E-mail pra dona Bibi

 

Olá, minha fofa, muito bom dia! Na certeza de que estas poucas e mal traçadas venham a encontra-la na santa paz do Senhor por aí, vou logo te adiantando que por estas bandas, o maior fuzuê é com relação às eleições municipais. Mesmo assim, confesso que nunca tinha visto uma campanha tão fraca como essa.

A falta de criatividade dos marqueteiros é muito gritante. Chegou a tal ponto, morena, que o petista Washington Oliveira passou alguns dias dizendo ser um dos autores da Lei do Ficha Limpa,  quando passou um tempo ocupando uma cadeira na Câmara Federal.

Ora, minha fofa, até as plantas sabem que a Lei do Ficha Limpa surgiu de uma iniciativa popular, liderada por diversas entidades de classe, que conseguiu mais de 1 milhão de assinaturas em todo País e o Congresso foi obrigado a aprovar a matéria.

Se fossem mais atentos, adversários poderiam até inquiro-lo na Justiça Eleitoral, pelo delito da mentira. Comecei a falar sobre isso lá na Rádio Capital ele mudou o rumo da história. Diz, agora, que foi um dos que ajudaram a aprovar a matéria,

E O Washington comete um pecado capital contra a “companheirada” do PT, quando bate forte no mensalão, esquecendo-se que parte dos seus correligionários  começam a ser condenados pelo STF, por uma das maiores roubalheiras envolvendo a classe política no Brasil.

A campanha dos demais também não traz  nenhuma novidade. Chega a dar sono. Os candidatos a vereadores, então nem se falam. Bordões do passado, rima sem criatividade. Uma baboseira só, com algumas poucas exceções. Até agora, as pesquisas apontam a liderança de Castelo, seguido de Edivaldo Holanda Jr., Eliziane Gama empatada com Washington Oliveira e, brigando lá embaixo, Haroldo Sabóia com o veterano Marcus Silva e o novato Ednaldo Neves.

Esse cenário tá difícil de ser modificado, a não ser que haja um grande acidente de percurso. Agora, cidadã, quero te falar uma de tua netinha, a Lívia. É que agora a paquerrucha cismou de ser cantora e pediatra. Diz que pretende trabalhar alegrando os pacientes. Vamos ver  no que vai dar.

*

Olha, cidadã, por aqui ficou mais triste esta semana, com a viagem celestial do Roberto Gomes, pai da jornalista Roberta Gomes, chefe da Assessoria de Comunicação Social  da Corregedoria Geral de Justiça, casada com o jornalista Itevaldo Júnior.

*

O Roberto Gomes,  mamma mia, é filho do Elir de Jesus Gomes, primeiro secretário de Esportes do Maranhão, cargo que exerceu no governo de João Castelo.

*

O Roberto é de uma família tradicional. O avô foi o criador do famoso Guaraná Jesus, que embala o sonho cor de rosa  da criançada desde a década de 1960,

*

Lembro que, quando criança, juntamente com os amigos andava a juntar tampinhas do refrigerante, por conta da promoção que contemplava com uma bicicleta a quem montasse uma inteira com as peças que vinham desenhadas nas tampas do refri.

*

O problema  é que havia uma peça difícil de ser encontrada. Era o selim. Nunca ganhei a bicha, mas isso ficou guardado na memória. A fábrica era ali no Filipinho, onde hoje funciona o Colégio Master.

*

Um dos passatempos da meninada naquela época, onde não havia crack, merla, maconha e nem shoppings centers , era ir observar o engarrafamento automático do Guaraná Jesus pela vidraça da fábrica.

*

Fui ao velório e ao sepultamento do Roberto e isso me veio à memória. Falei com o pai dele, o Elir, com a Roberta e demais parentes. Não dá para retratar a dor que estava impressa no rosto de cada um deles. Que seja bem aceito por aí, minha fofa.

*

Olha que é difícil assimilar uma viagem celestial de um cidadão como o Roberto.  Bem alto, bastante atlético, que foi campeão de judô e jogava basquete. O câncer essa doença maligna, que vive a desafiar cientistas ao longo dos anos, fez mais uma vítima.

*

Agora, um pouco de alegria. O Phil Camarão será homenageado no próximo dia 5 pela Assembléia Legislativa, com uma medalha de honra ao mérito, como um dos cidadãos que fizeram a diferença no esporte do Maranhão.

*

Justa a homenagem. O Phil, que foi atleta, também dirigiu a  Secretaria de Desportos e Lazer (Sedel), no governo de Edison Lobão. Criou um campeonato interbairro que foi copiado em outros Estados e realizou um trabalho digno de quem conhece o traçado.

*

A saudosa Jean Camarão, mãe do Phil, também será homenageada postumamente. Foi uma lendária educadora, na área da língua inglesa. Responsável pela montagem do Departamento de Língua Inglesa da Universidade Federal do Maranhão.

*

Jean Camarão foi proprietária do primeiro grande curso de Inglês em São Luís, o Jonh  Keneddy Center, que funcionava na Rua do Sol. Também ajudou a implantar o IBEU e outros cursos.

*

A família Camarão merece a homenagem, por tudo o que tem feito ao longo dos anos no Maranhão Bibi. Para encurtar conversa, Felipe Camarão, não o procurador federal, que é neto dele, era exímio nadador a travessava da Beira-Mar até o São Francisco sem maiores esforços. Uma família histórica.

*

Nem te conto, minha fofa, mas tem mais figurões envolvidos no escândalo da agiotagem, do que nossa vã filosofia possa imaginar. Se a polícia divulgar a lista, a terra vai tremer em São Luís.

*

Falo em agiotagem e não posso esquecer de dois notórios mafiosos que continuam a desafiar a polícia. Júnior do Mojó e Elias Orlando Nunes Filho, acusados de serem mandantes do assassinato do empresário Maggion Lanyere de Andrade.

*

Os dois grileiros mandaram matar Maggion, que foi executado em 14 de outubro do ano passado. Elias  chegou a ser preso e solto em seguida, mediante um daqueles habeas corpus assinado nas caladas da madrugada.

*

Júnior do Mojó era vereador em Paço do Lumiar, redigiu uma carta renúncia, que foi entregue pela filha na Mesa Diretora da Câmara Municipal da cidade.

*

Estranhamente, os dois nunca foram localizados até agora.  Olha que a polícia teve uma atuação brilhante com relação ao assassinato do colega Décio Sá.

*

Foi a partir da morte de Décio Sá, que a polícia descobriu uma teia de crimes de agiotagem e grilagem de terras. Os dois foragidos pertencem ao ramo da grilagem.

*

Bem, minha fofa, com essa, teu pretinho vai ficando por aqui, garantindo retorno na próxima semana, se Deus quiser. E ele quer, porque ele é bom.

*

Beijão do filhote amado

Djalma

1 pensou em “E-mail pra dona Bibi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.