MDB é o partido que elegeu maior número de prefeitos no País

Ranking mostra os partidos que mais conseguiram eleger prefeitos nestas eleições. O MDB perdeu prefeituras – havia conquistado 1.035 em 2016 e agora tem 784. O PP aumentou o número de prefeitos eleitos (foi de 495 para 685). Na terceira posição do ranking, o PSD pulou de 537 para 654. Análise compara dados completos das eleições de 2016 e 2020.

Por Gabriela Caesar, G1

 

Um levantamento feito pelo G1 revela que o MDB continua com o maior número de prefeituras, assim como nas eleições passadas. O partido, porém, elegeu 251 prefeitos a menos em comparação com 2016 (caiu de 1.035 para 784). Em seguida, PP e PSD completam o pódio do Executivo municipal, com 685 e 654 prefeitos eleitos, respectivamente. Ambos partidos registraram alta em relação a 2016. O 2º turno destas eleições foi realizado neste domingo (29).

Além disso, em 5º lugar, o DEM foi a sigla que mais cresceu em números absolutos na comparação com quatro anos atrás. O número de prefeituras pulou de 266 para 464 – o que equivale a uma subida de 75%. Desse total, quatro são prefeitos de capitais.

O PSDB ocupa a 4ª posição do ranking, com 520 prefeitos eleitos. Nas grandes cidades (aquelas com mais de 200 mil eleitores), PSDB, MDB, DEM e PSD vão administrar o maior número de prefeituras.

 

Nº de prefeitos eleitos por partido no Brasil: Levantamento considera dados das últimas cinco eleições e mudança de nome dos partidos. Parte das siglas foi fundada após 2004. Veja as observações no roda-pé. — Foto: Gabriela Caesar / Datawrapper

Considerando a variação percentual, as legendas que mais cresceram foram Avante (583%), Patriota (277%), Podemos (252%) e PSL (200%). Por outro lado, as maiores baixas ficaram com siglas que conquistaram apenas uma única prefeitura – PTC (-94%), DC (-88%) e PMB (-67%).

Em números absolutos, os partidos que mais perderam prefeituras foram PSDB (-265), MDB (-251) e PSB (-151). O PSDB havia aumentado a quantidade de prefeituras em 2016, ano em que ocorreu o impeachment de Dilma Rousseff. Na época, elegeu 785 prefeitos. Em 2020, foram 520.

O PT, que ocupou a Presidência da República de 2003 a 2016, registrou mais uma queda. Em 2012, o PT conseguiu 630 prefeitos. Em 2016, esse número foi de 254 (uma queda de 60% em comparação com 2012). Agora são 183 prefeituras (redução de 28% em comparação com 2016).

O levantamento não considera os candidatos a prefeito “sub judice”, que aguardam julgamento da Justiça Eleitoral. Houve 102 disputas nesta situação no 1º turno e duas no 2º turno.

O resultado do primeiro turno já apontava para um crescimento de partidos considerados do “Centrão”, grupo de siglas com práticas fisiológicas que se aproximou neste ano de Jair Bolsonaro. PP, PSD e Republicanos foram alguns dos partidos que mais cresceram. Também já tinham sido identificadas quedas de partidos tradicionais como PSDB, MDB, PSB e PT.

Nº de prefeitos eleitos por partido no Brasil

Ranking Partido 2016 2020 Diferença Variação (%)
1 MDB 1.035 784 -251 -24%
2 PP 495 685 190 38%
3 PSD 537 654 117 22%
4 PSDB 785 520 -265 -34%
5 DEM 266 464 198 74%
6 PL 294 345 51 17%
7 PDT 331 314 -17 -5%
8 PSB 403 252 -151 -37%
9 PTB 254 212 -42 -17%
10 Republicanos 103 211 108 105%
11 PT 254 183 -71 -28%
12 Cidadania 117 139 22 19%
13 PSC 87 116 29 33%
14 Podemos 29 102 73 252%
15 SD 60 94 34 57%
16 PSL 30 90 60 200%
17 Avante 12 82 70 583%
18 Patriota 13 49 36 277%
19 PV 98 47 -51 -52%
20 PCdoB 80 46 -34 -43%
21 PROS 50 41 -9 -18%
22 PMN 28 13 -15 -54%
23 PRTB 9 6 -3 -33%
24 PSOL 2 5 3 150%
24 Rede 4 5 1 25%
26 Novo 0 1 1
26 PMB 3 1 -2 -67%
26 DC 8 1 -7 -88%
26 PTC 16 1 -15 -94%
30 UP 0
30 PCO 0 0 0
30 PCB 0 0 0
30 PSTU 0 0 0

Fonte: G1/TSE

Taxa de sucesso no 2º turno de 2020

Partido Nº de disputas Nº de vitórias Taxa de sucesso
Avante 2 2 100%
Novo 1 1 100%
MDB 12 10 83%
PDT 4 3 75%
Podemos 9 6 67%
DEM 8 5 63%
Republicanos 5 3 60%
PP 5 3 60%
PSDB 14 8 57%
Patriota 2 1 50%
PROS 2 1 50%
PSOL 2 1 50%
Solidariedade 2 1 50%
PSD 10 4 40%
PT 15 4 27%
PSB 8 2 25%
PSC 3 0 0%
Cidadania 2 0 0%
PSL 2 0 0%
PTB 2 0 0%
PL 2 0 0%
PCdoB 1 0 0%
Rede 1 0 0%

Fonte: G1/TSE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *