Jogador adolescente nascido em presidente Dutra assina contrato de R$ 455 milhões com o Santos

Weslley Batista, o Weslley Batista, o “Patati”, foi pego de surpresa após assinar vínculo de formação

A melhor parte do sonho é quando percebemos que é possível realizá-lo. O jovem Weslley Batista, também conhecido como “Patati”, carrega consigo uma verdadeira história de superação e um apelido que esconde um drama emocionante, mostrando que mesmo nos dias mais difíceis, sonhar ainda é possível. O meia-atacante de 16 anos, natural de Presidente Dutra, assinou um contrato com multa rescisória de R$ 455 milhões com o Santos e que acerta com três anos de vínculo direto do atleta com o clube paulista.

O mundo dá voltas e Weslley – que deixou a casa dos pais bem cedo e teve de “caçar” sua própria comida no início dessa trajetória – agora pode dizer para os quatro cantos que é um jogador do Peixe. Um fato curioso é que o garoto assumiu o apelido de “Patati” e diz que gosta de ser chamado assim. Ele relata que ficou conhecido dessa forma devido a ter que usar chuteiras emprestadas de outros colegas pela falta condições de comprar uma do seu tamanho. Como os pares que ele usava eram muito maiores que os seus pés, ficou a brincadeira que ele calçava “sapatos de palhaço” e, logo na sequência, o nome “Patati” surgiu durante os treinos.

 

Patati chegou ao Santos em julho de 2019, mas sua história no esporte começou aos 15 anos, quando deixou a casa dos seus pais em busca do sonho de se tornar jogador de futebol. O meia-atacante deu o primeiro passo em um clube de Jataí, Goiás. Nesse momento inicial, ele conta que chegou a ser abandonado, sem condições para se alimentar, e não conseguia sequer falar com seus familiares para tentar voltar para casa. Quando estava fora dos treinos, o jovem fugia do alojamento em que morava para buscar frutas em árvores no intuito de aliviar a fome.

Sem contato com a família e vivendo um drama, Patati relata que teve um grande aliado. O garoto Lucas, que jogava no mesmo clube virou quase um irmão e deu uma família para o garoto maranhense, que já não frequentava mais o alojamento. O tempo passou e o atleta maranhense foi descoberto pelo empresário Maurice Cohen depois de conseguir deixar Jataí. Foi Cohen que levou o garoto para testes no Santos no ano passado.

Após treinos, avaliações e da tão sonhada aprovação, Patati disputará em breve a Copa Santiago, no Rio Grande do Sul, a partir da próxima segunda-feira. Vale destacar que a partir de agora, o clube de fora do Brasil que quiser tirar o meia-atacante da Vila Belmiro terá de pagar a multa rescisória, ou seja, o menino de Presidente Dutra agora vale ouro.

Artista plástico maranhense recebe homenagem na Albânia

Por G1 MA — São Luís

O artista plástico Reginaldo Pereira, que nasceu na cidade de Bom Jardim, a 275 km de São Luís, e que atualmente mora em Uberaba, no estado de Minas Gerais, será um dos homenageados na Albânia com o prêmio “Pegasiane” pelo seu trabalho artístico e também pelo seu incentivo às letras.

O prêmio do artista plástico maranhense que será dado pela Academia Alternativa de Artes da Albânia em parceria com a Academia de Letras do Brasil (ALB) Seccional Uberaba, no estado mineiro homenageia brasileiros que contribuíram no ano de 2019 para o desenvolvimento das Ciências, Letras e Artes no Brasil e no mundo.

Há cerca de um ano, o artista plástico construiu uma biblioteca comunitária na cidade de Bom Jardim com acervo de quase 5.000 livros e algumas obras literárias foram adquiridas com recursos próprios, outros doados por amigos dele na capital e de Bom Jardim.

Além dessa homenagem, Reginaldo Pereira será empossado como membro imortal acadêmico da Academia de Letras do Brasil, (ALB) Seccional Uberaba no próximo mês de fevereiro.

Empresária morre em violento acidente de carro na BR

Na tarde de sábado (11), foi registrada um acidente envolvendo dois veículos na BR-226, próximo ao município de Porto Franco. De acordo com informações fornecidas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os dois veículos colidiram na estrada, a condutora de um dos carros foi identificada como Ana Cleide, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente.

Ainda de acordo com a polícia o acidente teria sido ocasionado por causa de um buraco na pista, a vítima teria tentado desviar do buraco quando acabou invadindo a outra pista e colidiu com o outro veículo. Ana Cleide era moradora do município de Grajaú e estava voltando de viagem quando acabou batendo no outro veículo.

 

Policial evita assalto e abate bandido a tiro na Cohama

Dois bandidos anunciaram assalto a um casal que estava parado em um carro em frente a Diverno sorveteria da Cohama quaando foram surpreendidos por um policial que atirou e acertou um dos bandidos. O outro conseguiu fugir. Sem levar nada.

