Sargento do CTA é morto a tiros por homem com transtornos mentais

Um sargento do Centro Tático Aéreo (CTA) da Polícia Militar, identificado como Carlos Magno Cantanhede, de 47 anos, foi morto nesta quarta-feira (1º) após ser baleado no pescoço durante uma ocorrência na cidade de São Domingos do Maranhão, localizada 380 km de São Luís.

De acordo com a PM, o tiro foi disparado por homem com transtornos mentais. A equipe do CTA havia ido ao local para resolver a discussão entre o homem, que estava tentando agredir membros da sua família, quando foi recebida a tiros.

Carlos Magno Cantanhede, de 47 anos, foi baleado por homem com transtornos mentais durante ocorrência no Maranhão. — Foto: Reprodução/Redes sociais

Durante a ação, um soldado da PM, que não foi identificado, foi baleado na perna. Em seguida, a polícia revidou os disparos e o homem com problemas mentais foi atingido. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Segundo a polícia, o corpo do sargento Cantanhede foi levado para a cidade de Pinheiro, na baixada maranhense, onde ele vivia com a família. O corpo dele será enterrado na cidade de Peri-Mirim, a 102 km da capital maranhense.

.

Aberto processo administrativo contra juiz de Caxias

O Tribunal de Justiça do Maranhão decidiu hoje (1º) pela abertura de dois procedimentos administrativos contra o juiz Sidarta Gautama, de Caxias.

O magistrado é acusado de irregularidades na concessão de liminares.

Em um dos casos, ele foi denunciado após liberar o sequestro milionário de valores das contas da Microsoft e Yahoo!, por exemplo.

O segundo processo decorre de uma investigação da Corregedoria-Geral de Justiça do Maranhão (CGJ-MA) por possível irregularidade em transferências de alunos de universidades privadas – até mesmo do exterior – para o curso de Medicina da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) em Caxias.

Apesar dos procedimentos, Sidarta seguirá no cargo

TJ afasta juiz maranhense denunciado no Fantástico por corrupção

O juiz Márcio José do Carmo Matos Costa, titular da 3ª Vara Cível da Comarca de São José de Ribamar, foi afastado nesta quarta-feira (1º) por decisão unânime dos desembargadores do Tribunal de Justiça do Maranhão. Também foi aberto um processo disciplinar contra ele.

O magistrado foi denunciado em uma reportagem do Fantástico, do dia 10 de maio, que mostrou um golpe que usa a Justiça para limpar contas bancárias de pessoas, algumas que já morreram.

O esquema levanta possíveis vítimas e usam nome de outras pessoas (algumas já mortas) para fazer pedidos de divórcio ou acesso a heranças. No esquema, processos são manipulados e quantias milionárias são liberadas em bancos sem dificuldade nenhuma.

Em um dos casos, um morto conseguiu legalmente receber uma herança de R$ 3 milhões de uma freira que morreu no Rio de Janeiro.

Em outro caso, o esquema usou o nome de uma mulher no Maranhão, falsificou documentos, e entrou com um processo de divórcio contra um homem da Espanha, com quem ela nunca foi casada. Com o divórcio, a mulher teria direito a cerca de R$ 500 mil do espanhol, mas ela nega que conheça o espanhol e nunca recebeu alguma quantia.

Todos os pedidos são assinados pelo advogado Gustavo Santos Simeão em processos analisados pelo juiz José do Carmo Matos Costa. A OAB disse que vai investigar o advogado. O juiz já é investigado pela Corregedoria de Justiça.

No processo envolvendo a freira do Rio de Janeiro, o advogado diz que foi contratado por um escritório do Rio de Janeiro e que recebeu R$ 320 mil de honorários. Questionado, ele disse que iria se explicar no processo.

A defesa do juiz afirma que José do Carmo foi vítima do golpe, e que tais fraudes não eram fáceis de serem percebidos nos processos.

 

PF prende juiz federal por venda de sentenças e recebimento de propinas

A Polícia Federal prendeu nesta terça, 30, o juiz Leonardo Safi de Melo, da 21ª Vara Cível Federal, sob acusação de participar de esquema de venda de sentenças em São Paulo. A investigação foi autorizada pelo Tribunal Regional da 3ª Região (TRF-3) e mirou recebimento de propinas ao magistrado e servidores públicos em troca de decisões favoráveis em casos de requisições de pagamento (precatórios).

Uma das ações judiciais investigadas tratava de processo de desapropriação de imóveis rurais. A organização criminosa teria solicitado vantagens indevidas para expedir um precatório no valor de R$ 700 milhões. O grupo criminoso cobraria então 1% do valor.

