Recursos para o São João de Raposa são frutos de parceria na Lei de Incentivo à Cultura com Estado e Grupo Mateus. Nada de verba da Saúde

Em nota encaminha à imprensa, a Prefeitura de Raposa esclarece e prova que os recursos destinados ao São João da Raposa, são oriundos da Lei de Incentivo à Cultura, em parceria junto ao Grupo Mateus e a Empresa contratada para a realização do evento, fazendo cair por terra a versão amplamente divulgada por setores da imprensa que o evento seria pago com recursos realocados da Saúde Pública.

A nota a prefeitura também esclarece outro equívoco divulgado pela imprensa, tratando do valor da contratação da cantora Joelma (ex-Calypso).O valor real do cachê que seria pago à cantora corresponde à R$ 160.000 mil, e não de R$ 800,000 mil como equivocadamente está sendo divulgado. Leia a nota na integra:

NOTA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RAPOSA-MA

Acerca da notícias veiculadas em blogs, rádios, TVs, jornais e portais de Internet, constando informação sobre o cancelamento do Show da Joelma (Calypso), agendado para o dia 29 de junho de 2022, viemos esclarecer que:

Primeiramente, destacamos que os recursos deslocados para utilização no “Arraia do Pescador”, não são de natureza municipal, sendo transferidos pela Secretaria de Cultura do Estado do Maranhão, através da Lei de Incentivo a Cultura, em parceria junto ao Grupo Mateus e a Empresa contratada.

Destacamos ainda que em nenhum momento previu-se utilizar recursos da Saúde do Município de Raposa, sendo que todos as possíveis despesas seriam alocadas pelo Gabinete do Prefeito, através do orçamento próprio da Secretaria Municipal de Administração, ante a suplementação de despesa prevista no artigo 7 da Lei Orçamentária Anual.

Ressaltamos que o montante citado na notícia (R$ 800.000,00), na verdade refere-se a todos os eventos do Município durante o período de 12 (doze) meses, que, por sinal, seria arcado pela própria empresa, conforme já esclarecido anteriormente.

Se faz importante esclarecer também que a contratação da cantora Joelma (Calypso) estava acertada ao valor de R$ 160.000 mil, e não de R$ 800,000 mil, como vem sendo amplamente divulgado de forma equivocada.

Por fim, reiteramos que a Administração de Raposa prima pela transparência e regular aplicação dos recursos públicos, ocasião em que desde já esclarece que esta disponível para apresentar qualquer esclarecimento por ventura necessário.

Em anexo copia do Certificado de Crédito da lei de incentivo a cultura, acompanhado do Termo de Autorização.

Desvio de milhões em Barra do Corda  que envolve  Erick Costa e  Fernando Pessoa, pode resultar até em exoneração de oficial de Justiça

O despacho n° 080789-56.2019.8.10.0027, expedido no último dia 9 pelo juiz Antônio Elias  Queiroga Filho, titular da 1ª Vara da Comarca de Barra do Corda, traz péssimas informações para o atual prefeito de Tuntum, Fernando Pessoa, para o seu cunhado, o ex-prefeito de Barra do Corda, Eric Costa e até para o oficial de Justiça encarregado de fazer as notificações a um grupo que dilapidou os cofres públicos barracordenses, durante a gestões de Erick, com um rombo que supera as dezenas de milhões de reais.

O despacho se refere apenas a um dos inúmeros processos que foram abertos pela Justiça da cidade, a pedido do Ministério Público. Nesta peça jurídica, que se concentra no volume de 714 páginas, é discorrida toda a trama da gatunagem em Barra do Corda, sob a administração do cunhado do atual prefeito de Tuntum, em Barra do Corda.

Sem obedecer às determinações legais quanto à destinação do lixo da cidade e o cumprimento da legislação ambiental, Erick Costa, seu então secretário Fernando Pessoa e um grupo que agia nos moldes de uma Ocrim, contrataram empresas para a captação do lixo no município.

Cometeram outro crime, ao criarem lixões a céu aberto na cidade. Dentre as empresas contratadas, uma era de propriedade do próprio pai de Fernando Pessoa. Um funcionário da Prefeitura também aparece como proprietário de empresas.