Uma correria dentro da sorveteria e dentro da Pizza One. Muitas crianças, idosos e adultos.

 

Augusto Filho eleito com 57,12% dos votos em Bela Vista do Maranhão

As 18h deste domingo, 12 de janeiro, o juízo eleitoral da 77ª zona anunciou o resultado oficial da nova eleição para prefeito de Bela Vista do Maranhão, determinada pelo Tribunal Superior Eleitoral em outubro de 2019.

Com 52,17% dos votos (3.639), Augusto Filho venceu a disputa contra os candidatos Danielzinho e Gil Farma, que receberam, respectivamente, 2.957 (42,39%) e 185 (2,65%) votos. Os votos brancos somaram 55 (0,79%) e a abstenção foi de 2.229 eleitores (24,22%), com comparecimento de 6.975 eleitores (75,78%).

Pelo perfil @tremaranhao do Instagram, destaque Bela Vista do Maranhão, a Assessoria de Comunicação postou os preparativos e como a eleição ocorreu, mostrando audiências de geração de mídias, carga e lacre, vistoria dos locais de votação, entrega de urnas, votação em si, movimentação na cidade e povoados, apuração e resultados.

Durante o dia 12 foram registradas algumas ocorrências de denúncias de compra de voto, boca de urna – nenhuma comprovada – e condução, por parte da polícia federal, de uma mesária que se negou a comparecer à seção. Outro registro formal foi de fechamento do supermercado Aguiar, onde ocorreu uma confusão entre membros de partidos concorrentes, que assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência após serem ouvidos pela polícia civil.

Pelo dia, também, vários eleitores ligaram para a zona ou compareceram na Câmara Municipal de Bela Vista do Maranhão – onde funcionou a Junta Eleitoral, em busca de confirmar suas seções, uma vez que ocorreram alterações em virtude da biometria obrigatória, realizada entre 16 de setembro e 16 de outubro de 2019.

“Ocorre que para esta nova eleição ficou determinado que o cadastro de eleitores deveria ser o formado até 14 de agosto e com isso os que se alistaram após essa data ou transferiram seus títulos para Bela Vista não constavam como eleitores aptos para este pleito. Outra situação foi de eleitores que fizeram a biometria e mudaram de seção e estavam indo para esta nova, em vez da antiga, que estava valendo”, explicou André Mendes, diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, que se deslocou de São Luís para acompanhar de perto a eleição.

A Câmara Municipal de Bela Vista do Maranhão serviu de local de gerenciamento da eleição, onde, além da Junta Eleitoral apuradora dos votos, funcionaram os serviços de consulta ao cadastro, prestação de informações, local de apoio para as forças de segurança e transmissão dos votos para a sede do TRE.

Dados gerais

População: cerca de 11.209;

9.204 eleitores (apenas 7.333 biometrizados. A biometria obrigatória foi entre 16/09 e 16/10/19);

38 seções;

11 locais de votação (5 na sede e 6 nos povoados Centro do Lulu, Tocantins, Curva da Mata do Boi, Chapadimha, Aratauy e Rezinga);

152 mesários;

10 administradores de prédio;

3 servidores da zona 77 e 9 servidores da secretaria do TRE;

37 policiais militares – comando do Major Erik;

4 policiais federais – comando delegado Allan Mattos;

8 policiais civis – comando delegado Elson Ramos; e

4 policiais rodoviários federais.

Locais de votação, número de seções e de eleitores

Colégio André Lobato Martins – 2 seções – 436 eleitores (povoado Tocantins);

Colégio Mata do Boi 4 seções- 1.192 eleitores (povoado Mata do Boi);

Colégio Lourival Coelho – 3 seções- 676 eleitores (sede);

Colégio Pedro Veloso – 6 seções- 1.151 eleitores (sede);

Rezinga – 2 seções- 393 eleitores (povoado Rezinga);

Aratauy – 6 seções – 1.538 eleitores (povoado Aratauy);

Chapadinha – 2 seções – 331 eleitores (povoado Chapadinha);

Gentil Moreira Lima – 1 seção- 186 eleitores (povoado Centro do Lulu);

Bela Vista – 5 seções – 1.213 eleitores (sede);

José Ribamar Matos – 2 seções – 535 eleitores (sede); e

Cidade Bela Vista – 5 seções- 1.553 eleitores (sede).

11 locais de votação (5 na sede e 6 nos povoados Centro do Lulu, Tocantins, Curva da Mata do Boi, Chapadimha, Aratauy e Rezinga);

152 mesários;

10 administradores de prédio;

3 servidores da zona 77 e 9 servidores da secretaria do TRE;

37 policiais militares – comando do Major Erik;

4 policiais federais – comando delegado Allan Mattos;

8 policiais civis – comando delegado Elson Ramos; e

4 policiais rodoviários federais.

