José Sarney recebe alta após se recuperar de fratura no ombro

sarney

 

O ex-presidente José Sarney recebeu alta ontem no Hospital Sírio-Libanês, onde estava internado desde o dia 14 de janeiro. Sarney sofreu uma fratura no ombro direito após uma queda e foi submetido a uma correção cirúrgica cinco dias após dar entrada no hospital.

Durante toda o período em que ficou internado, os boletins médicos afirmaram que o ex-presidente permaneceu em situação estável, mas sob necessidade de cuidados que prolongaram seu tempo no hospital. Sarney sofreu o acidente em uma propriedade sua na Ilha de Curupu e foi levado de helicóptero para a capital maranhense, onde permaneceu por dois dias antes de escolher passar pela cirurgia em São Paulo.

 

Aos 85 anos, José Sarney não ocupa nenhum cargo desde o fim de 2014, quando se encerrou seu mandato como senador após anunciar sua intenção de não mais concorrer a cargos públicos.

 

 

Continuam as buscas aos advogados que desapareceram em voo de ultraleve

Os dois advogados

Os dois advogados

José do Vale Filho e Júlio César de Moraes desapareceram no domingo (9).
Eles estavam na cidade de Arari a passeio e retornavam para a capital.

Uma ultraleve com dois advogados identificados como José do Vale Filho e Júlio César de Moraes desapareceu na tarde de terça-feira (9) no Maranhão.

Segundo informações de Lacerda, amigo da família de José do Vale e capitão do Corpo de Bombeiros do Maranhão, os dois advogados estavam passeando pelo o município de Arari, a 165 km de São Luís, e retornavam para a capital quando teve início uma chuva. Com o temporal, a família acabou perdendo o contato com eles e a aeronave desapareceu.

“Eles foram passear em Arari e já estavam a caminho de São Luís. No último contato, por volta de umas 16h30, eles nos disseram que estava chovendo muito forte. A partir daí perdemos o contato com eles dois”, relata Lacerda.

Ainda conforme o oficial, o clima é de apreensão na família, já que José do Vale Filho é considerado um piloto experiente. Lacerda acrescenta que é a primeira vez que o advogado desaparece com a sua aeronave. “A aeronave é dele. Estamos muito ansiosos e preocupados porque ele é acostumado a pilotar. Durante todos esses anos essa foi a primeira vez que aconteceu um desaparecimento”, finaliza.

Parte da aeronave foi encontrada em uma região de mangue, perto da ilha de São Luís. O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, de Belém – no Pará, está investigando o caso. As buscas de José do Vale Filho e Júlio César de Moraes estão sendo acompanhadas pelo Centro Tático Aéreo (CTA).

Hildo Rocha se declara preso e vira herói de colegas no Congresso

hildo rocha

O deputado federal Hildo Rocha (PMDB-MA) se deu voz de prisão na Casa. Isso mesmo – e pelo ocorrido, pela coragem no episódio, foi muito cumprimentado pelos seus pares, que também não deixaram de ironizá-lo.

Na última terça-feira, ao saber que o motorista e assessor foram detidos pela Polícia Legislativa numa confusão, ele se apresentou ao chefe da Polícia no Senado e, ao ter pedido de soltura da dupla negado, declarou: “Então eu me prendo!”.

E Hildo ficou na sala-cela com os subordinados, de braços cruzados e beiço, até pegar o telefone e ligar para o “advogado” Renan Calheiros.

Ocorreu o seguinte: na pressa para ver a presidente Dilma Rousseff na sessão de abertura do Ano Legislativo, o deputado ordenara ao motorista que furasse o bloqueio da viatura da Polícia Legislativa já no perímetro do Congresso, e ele desviou o carro passando pelo gramado.

Hildo subiu correndo, mas os assessores foram detidos em seguida. O impasse só terminou, sem auto de infração, com o ‘habeas corpus’ concedido pelo presidente do Congresso, após a ligação do aliado, e a Legislativa os liberou, mesmo contrariada.

 

Rodoviários dão ultimato e greve no transporte coletivo pode começar amanhã

ônibus

 O presidente do Sindicato dos Rodoviários de São Luis, Isaías Castelo Branco,  endureceu o jogo e disse, na manhã desta sexta-feira (5), que a categoria poderá paralisar suas atividades a partir deste sábado (6), caso os proprietários de empresas de ônibus não paguem os salários atrasados dos funcionários até as 18 horas de hoje.