O inquérito está em andamento, atrasado em razão do oficial de Justiça designado para as notificações não conseguir encontrar Fernando Pessoa e nem outros membros do grupo, como João Batista Nunes, Francisco Mário Araújo Lobo, Hadroldo Cunha Lima e Auricélia de Sousa Silva.

Suspeitando de alguma articulação, o Juiz Antonio Elias Queiroga deu o prazo de 30 dias para o serventuário da Justiça  lhe entregar todas as notificações, sob pena de responder a inquérito administrativo disciplinar.

 

 

 

Lideranças políticas do Sul do estado reforçam apoio a Flávio Dino e Othelino

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), cumpriu agenda em Balsas e São Raimundo das Mangabeiras, na última quarta-feira (22), acompanhado do ex-governador Flávio Dino (PSB), pré-candidato ao Senado, e da sua esposa e vice-prefeita de Pinheiro, Ana Paula Lobato (PSB), pré-candidata à primeira suplência na chapa do socialista.

A agenda foi iniciada com uma visita ao ex-deputado Francisco Martins, liderança da região e pai da deputada estadual Andreia Martins Rezende (PSB). No encontro, eles conversaram sobre as ações executadas durante a gestão do ex-governador Flávio Dino, que alavancaram o desenvolvimento da região Sul do estado e, também, sobre a atual conjuntura política.

Othelino, que é coordenador político da pré-campanha de Flávio Dino, afirmou que o diálogo com as diversas lideranças fortalece a pré-candidatura do ex-governador ao Senado. “Ele trabalhou muito pelo Maranhão inteiro, incluindo a região Sul. Cada apoio que recebemos tem grande importância e eu agradeço a todos que estão conosco neste projeto”, disse.

Flávio Dino destacou a adesão das lideranças da região Sul ao seu projeto, fortalecendo a sua pré-candidatura ao Senado Federal.

“Esses encontros são grandes oportunidades de aprimoramento da nossa atuação política na região, que é muito importante para o nosso estado. Aqui estão sediados grandes empreendimentos, seja na agricultura ou na indústria, e prezamos por essas parcerias para que o Maranhão continue tendo progresso econômico e social”, afirmou.

Ana Paula Lobato também se colocou à disposição da região Sul do Maranhão. “Ficamos muito felizes com todo esse apoio que recebemos aqui e reiteramos que estaremos ao lado do pré-candidato Flávio Dino, de cada liderança da região e da população”, afirmou a pré-candidata à primeira suplência de senador.

Apoio

Em São Raimundo das Mangabeiras, a comitiva foi recepcionada pelo prefeito Accioly Cardoso, vereadores, secretários municipais e apoiadores, em encontro articulado pelo deputado Othelino Neto.

Na ocasião, o prefeito Accioly Cardoso declarou seu apoio e de todo o grupo político à pré-candidatura de Flávio Dino. “É uma honra recebê-los em nosso município, pois mostra a importância de Mangabeiras no cenário político do Maranhão. Hoje externei o apoio do nosso grupo ao ex-governador e seguiremos juntos nesta caminhada”, garantiu.

 

JOVEM NEGRO É TORTURADO E MORTO DENTRO DO SUPERMERCADO MATEUS

 

 

O homicídio aconteceu meia noite do dia 12 de junho de 2019, onde o jovem negro Darlon Oliveira entrou dentro do supermercado Mateus da Cohab, quando teve um surto psicótico. Os seguranças foram acionados, quando levaram o jovem Darlon Oliveira a força para uma área reservada somente aos funcionários.

Darlon Oliveira ainda tentou resistir a imobilização dos funcionários do Mateus, mesmo não tendo chance contra tantas pessoas, como é visto no vídeo.

Fora do funcionamento comercial, as 00:00:12, um vigilante da Clasi Segurança, empresa terceirizada contratada pelo Mateus, junto com os funcionários do supermercado, realizaram uma série de agressão ao jovem Darlon Oliveira. Chegando até mesmo a colocar o joelho no pescoço do jovem negro, que não conseguia mais respirar. A tortura estava sendo um entretenimento para o funcionários que estavam presenciando a cena.

O jovem sem vida, acabou falecendo e sendo os pés amarrados, mesmo não apresentando mais sinais de reação. O corpo de Darlon Oliveira ficou abandonado cerca de 7 minutos, quando funcionários voltam para verificar o estado da vítima, alguns tiram fotos e analisam se ainda está vivo. No vídeo, chefes de alguns setores aparecem se deslocando até o local para verificar a situação, mas não tomam qualquer providência.