Locais de votação, número de seções e de eleitores

Colégio André Lobato Martins – 2 seções – 436 eleitores (povoado Tocantins);

Colégio Mata do Boi 4 seções- 1.192 eleitores (povoado Mata do Boi);

Colégio Lourival Coelho – 3 seções- 676 eleitores (sede);

Colégio Pedro Veloso – 6 seções- 1.151 eleitores (sede);

Rezinga – 2 seções- 393 eleitores (povoado Rezinga);

Aratauy – 6 seções – 1.538 eleitores (povoado Aratauy);

Chapadinha – 2 seções – 331 eleitores (povoado Chapadinha);

Gentil Moreira Lima – 1 seção- 186 eleitores (povoado Centro do Lulu);

Bela Vista – 5 seções – 1.213 eleitores (sede);

José Ribamar Matos – 2 seções – 535 eleitores (sede)

Juíza revoga prisão  do sargento que surtou no quartel da PM na Lagoa da Jansen

A juíza Rafaela Saif Rodrigues revogou, nesta sexta-feira (10), durante seu plantão, a prisão do sargento PM Gilson Pereira Ferreira, que estava preso no comando geral da corporação, no Calhau, desde o último dia 7, quando e momento de surto psicótico, e armado de uma faca, ameaçou alguns companheiros que estavam de serviço.

O militar foi recolhido à prisão por determinação do comandante geral da PMMA, coronel Ismael Fonseca, mesmo estando licenciado para tratamento de saúde, conforme destaca o médico psiquiatra Afonso R. Paiva Filho, do Hospital Nina Rodrigues, onde Gilson Pereira esteve internado no período de 7 a nove deste mês (anexo).

Em seu laudo, o psiquiatra evoca  a (CID) F 32.3 (surto psicótico). Na literatura médica, CID significa Classificação Estatística Internacional de Doenças. O problema do militar é que mesmo ele apresentando o atestado que o comprovava como incapacitado para o trabalho, foi chamado para o plantão e ainda  o acusaram de haver apresentado atestados falsos.

Abalado psiquicamente e revoltado cm a forma como foi tratado, o militar surtou e a situação se tornou grave dentro do quartel do Batalhão de Turismo, que fica localizado na Lagoa da Jansen.

       FIM DAS PRISÕES

Em seus últimos atos relativos ao ano de 2019, o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que extingue a prisão disciplinar de bombeiros e policiais militares. Os demais Estados e  o Distrito Federal dispõem do prazo de 12 meses, a partir da sanção da lei para se adequarem à nova norma constitucional.

Um militar de alta patente que preferiu o militar e não concordou com a prisão do sargento, observou que a PM expôs a população a um sério risco.

Ele declarou ao blogue  que  a PM expôs tanto a população  como os próprios companheiros do sargento a um sério risco. “O Batalhão de Turismo atua com uma grande demanda, exatamente em locais de um considerável fluxo de pessoas. Já imaginaram se ele surta em plena atividade, em pontos turísticos?”, indaga o oficial, para afirmar que sua corporação agiu de forma incoerente com o militar. A família do sargento já estuda inclusive a possibilidade de uma ação de reparos por danos morais.

O advogado do sargento, Jackson Douglas Ribeiro ainda não se manifestou sobre essa posibilidade.

Pastores brasileiros são presos em Portugal por tráfico

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portugal prendeu três pastores evangélicos brasileiros nesta quinta-feira (9), dois homens e uma mulher, suspeitos de atuar com tráfico de pessoas e imigração ilegal. De acordo com o Diário de Notícias, eles teriam alojado em uma igreja, com condições “muito precárias”, cerca de 30 brasileiros, entre eles crianças.

Em nota, o SEF informou que o espaço onde estavam alojados não tinha divisões ou privacidade, com banheiros compartilhados e “fracas condições de salubridade”.

Ainda de acordo com a denúncia, a maioria dos brasileiros estavam em situação irregular em Portugal e eram forçados a pagar “dízimo” à igreja. Além disso, a maioria trabalhava de maneira irregular.

Os pastores serão interrogados pelo Tribunal de Lisboa nesta sexta-feira (10). Além dos três mandados de prisão, o SEF também cumpriu cinco mandados de busca e apreensão na capital portuguesa.

 

Penha diz que colocou o nome de Felipe Camarão para que o debate sobre a sucessão municipal tenha o nível elevado

Em decorrência da polêmica criada pela postagem do blogueiro Jonh Cutrim, sobre posicionamento do vereador Raimundo Penha (PDT), sobre a indicação do secretário de Educação do Estado, Felipe Camarão, como candidato a prefeito o edil, em contato com este jornalista, afirmou que falta  entendimento de leitura, explicando que seu gesto foi um desabafo sobre o baixo nível do debate em torno do assunto. Veja o que afirmou o vereador:

“Eu fiz um desabafo sobre o comportamento de alguns pré-candidatos do campo político que faço parte.