Castelo Branco, destacou ter sido  comunicado, por meio de oficio, enviado pelo Sindicato das Empresas de Transporte de São Luís (SET), informando que as empresas que atuam no transporte público de São Luís só poderão efetuar o pagamento dos trabalhadores, dia 10, ou seja, após o carnaval.

“Não vamos aceitar essa alternativa. Se os empresários não regularizarem a situação salarial dos rodoviários. São Luis ficará sem ônibus é logo a partir de amanhã”, disse Isaías Castelo Branco.

Câmara Municipal terá de fazer ajustes para evitar demissões

astro e demissões

Numa reunião realizada com os servidores da Câmara Municipal de São Luís, no início da tarde da terça-feira, 3, o presidente da Casa, vereador Astro de Ogum, fez esclarecimentos sobre as situações que o Legislativo irá enfrentar durante o ano. O presidente deixou claro que deverão ser feitos alguns ajustes administrativos para que sejam evitadas demissões e priorizar os funcionários que efetivamente trabalham.

“Por conta dessa caótica situação financeira que o Brasil, o Maranhão e os municípios, no nosso caso São Luís, atravessam temos de está conscientes de que medidas de ajustes deverão ser tomadas, pois o remédio é amargo, mas quando precisa ser usado não tem outra maneira”, afirmou ele.
Completando disse esperar contar com a compreensão de todos servidores e dos vereadores, com quem esteve reunido antes do encontro com os funcionários, tratando do mesmo assunto.

Falando claramente sobre o assunto, Astro de Ogum apontou aspectos que influenciam nas decisões que os gestores públicos estão tendo de tomar. No caso da Câmara Municipal, ele citou a redução nas transferências que são feitas ao município, que veio repercutir também no repasse que a Prefeitura faz para a Câmara. Outro ponto citado foi o reajuste no salário mínimo em descompasso com a situação financeira do país e o impacto sobre a folha de pagamento do Legislativo.

Assim como conversou com os vereadores, Astro de Ogum também disse aos servidores que sua administração não tem a menor intenção de prejudicar ninguém, “pois temos como prioridade a valorização do servidor, notadamente aquele que efetivamente trabalha e o assunto de demissão não consta em nossa pauta, embora exista uma decisão da justiça para exoneração de cerca de quatrocentos (400) funcionários”.
Finalizando, Astro de Ogum enfatizou que essas reuniões realizadas no início dos trabalhos legislativos da Câmara tiveram o objetivo de deixar  todos conscientes da situação “que estamos enfrentando, mas também tranquilizar que nós iremos trabalhar de maneira incansável para manter equilibrada a estrutura político-administrativa e financeira da Câmara”.

 

Prefeitura de São Luís altera trânsito nos circuitos do “Carnaval de Todos”

trânsito

A Prefeitura de São Luís, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), vai reordenar o trânsito no período das festividades do “Carnaval de Todos”, realizado em parceria com o governo do Estado. Serão 260 agentes de trânsito que atuarão nos circuitos oficiais da festa e em pontos de grande movimento de folia nos bairros.

O tráfego de veículos será proibido no circuito a partir deste sábado (6), no horário das 11h às 2h, e domingo (7), segunda-feira (8) e terça-feira (9), das 16h às 2h. A interdição ocorrerá nas seguintes vias: no Circuito Madre Deus (Vila Gracinha, Praça da Saudade, Largo do Caroçudo e Beco das Minas): Rua do Passeio (trecho compreendido entre a Rua das Cajazeiras e Praça da Saudade); Rua do Norte (trecho entre a Avenida do Gavião e a Rua das Cajazeiras); Avenida Rui Barbosa (trecho entre a Avenida do Gavião e Rua Lúcio Mendonça); Rua São Pantaleão (trecho entre a Rua das Cajazeiras e Rua Lúcio Mendonça).

trânsito 2

PASSARELA

A interdição do trânsito na Passarela do Samba, na Avenida Vitorino Freire e Fonte do Bispo, para a realização do “Carnaval de Todos”, ocorrerá de sábado (6) a terça-feira (9), das 17h às 2h. A SMTT ressalta que várias equipes em motos e viaturas reforçarão o disciplinamento do trânsito.