Polícia Federal prende ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e pastores acusados de desviar verbas do MEC

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (22), operação policial “Acesso Pago”, destinada a investigar a prática de tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, vinculado ao Ministério da Educação.

Com base em documentos, depoimentos e Relatório Final da Investigação Preliminar Sumária da Controladoria-Geral da União, reunidos em inquérito policial, foram identificados possíveis indícios de prática criminosa para a liberação das verbas públicas.

As ordens judiciais foram emitidas pela 15ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Distrito Federal, após declínio de competência à Primeira Instância. A investigação corre sob sigilo.

Dentre os mandados prisão, estão os do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e pastores suspeitos de operar um balcão de negócios no Ministério da Educação e na liberação de verbas do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).

Ribeiro e ao menos um dos pastores, Gilmar Santos, já foram presos.

A PF também cumpre mandados de busca e apreensão em endereços de Ribeiro e dos pastores Arilton Moura e Gilmar Santos —esses dois últimos são ligados ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e apontados como lobistas que atuavam no MEC.

Estão sendo cumpridos 13 mandados de busca e apreensão e cinco prisões nos Estados de Goiás, São Paulo, Pará, além do Distrito Federal. Outas medidas cautelares diversas, como proibição de contatos entre os investigados e envolvidos, também foram efetuadas.

O crime de tráfico de influência tem pena prevista de 2 a 5 anos de reclusão. São investigados também fatos tipificados como crime de corrupção passiva (2 a 12 anos de reclusão), prevaricação (3 meses a 1 ano de detenção) e advocacia administrativa (1 a 3 meses).

Empresa responsável pelo show de Joelma na Raposa desmente fake news. Apresentação da artista custará apenas R$ 160 mil

Pelas redes sociais, através de um comunicado publicado na noite desta terça-feira (21), a empresa E. DE J. DA SILVA EIRELI-EPP, responsável pelo contrato da cantora Joelma (Calypso), para uma apresentação no próximo dia 29 de junho, na cidade maranhense de Raposa, apresentou  sua versão sobre a disparidade de pagamento do cachê da artista.

De acordo com a nota, a cantora foi contratada para se apresentar na comemoração da tradicional Festa de São Pedro, evento promovido pela prefeitura do município, mas o valor de quase R$ 1 milhão de reais, amplamente divulgado por blogs e páginas de Instagram, não faz referência à proposta contratual de apenas R$ 160 mil reais.

“A apresentação da cantora Joelma não custará 1 milhão de reais, como amplamente divulgado, o valor real do show será de 160 mil reais, valor este que será integralmente pago por verba proveniente de valores aportados pelo Estado do Maranhão em programas de incentivo à Cultura”, frisou o comunicado.

Leia a nota na íntegra:

A E. DE J. DA SILVA EIRELI-EPP, por meio de sua assessoria de comunicação e em direito de resposta, vem a público prestar os seguintes esclarecimentos quanto a matéria inverídica veiculada em um blog (“MP recomenda cancelamento do show de Joelma Calypso em Raposa; contrato soma quase R$ 1 milhão de reais).

A apresentação da cantora Joelma não custará 1 milhão de reais, como amplamente divulgado, o valor real do show será de 160 mil reais, valor este que será integralmente pago por verba proveniente de valores aportados pelo Estado do Maranhão em programas de incentivo à Cultura.

A Prefeitura da Raposa contratou a empresa E. de J. da Silva Eireli por um período de 1 (um) ano, para que a empresa realize todas as festas que são tradicionais na cidade, como Festas Juninas, Dia das Crianças, Aniversário da Cidade, Réveillon etc. Pelo contrato, a empresa deve fornecer som, palco, iluminação, banheiros, decoração e outros itens, além de pagar pelos shows dos artistas que se apresentarão nestas festas. Esse contrato é que tem o valor total de R$ 867.925,00 (oitocentos e sessenta e sete mil, novecentos e vinte e cinco reais), que deve cobrir estas despesas de todo o ano de 2022.

O contrato feito entre a empresa E. de J. da Silva Eireli e a Prefeitura da Raposa teve origem em uma ata de registro de preços, feita pela Prefeitura de Presidente Juscelino – MA, através de um pregão ELETRÔNICO com diversos participantes. A ata é de novembro de 2021, ou seja, os preços são de mais de 6 meses atrás.