Acho que até a disputa de grêmio estudantil (quem disputa são adolescentes) tá mais propositiva, mais saudável.

Aí questionei se o secretário Felipe Camarão tivesse mantido a pré-candidatura se não teríamos um debate mais qualificado. Fiz pq vejo muitas qualidades no Felipe, e primeira é trabalhador mesmo. tenho ido em algumas escolas públicas estaduais e vejo o resultado. Fui estudante da rede pública estadual então conheço a realidade.

Agora, diante da repercussão, não escondo que é um dos poucos nomes que motivam a ir para rua pedir voto.

Não tenho relação política com Felipe, nem contato pessoal. O encontrei pela última vez na inauguração da quadra do CE Almirante Tamandaré, acho que em setembro do ano passado. Apenas, reconheci publicamente aquilo que tenho visto “, disse.

Todo cuidado é pouco -35 presidiários não retornam da saída natalina

 

Liberados temporariamente para o feriado de Natal do ano passado, 35 dos 603 detentos maranhenses do regime semiaberto não retornaram aos presídios no prazo estipulado pela Justiça. Nessa terça-feira (7), a polícia recapturou um foragido identificado como Guilherme Almeida Trindade, de 21 anos, no município de Paço do Lumiar. Os detentos deviam ter voltado aos estabelecimentos prisionais até o dia 27 de dezembro.

Segundo a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap), o número de detentos que de fato saíram para o feriado foi menor do que os 793 liberados pela Justiça, porque parte deles estão presos em unidades que estão sob a responsabilidade da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP/MA), como a carceragem que fica no quartel do Comando Geral da PMMA.

Dessa forma, ao fim do prazo do dia 27 de dezembro, apenas 566 detentos voltado aos presídios onde estava encarcerados.

De acordo com a Seap, os 35 detentos que não retornaram podem sofrer regressão de regime, já que ganharam o benefício por estarem presos em regime semiaberto. A punição é prevista no Ofício nº 118/2019, da 1ª Vara de Execuções Penais de São Luís (1ª VEP). O documento foi assinado pelo juiz auxiliar Rommel Cruz Viegas.

Essa sanção significa, na prática, a transferência do interno de um regime prisional menos severo, no caso o semiaberto ou aberto, para um mais rigoroso, que é o fechado.

A título de comparação, na saída de Natal em 2018, dos 642 presos que efetivamente foram beneficiados na capital maranhense, 46 não retornaram.

SE LULA FOSSE JAPONÊS?

 

*João Melo e Sousa Bentivi

O episódio do senhor Carlos Ghosn, francês, libanês e brasileiro é uma bela lição para o povo brasileiro. São muitas verdades e a maior delas é a diferença gritante entre Brasil e Japão. Não falo de diferenças geográficas, mas de comportamento dos seus povos. Por exemplo, bandido não tem vida boa no Japão, a taxa de condenação de corrupto é quase 100%, já no Brasil, com a ajuda do tal STF, bandido rico vira sinal de impunidade.

Imaginem que o Brasil se tornasse Japão e alguém imaginaria que Toffoli, Lewandovsky e Gilmar Mendes seriam juízes da suprema corte? Pensariam que um Rodrigo Maia e um Alcolumbre teriam vaga para dirigir parlamentos? Renan Calheiros seria um senador japonês? Evidente que essas pessoas são subprodutos da nossa carência moral.

Mas ninguém representa mais a nossa lastimável situação que esse indivíduo chamado Lula, que denomino Lulaíma (herói sem nenhum caráter). Caso fosse japonês inexistiria um japonês sequer para dizer essa baboseira de LULA LIVRE. No Brasil, há milhões.

É preciso ser um esculacho de nação para  um chefe de quadrilha ter seguidores. Seguidor de quadrilheiro, admirador de marginais não rima com pessoas decentes, séria e honestas, rima com aspirante a marginal.

Lulaíma (herói sem nenhum caráter) não poderia ser japonês, decerto, pois além de não ter nenhum admirador na pátria nipônica, teria realizado o harakiri, morte por desonra.

Mas está vivo, não é japonês,  é brasileiro e vive no Brasil, tem chance do STF inocentá-lo e até ser, de novo candidato e, pior  ainda, eleito.

Caso alguém queira saber o porquê do Brasil não ter dado certo, não perca tempo:  o problema do Brasil é o brasileiro.

Tenho dito.

*Médico, jornalista, advogado e músico e ex-vereador de São Luís