A utilização de equipamentos de som deverá obedecer ao que estabelece a Lei do Silêncio (Lei N.º 5.715, de 11 de junho de 1993) sob pena do cancelamento do evento. A frota de ônibus, do sistema de transporte municipal, circulará regularmente sem alteração, igualmente aos dias úteis.

SAÚDE

A rede municipal de saúde será reforçada para atender às demandas do período carnavalesco. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), todas as dez unidades de urgência e emergência da capital vão funcionar plenamente 24 horas. Estão prontos para o atendimento da população as unidades mistas do Coroadinho, Bequimão, São Bernardo e Itaqui-Bacanga, os Socorrinhos do São Francisco e Cohatrac, o Posto de Saúde do Anil, os hospitais Djalma Marques (Socorrão I) e Clementino Moura (Socorrão II) e o Hospital da Criança.

A população deve procurar locais de atendimento de acordo com a complexidade dos casos. “Clínica médica, pediatria, pequena cirurgia e traumatologia são os setores que mais demandam atendimento, mas é importante que casos mais simples sejam levados às unidades de saúde de média complexidade que funcionam como urgência e emergência, e estão aptas a receber pacientes. Isso evita o grande fluxo de pessoas nos Socorrões e agiliza o atendimento”, disse a secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe.

Os locais de grande concentração de foliões vão receber atenção especial, com a disponibilização de três ambulâncias equipadas, que vão ficar localizadas em pontos estratégicos na Madre Deus, Praça Nauro Machado e Passarela do Samba, para prestar primeiros socorros e fazer a remoção de pacientes, em caso de urgência e emergência. Além disto, haverá outra ambulância disponível no posto do Corpo de Bombeiros e toda a frota do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para atender as ocorrências no período de momo.

Com 200 metros de pista que ocupará uma das vias principais do Anel Viário, a Passarela do Samba contará com toda infraestrutura necessária à realização do evento: carnaval (banheiros químicos, central de atendimento de urgência/saúde, iluminação, som, decoração, barracas de bebidas e comidas em seu entorno, bares, espaços reservados para a imprensa e para a concentração das agremiações, arquibancadas e camarotes).

Na Passarela do Samba, serão distribuídos 100 banheiros ecológicos. Vinte barracas credenciadas comercializarão produtos com ambulantes capacitados para a manipulação e manejo de alimentos. Todo o comércio informal será fiscalizado por agentes da Blitz Urbana, Vigilância Sanitária e equipe da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa).

SEGURANÇA

Para garantir a segurança dos foliões nos circuitos oficiais da folia será destacado efetivo policial disponibilizado pela Prefeitura de São Luís e pelo governo do Estado, além de contratação de empresa de segurança privada.

 

VENDA DE BEBIDAS

 

A Prefeitura de São Luís decretou no dia 20 de janeiro a proibição da venda de bebidas – alcoólica ou não – em garrafas e recipientes de vidro durante o período de Carnaval. A medida vigorará desta sexta-feira (5) até terça-feira (9), das 10h às 19h, na Passarela do Samba e nos demais circuitos da folia.

Exército irá atuar no combate ao Aedes aegypti no Maranhão

exercito

Maranhão terá aproximadamente 1.500 militares das Forças Armadas atuando na campanha contra o mosquito Aedes aegypti, no dia 13 de fevereiro, em três cidades. Essa informação é do Ministério da Defesa, que não informou quais serão as cidades visitadas. Segundo o comunicado, os homens irão às ruas para distribuir material impresso com orientações para a população sobre como manter a casa livre dos criadouros do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e do Zika vírus. Em uma segunda etapa, eles irão, acompanhados por agentes de saúde, inspecionar possíveis focos de proliferação.

A ação vai ocorrer simultaneamente em todo o País, com o total de 220 mil militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica mobilizados. A meta é visitar três milhões de residências em 356 municípios, incluindo todas as cidades consideradas endêmicas, de acordo com indicação do Ministério da Saúde, e as capitais do País.

Para a distribuição do efetivo das Forças Armadas nessa fase de mobilização, foram consideradas as cidades com maior incidência das doenças transmitidas pelo mosquito e os municípios que contam com organizações militares instaladas.

Essa será a segunda etapa da campanha contra o mosquito. Na primeira, iniciada em 29 de janeiro, as Forças Armadas realizam um mutirão de limpeza em 1.200 unidades militares espalhadas pelo País. Essa fase se encerra nesta quinta-feira.