A empresa E. DE J. DA SILVA EIRELI-EPP, como de costume, tem todos os seus contratos regidos por Princípios republicanos, agindo sempre com transparência e seriedade na condução dos seus negócios.

Othelino Neto anula primeira etapa do concurso público da Assembleia Legislativa

O Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão utilizou as redes sociais no final da tarde para fazer o comunicado.

Othelino Neto confirmou a anulação da primeira etapa do concurso da AL-MA.

“Em razão dos registros e denúncias de falhas de execução, fiscalização e segurança na aplicação da prova objetiva, bem como pela correta interpretação sobre a LGPD, quando da divulgação do Resultado Preliminar, decidi anular a primeira etapa do Concurso da Assembleia Legislativa”, disse.

E complementou: “Nosso compromisso é com a transparência e a absoluta lisura de todos e quaisquer atos de gestão do Poder Legislativo. A íntegra da resolução está no site da Assembleia”.

Brandão pede mais dez dias de licença para tratamento médico em São Paulo

Depois de completar 30 dias afastado do cargo de governador, Carlos Brandão anunciou hoje pela TV Mirante que dará entrada junto a Assembleia Legislativa a um novo pedido de licenciamento para tratar da saúde. Ele falou que. assim que puder vem o mais rápido para o Maranhão, mas só depois da liberação dos médicos.

O governadora licenciado operou para a retirada de um cisto na região renal e que vive hoje submetido a drenagem e garantiu que acorda desde às 6h  já orientando sua equipe e o trabalho se estende até meia noite.

Deu a entender que tudo do governo passa por seu crivo e agradeceu o governador em exercício Paulo Vetten, com quem conversa diariamente. Brandão não sabe ainda a data da sua liberação, desmentindo seus amigos que ficam passando falsas informações sobre a alta do hospital.

 

Escutec aponta vantagem de Brandão em todos os cenários para o Governo

Pesquisa Escutec/Grupo Mirante de intenções de votos para o
Governo do Maranhão aponta que o governador Carlos Brandão
(PSB) mantém a dianteira sobre o seu principal adversário, senador
Weverton Rocha (PDT), mesmo um mês praticamente fora do
debate eleitoral em virtude de sua internação em São Paulo para uma
cirurgia.

De acordo com o levantamento, ambos cresceram acima da margem de
erro, de 2,19 pontos percentuais – para mais, ou para menos -, com o
candidato do PSB chegando a 27% no cenário estimulado, contra 23% do
pedetista.


Para efeito de comparação, na consulta de maio Brandão aparecia com 24%,
contra 20% de Weverton, que, por outro lado, interrompeu uma sequência
de queda, após trinta dias de intensa pré-campanha pelo Maranhão.
No mesmo cenário, mudança na terceira colocação, agora ocupada por
Lahesio Bonfim (PSC), com 15% – tinha 11% em maio. Ele desbancou o
Edivaldo Holanda Júnior (PSD), que tinha 12% no mês passado, e agora
aparece com 11%.
O ex-prefeito de São Luís foi o único a oscilar negativamente entre os
líderes.


O pré-candidato do Solidariedade, Simplício Araújo, oscilou positivamente,
saindo de 2% para 3%. Hertz Dias (PSTU) e Enilton Rodrigues (PSOL) estão
empatados com 1%.
Outros 8% dos 2 mil entrevistados disseram votar em branco, nulo, ou em
nenhum dos candidatos apresentados, e 11% não sabem, ou não
responderam.
A pesquisa foi realizada em 70 municípios do Maranhão, entre os dias 11 e
16 de junho, e registrada na Justiça Eleitoral sob o número MA-05721/2022.
O nível de confiança é de 95%.
Votos válidos – Se fossem computados apenas os votos válidos – excluídos
brancos, nulos e indecisos, Brandão teria, segundo o Escutec, 33%, contra
28% de Weverton, 19% de Lahesio, 13% de Edivaldo Júnior, 4% de Simplício,
2% de Enilton Rodrigues e 1% de Hertz Dias.

