira estava na cela 4 de um pavilhão da CCPJ (Central de Custódia de Presos) do Anil, na capital, São Luís.
Peritos do IML (Instituto Médico Legal) foram enviados ao presídio. A Sejap (Secretaria da Justiça e Administração Penitenciária) investiga as circunstâncias da morte, mas a suspeita é de homicídio, já que na mesma cela estavam outros seis presos.
O CCPJ do Anil não pertence ao complexo prisional de Pedrinhas, onde três presos morreram nesse ano. Pedrinhas já soma 63 mortes desde o ano passado, uma taxa de mortalidade considerada alta por membros de organizações de defesa dos direitos humanos.
O caso foi denunciado à OEA (Organização dos Estados Americanos). Desde dezembro do ano passado, a Procuradoria-Geral da República estuda se pedirá ou não a intervenção federal nos presídios do Maranhão ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.