Próximas etapas

Ainda estão previstas duas etapas da campanha de combate ao Aedes. Entre os dias 15 e 18 de fevereiro, 50 mil militares, sob a coordenação do Ministério da Saúde, farão visitas nas residências, acompanhados por agentes de saúde, para inspecionar possíveis focos de proliferação, orientando os moradores e, se for o caso, fazendo aplicação de larvicida em criadouros.

A última etapa, ainda em fase de elaboração com o Ministério da Educação (MEC), prevê a participação de visitas a escolas. A meta é reforçar o trabalho de conscientização das crianças e adolescentes sobre como evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Servidora do IML é presa por ajudar quadrilha de fraudadores

iZABEL

A Polícia Civil de Imperatriz cumpriu, na tarde de quarta-feira (3), mandado de prisão preventiva em desfavor de Izabel de Fátima Alves de Souza, que era funcionária do Instituo Médico Legal (IML).

Segundo a polícia, Izabel tinha mandado em aberto pelos crimes de associação criminosa, estelionato e corrupção ativa. Ela também auxiliava uma quadrilha especializada em fraudes ao Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), em Imperatriz.

Izabel foi presa e encaminhada a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI), onde ficará à disposição da Justiça.

Rodoviários ameaçam nova greve em São Luis

ônibus

 

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, mais uma vez, ameaça uma greve no sistema de transporte de São Luís. Depois da ameaça por causa da violência, em seguida um segundo comunicado, esse por conta das condições precárias dos pontos finais das linhas, e agora a possível paralisação é por conta do atraso nos salários.

O presidente do sindicato, Isaías Castelo Branco, informou que foi comunicado, por meio de oficio, enviado pelo Sindicato das Empresas de Transporte de São Luís (SET), informando que as empresas que atuam no transporte público de São Luís só poderão efetuar o pagamento dos trabalhadores, dia 10, ou seja, após o carnaval.

“Já informamos nosso posicionamento ao SET. As empresas não podem causar esse tipo de transtorno aos seus colaboradores. Não vamos mudar nossa postura. Isso é um desrespeito a classe. Os empresários têm sempre essa conduta toda vez que se aproxima a data-base, período que é negociado o reajuste salarial da categoria. Estamos cansados desse tipo de situação. Se o dinheiro não cair na conta dos trabalhadores até essa sexta-feira (5), toda a categoria irá cruzar os braços, durante o período carnavalesco, isso significa que não haverá ônibus circulando em São Luís”, asseverou Isaias.

Segundo Castelo Branco, a Secretaria municipal de Trânsito e Transportes está ciente dessa situação e, segundo o líder sindical, cabe ao órgão tomar as devidas providências, como forma de evitar o transtorno para a população.

Maranhão perde quase R$ 400 milhões de repasses da Saúde

O presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho (PDT) mirou num alvo certeiro, durante a reabertura dos trabalhos na AL, no último dia 2, ao destacar a discriminação ao Maranhão quanto ao repasse de recursos da Saúde.

Na MAC (Média e Alta Complexidade, por exemplo, o Maranhão é o penúltimo Estado em termos de per capita, recebendo apenas R$ 139, 18, enquanto a Média nacional está em torno de R$ 194,39. Isso com base numa variação entre 2013 e 2015, que ilustra um estudo feito pelo próprio Ministério da Saúde (ver anexos abaixo).

O Maranhão só fica abaixo do Estado do Pará. Por conta da variação negativa, o Estado deixou de receber, no ano passado, algo em torno de R$ 400 milhões. Isso representa cerca de R%$ 33 milhões ao mês,  recursos  que possibilitaria ao governo Flávio Dino, ratear  entre os novos hospitais que começaram a ser construídos na administração passada e que foram inaugurados pelo governador Flávio Dino.

Esse quadro mostra o cenário encontrado pelo atual governo no setor da Saúde. O governador Flávio Dino e a bancada federal deverão centrar esforços junto à presidente Dilma Roussef para a modificação nesse quadro. Apesar do governador maranhense liderar o movimento contra o impeachment da presidente, o Governo Federal continua discriminando o Maranhão com relação aos recursos da Saúde.

 

20160204_08452920160204_08314220160204_083057