Além de um juiz federal, a PF cumpriu 20 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Mairiporã (SP) e Brasília. Outras cinco pessoas foram alvo de prisão temporária, autorizadas pelo TRF-3, que determinou o sequestro de bens dos investigados.

O grupo é investigado por organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção passiva e ativa, concussão e peculato.

         Flávio Dino determina volta das aulas presenciais em julho

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), editou decreto que determina a retomada das aulas presenciais em todo o estado, a partir do mês de julho deste ano, em alguns setores da educação.

O decreto nº 35.897 aponta que o último período de cursos de instituições de ensino superior, cursos pré-vestibulares e cursos de idiomas, serão autorizados a retomarem as atividades de forma presencial, desde que sejam cumpridas as medidas de distanciamento social e com rotina semanal máxima de três dias de atividade.

O decreto também oferece prioridade para os cursos superiores da área da saúde, com o objetivo de garantir a conclusão da graduação dos estudantes e possível inserção no mercado de trabalho.

Para os demais setores, o decreto mantém as aulas presenciais suspensas até dia 2 de agosto.

A partir do dia 03 de agosto, todas as demais instituições de ensino estão autorizadas a retomarem suas atividades educacionais presenciais. A definição de data para retorno e estabelecimentos dos protocolos pedagógicos serão de responsabilidade dos órgãos responsáveis por cada instituição.

Na rede pública estadual, o governo afirma que as aulas serão retomadas de maneira sequencial e gradativa, começando pelas séries mais avançadas.

“Ainda dentro das ações que adotaremos para esse retorno, está previsto o ensino híbrido como uma das formas para evitarmos aglomerações nas escolas. Estamos planejando essa volta com muita cautela, pensando principalmente na segurança da comunidade escolar”, afirma o secretário de educação, Felipe Camarão.

Homem mata ex-cunhada a tiros durante discussão com ex-mulher

Elizer Matos de Oliveira, de 42 anos, foi preso nesta terça-feira (30) na cidade de Fortaleza dos Nogueiras, no sul do Maranhão, por suspeita de assassinar a ex-cunhada, Maria Raimunda dos Santos Costa, na zona rural de Balsas, município localizado a 810 km de São Luís.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi atingida com um tiro enquanto tentava separar uma briga entre Eliezer e sua irmã, que foi identificada como Rosa Alves e é ex-companheira do suspeito.

Segundo a polícia, Maria Raimunda e a irmã estavam em uma chácara quando foram surpreendidas pela chegada de Eliezer ao local. Em posse de duas armas de fogo, ele começou a fazer ameaças a ex-companheira, por estar inconformado com a separação. Durante a discussão, a vítima tentou intervir na briga e acabou sendo baleada.

O suspeito também tentou atirar contra a ex-companheira, mas não conseguiu e em seguida, ele fugiu do local. Maria Raimunda ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no caminho para o hospital, localizado em Balsas.

Segundo a delegada Bruna Ribeiro Guimarães, o casal estava separado há dois anos e não era a primeira vez que Eliezer procurava pela ex-companheira. Não foram encontrados nenhum registro policial contra ele ou pedido de medida protetiva.

“Não era a primeira vez que ele a procurava, ele estava insatisfeito com o término do relacionamento e esse a princípio seria o motivo do crime. O inquérito policial está sendo inciado agora, a gente vai inciar as investigações e a partir desse momento, nós poderemos dizer com mais clareza. A princípio, as informações que nós temos é que a motivação seria a inconformidade do autor com o término do relacionamento”, disse.

         Beka Rodrigues defende projeto de reeleição de Talita Laci

O presidente da Câmara Municipal de Raposa, Beka Rodrigues (PC do B), defendeu enfaticamente, nesta segunda-feira (29), a reeleição da prefeita da cidade, a sua correligionária, Talita Laci, sob o argumento de que a chefe do Executivo raposense  reúne todas as condições para se credenciar ao segundo mandato, em decorrência do trabalho que vem executando naquele município.

De acordo com Beka Rodrigues, Talita Laci é uma gestora  preparada e que vem exercendo um mandato em que agrega ideias e inúmeras ações , destacando que ela está elaborando um pacote de obras estruturais que vai provocar um grande impacto na cidade até o final do ano.

“Sou aliado de primeira hora. Somos do mesmo partido, que é o partido do governador Flávio Dino. A Raposa não pode parar. Por isso é que venho defendendo sistematicamente a reeleição da prefeita Talita.  Isso não impede que, se houver qualquer mudança na linha de pensamento da prefeita e do grupo, possamos apoiar outro nome por ela sugerido”, afirmou Beka Rodrigues.

