Bira do Pindaré, o candidato que virou suco

Para os mais atentos analistas políticos, dos personagens que disputam a eleição para a prefeitura de São Luís este ano, a decepção fica por conta do deputado federal Bira do Pindaré (PSB), que começou e continua compondo o pelotão dos últimos colocados.

Isso porque Bira do Pindaré, já teve sua identificação com o eleitorado da capital. Com uma trajetória iniciada na Pastoral da Juventude, havendo participado de vários movimentos populares, exercido a presidência do Sindicato dos Bancários e a Superintendência de Trabalho no Maranhão, no governo Lula, esperava-se um desempenho à altura de sua qualificação. Foi deputado estadual com bom desempenho.

Em 2006, se transformou na sensação da eleição, quando disputou uma vaga para o Senado, contra os ex-governadores João Castelo e Epitácio Cafeteira. Conquistou mais de 500 mil votos e bateu os dois em São Luís.

O que intriga os analistas, é o fato de Bira do Pindaré, que foi eleito deputado federal após uma passagem pela Secretaria de Ciência e Tecnologia do governo Flávio Dino, se encontrar nas fileiras dos sem-votos, empatado tecnicamente com  Jeisael Max e Yglésio Moisés, de acordo com a mais recente  pesquisa da Escutec, em que ele aparece com meros 3% das intenções de votos. Pelo que se observa, o parlamentar é o candidato que virou suco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.