Rejeição – No quesito rejeição, a liderança é do senador Weverton Rocha,
com 23% dos entrevistados afirmando que não votariam nele. Carlos
Brandão foi rejeitado por 17%, seguido por Edivaldo Júnior (8%), Lahesio
Bonfim (7%), Simplício Araújo (6%), Enilton Rodrigues (3%) e Hertz Dias
(3%).
Segundo turno – O Escutec também levantou possíveis cenários de
segundo turno entre os líderes, Carlos Brandão e Weverton Rocha, e os
demais principais concorrentes.
Na primeira simulação, Brandão venceria Weverton por 36% a 34%. O
governador também venceria Edivaldo Holanda Júnior (39% a 23%) e
Lahesion Bonfim (38% a 29%).

Weverton também venceria Edivaldo Júnior, por 39% a 20%; e Lahesio
Bonfim por 35% a 28%.

Fonte- Imirante

Vereadores se reúnem com dirigente da MOB e dão importante passo para implantação do transporte alternativo em Raposa

O presidente da Câmara Municipal de Raposa, Beka Rodrigues e seus colegas Rosa do Araçagi, Zanno, Irmão Moreira e Iran Agrela receberam, na tarde desta quarta-feira (15), durante reunião com dirigentes da Agência  Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), a informação de que para a implantação do transporte alternativo em Raposa, basta apenas um alinhamento técnico, que depende também de ação de cooperativa, além da parceria com o poder Executivo.

A reunião dos vereadores aconteceu a partir de uma solicitação de audiência, cuja pauta constou ainda do melhoramento dos serviços prestados pela única concessionária do transporte semiurbano, a Empresa Maranhense,  além da criação de novas linhas, por conta da insatisfação da população para com o transporte público na cidade.

O encontro foi com o diretor de Operações Rodoviárias, Abnaías Almeida, o coordenador de Operações Rodoviárias, Ivanilson Fonseca e a coordenadora de Fiscalização, Patrícia Gama. Os representantes da estatal garantiram que estão há pouco tempo no cargo, mas estudando e avaliando o problema do sistema de transporte público em todo o Estado, principalmente na Ilha.

Com relação a Raposa, esclareceram haverem recebido todos os ofícios encaminhados pela Câmara Municipal, que estão sendo avaliados tecnicamente, dentro das demandas apresentadas.

 

 

Ivanilson Fonseca, Zanno, Beka Rodrigues, Rosa do Araçagi, Abnaías Almeida, Patrícia Gama, Irmão Moreira e Iran Agrela

Sobre o transporte alternativo, afirmaram que, dentro da Ilha, Raposa é o único município que não dispõe do referido serviço, porque nunca houve uma manifestação do poder público da cidade em torno do assunto.

Patrícia Gama ressaltou que, por força de uma Portaria do órgão, renovada a cada dois anos, existe uma tabela pela qual, em se tratando de transporte alternativo, a variação é de uma van para cada dois mil habitantes. Raposa, com quase 40 mil moradores, por exemplo deve ser contemplada com uma formidável frota nesse tipo de transporte.

“Câmara  Municipal e MOB estão iniciando um processo de estreitamento de suas relações. Isso é muito importante, porque começamos o início de uma série de discussões em benefício dos usuários de transporte da Raposa. E a implantação do transporte alternativo agora passar a ser uma das prioridades”, disse Beka Rodrigues.

O vereador Iran Agrela disse ter ficado muito satisfeito com o resultado da reunião. “Sou usuário do transporte público e sofro com o péssimo serviço prestado pela empresa que serve a Raposa. Agora, estou mais esperançoso, após essa reunião, principalmente no que tange à questão do transporte alternativo”, disse.

Para a vereadora Rosa do Araçagi, a reunião foi importante e levou esperanças aos vereadores. “Estou mais tranquila. Espero que essa conversa se torne realidade dentro de pouco tempo”, acentuou.

Da mesma opinião compartilhou o vereador Zanno, que já trabalhou na MOB. Disse ter ficado muito satisfeito com os temas elencados. “Vejo que a MOB está com uma nova dinâmica. Só espero que possamos ver todos os projetos direcionados para a Raposa concretizados”, destacou .

Por sua vez, o vereador Irmão Moreira acrescentou que a reunião transcorreu  num clima de muita cordialidade e que as questões técnicas apresentadas lhe convenceram. “Estamos no caminho certo e esperamos que o transporte alternativo em nossa cidade seja realidade no mais breve tempo possível”, finalizou.