O parlamentar salientou ainda que política se faz é em grupo. “O que fortalece um grupo é a unidade, são as ações conjuntas, com todos recebendo o mesmo tratamento, ouvindo e sendo ouvido. E é isso o que está acontecendo com o nosso grupo, onde a prioridade é a unidade”, revelou o presidente da Câmara Municipal.

No entendimento de Beka Rodrigues, o grupo comandado pela prefeita Talita Laci, sempre aconselhada pelo pai, o ex-prefeito José Laci, com certeza caminha para mais uma vitória em Raposa.

Na concepção de Beka Rodrigues, o grupo continua unido, solidificado pelo mesmo pensamento, que é de estabelecer metas de trabalho que sempre venham a beneficiar a comunidade de Raposa. Ele avalia que  essa união é que vem fazendo com  que sua linha de raciocínio sempre seja a de que mais uma vitória está se desenhando no horizonte político da Raposa, dentro do seu grupo.

Covid-19 já matou 10 prefeitos e ex-prefeitos maranhenses

Luis Osmani foi uma das vítimas

A pandemia da Covid-19 já vitimou 10 ex-prefeitos do Maranhão desde que foi registrado o primeiro caso da doença no estado no mês de março. No mês de maio foram oito os ex-prefeitos que não resistiram à enfermidade que fez quase 1,5 mil vítimas em todo Maranhão.

Alguns destes políticos receberam tratamento em São Luís, para onde foram transferidos após diagnosticados contaminados pelo novo coronavírus.

A morte do ex-prefeito de Lago da Pedra, Luiz Osmani, ocorrida em uma unidade de saúde privada em São Luís, no dia 29 de maio, causou grande comoção no município.

Parte da população acompanhou o carro funerário no enterro do político que foi prefeito de Lago da Pedra entre 1993-1996 e 2005-2008 também exerceu mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão.

Dos prefeitos no exercício do mandato, 22 já contraíram a doença. O presidente licenciado da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão e Prefeito de Igarapé Grande, Erlanio Xavier, foi um dos gestores que enfrentou a doença depois de ter testado positivo para a Covid-19. O prefeito de Santa Quitéria, Alberto Rocha, 46 anos, morreu em São Luís no dia 6 de junho em São Luís, vítima do coronavírus.

Prefeitos e ex-prefeitos vítimas de Covid-19:

Maio

Dia 9 – Juarez Pereira Damasceno (Bequimão).

Dia 13 – Euzébio Napoleão Mendonça (Santo Antônio dos Lopes).

Dia 14 – Lindomar Lucena (Presidente Dutra).

Dia 17 – Mariano Costa (Bernardo do Mearim).

Dia 24 – João Epifânio (Lima Campos) prefeito e vice-prefeito.

Dia 28 – Chico Coco (Lago Verde).

Dia 29 – Luiz Osmani (Lago da Pedra).

Dia 29 – Jurandir Ferro do Lago (Bacabal).

Junho

Dia 6 – Alberto Rocha (Santa Quitéria).

Dia 12 – Adalberto do Nascimento Rodrigues (Belágua).

Dia 15 – Leônidas Lima da Silva, 71 anos (Gonçalves Dias), ex-diretor do hospital de Presidente Dutra.

 

 

Recados para ela

Oi, Bibi, muito bom dia! Espero que estas poucas e mal traçadas venham a encontra-la no bem bom por aí. Por aqui, cidadã, a mesma luta contra o Covid-19, vírus que acabou sendo politizado, a economia em frangalhos e a eterna briga do Bolsonaro contra as esquerdas. Só que ele agora ganhou o apoio do Centrão.  Centrão é o agrupamento de partidos que faça sol ou faça chuva, estão sempre com o governo de plantão. Se esse governo fracassar eles viram as costas e ficam de bizu para saber quem será o próximo inquilino do Planalto.

O Bolsonaro que está desdizendo quase tudo o quer falou durante a campanha, principalmente em termos de moralidade, já está de braços dados com o Waldemar da Costa Neto, do PL e do Roberto Jefferson, do PTB. Isso para evitar ser defenestrado do cargo, por conta de suas patacoadas com os filhos.

Mas falando em Bolsonaro, nesta sexta-feira ele inaugurou um trecho do Eixo Norte da transposição do rio São Francisco, em Penaforte (CE). Com isso, se tornou mais um presidente a entregar obras do interminável projeto, que começou com  Lula, passou por Dilma e Temer e agora tem promessa de finalização.

*

Olha, minha preta, vou te dar uma informação que jamais gostaria de relatar. Trata-se da morte do Rafael Seabra, filho do prefeito de Tuntum, o meu amigo Cleomar Tema. Ele faleceu tragicamente neste sábado,  num acidente automobilístico próximo a Peritoró, quando se dirigia para sua cidade natal.

*

Conheci o Rafael ainda adolescente, quando assessorei o pai dele, que era presidente da FAMEM. Ia muito a Tuntum e gostava de conversar com ele, porque tinha um jeitão despachado e engraçado de falar.

*

Sempre que o encontrava aqui em São Luís era a maior festa. O papo rolava solto. Me deixa muita saudade o Rafael, que assim como o pai, Cleomar Tema e os irmãos, o Alexandre e a Talita, também era médico.

*

 

Estou perplexo, morena! É que a Cervejaria Dogma, de São Paulo, anunciou nesta sexta-feira (26) que tirou de circulação um de seus rótulos de cerveja preta que usava a imagem de uma mulher escravizada na divulgação.

*

A fotografia da mulher negra e de cabelos crespos foi feita pelo alemão Albert Henschel, nos anos 1860. O fotógrafo ficou conhecido por fazer retratos de pessoas de origem africana, escravizadas ou livres, ao mesmo estilo estético e altivez dos senhores do século XIX.

*

O nome da cerveja em questão é Cafuza, que significa miscigenação entre negro e índio. A cervejaria tirou o rótulo por conta da revolta de movimentos negros. Aí é que fico revoltado. Se alguém coloca a foto de uma loura sensual em qualquer produto, tá tudo bem. Agora, se for de uma negra, vira homofobia.

*

Pura burrice, todo mundo sabe que o negro foi e muitos continuam sendo escravizados no Brasil. Acho até uma homenagem à raça. O problema que esses movimentos se transformaram numa autêntica aporrinhação. Qualquer é coisa é motivo para atos de protestos.

*

Uma grande idiotice, Bibi. Não vi nada demais. Acho que a famosa foto da negra escravizada no rótulo de cerveja é uma forma de homenagem. Mas aqui, não. Só tu vendo. Esse negócio de negritude virou foi uma chatice. Ninguém pode chamar ninguém de negro. Tem de ser  afrodescendente.

*

Tudo vira motivo para processo. Um colega das antigas disse que teve vontade de chamar uma ex-namorada dele de “ minha neguinha”, como a chamava no passado, depois de vários anos sem se encontrarem, mas ficou com medo de ser processado. Ah, tem hora que isso é um abuso, uma chatice, uma aporrinhação.

*

Tô vendo aqui que mesmo com o massacre diário da mídia, o Bolsonaro continua forte. Na pesquisa que o Data Folha divulgou, o homem aparece com impressionantes 32% de bom e ótimo de aprovação, com mais 23% que o consideram regular. A desaprovação é de 44%. Pelo massacra diário a que é submetido pela Globo, pensei que já estivesse com zero de aprovação.

*

No dia que a PF prendeu o Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, deu até para imaginar que o presidente era quem tinha sido preso. Já ouvi muita gente dizer por aqui que não assiste mais ao Jornal Nacional, porque virou um boletim contra a família Bolsonaro.

*

Mas jornalismo no Brasil é assim mesmo. Neguinho defende é seus interesses e pronto. Mas existe algo no ar que a família Marinho deveria observar. Enquete feita por uma empresa especializada apontou que o Bolsonaro tem mais credibilidade do que o William Bonner, principal âncora da emissora.

*

Os pré-candidatos a prefeito e os candidatos a vereador  de São Luís estão se mobilizando, mesmo com as restrições impostas pela pandemia. Aqui e acolá neguinho vai num bairro, se reúne com um grupo, faz suas promessas, muitas das quais jamais serão cumpridas, mesmo se eleito e voltam para a solidão do lar ou para o aconchego da família.

*

Falando em política, o presidente da Câmara Municipal de Raposa, Beka Rodrigues, iniciou, na sexta-feira, uma nova modalidade de sessão, a híbrida. Os vereadores se revezam com uns em plenário e outros por videoconferência.

*

As sessões também estão sendo transmitidas simultaneamente através de várias plataformas da Internet. É uma Câmara cujos trabalhos tem muita visibilidade, ao contrário de suas congêneres de Paço do Lumiar e de São José de Ribamar, que só são divulgadas por conta de escândalos.

*

Bem, minha fofura, com essa o teu pretinho vai ficando por aqui, garantindo retorno no próximo domingo, se Deus quiser. E ele quer, porque sempre foi bacana com esse cidadão aqui.

*

Beijão desse filhote que jamais deixará de te amar.

Djalma

N.E- Bibi é Benedita Rodrigues, mãe do editor. Ela faleceu aos 28 anos de idade, em São Luís, na Santa Casa de Misericórdia, no dia 8 de dezembro de 1965.