Homem tenta matar a esposa e depois se suicida enforcado

  A população da cidade de Vitória do Mearim foi abalada nesta terça-feira (10), com o suicídio do trabalhador Luis Saraiva, de 51 anos. Ele recorreu à morte após tentar assassinar a esposa, Daniela Soares Sousa, de 28 anos, após um ataque de fúria.

Ao ver a mulher desmaiada, pensou que ela tivesse morrido e acabou se matando.

Ex-vereador é preso por fraude em licitação

A Polícia Civil do Maranhão, através da 10ª Delegacia Regional de Imperatriz, por intermédio do Grupo de Pronto Emprego (GPE), prendeu na terça-feira (10) em Imperatriz, a 626 km de São Luís, o ex-vereador Adão Nascimento Carvalho, de 51 anos, pelo crime de fraude a licitação.

Segundo a polícia, Adão Nascimento é ex-vereador da cidade de João Lisboa, a 650 km da capital, e foi presidente da Câmara de Vereadores e após investigações foi demonstrado sua participação na fraude em licitações em João Lisboa.

Adão Nascimento Carvalho foi levado para a sede da Delegacia Regional de Imperatriz onde tomou ciência do mandado de prisão e encaminhado a Unidade Prisional de Ressocialização em Imperatriz onde ficará à disposição da Justiça.

Filho do juiz encontrado morto em sua casa no Olho D,água diz que laudo não aponta suicídio

Juiz Fernando Cruz foi encontrado morto na piscina de casa

 

(Por Daniel Matos )

Juiz Fernando Cruz foi encontrado morto na piscina de casa

O filho do juiz da 7ª Vara Criminal de São Luís, Fernando Cruz, encontrado morto na piscina de casa, no bairro Olho d’Água, na manhã da última segunda-feira (9), divulgou nota para informar que as perícias realizadas no corpo do pai não indicam que ele suicidou-se.

Igor Alexandre Melo Cruz informou que não foram encontrados indícios de que ele tenha se matado, como cartas, mensagens de despedida, medicamentos fortes ou veneno. Ele acredita que o pai, que tratava uma úlcera estomacal em São Paulo, passou mal, tomou o remédio que usava contra a doença e entrou na piscina para relaxar. Logo em seguida, teria perdido a consciência.

Igor pediu cautela da imprensa na divulgação de informações:

Leia a nota:

A princípio, informo que não há indícios de que o meu pai, o Juiz de Direito Fernando Luís Mendes Cruz, se suicidou.

Segundo informações preliminares da perícia, nada indica que ele tomou algum medicamento forte, ou seja, nada que pudesse lhe causar malefícios.

Vale ressaltar que não se encontrou vestígio de suicídio (cartas, mensagens de despedida, medicamentos fortes ou veneno).

Ainda segundo a perícia, foi encontrada uma lesão cerebral, indicando que houve infecção no local – talvez até mesmo meningite.

Provavelmente, o meu pai passou mal e tomou o remédio que usava para combater uma úlcera estomacal que tratava em São Paulo e, provavelmente, decidiu entrar na piscina, às 17:00 horas, para relaxar. Entretanto, ele perdeu a consciência, em virtude da lesão, e se afogou.

Este tipo de enfermidade evolui muito rápido e, na esmagadora maioria das vezes, é fatal. Em muitos casos, o enfermo pode falecer em até 24 horas.

Peço à imprensa muita compreensão, cautela e responsabilidade na divulgação de notícias concernentes ao caso.

O laudo definitivo ficará pronto em até 30 dias. Exames laboratoriais serão feitos, no afã de dissipar quaisquer pontos que necessitam de esclarecimentos.

(Igor Alexandre Melo Cruz)

 

Após acidente que deixou quatro mortos, moradores realizam protesto no Jaracaty

Moradores do bairro Jaracaty interditaram a Avenida Carlos Cunha, em São Luís, na manhã desta terça-feira (10).

Segundo os manifestantes, o protesto reivindica melhorias na área em que aconteceu um acidente que resultou na morte de quatro pessoas no domingo (9).

Em seguida, os manifestantes foram para a ponte Bandeira Tribuzzi e interditaram as duas vias impedindo a passagem dos veículos com galhos de árvores e pneus.

 

Filho do ex-ministro Edison Lobão é preso no Rio de Janeiro

Márcio Lobão, filho do ex-senador e ex-ministro Edison Lobão, foi preso preventivamente no Rio de Janeiro nesta terça-feira (10). Márcio foi preso após a 65ª fase da Operação Lava Jato ir às ruas nas primeiras horas desta manhã.
Segundo o Ministério Público Federal (MPF), Márcio Lobão e Edison Lobão solicitaram e receberam propinas dos Grupos Estre e Odebrecht em R$ 50 milhões entre 2008 e 2014. Ainda de acordo com a pasta, há indícios de que Márcio seguia praticando o crime de lavagem de dinheiro em 2019.
A suspeita da Polícia Federal (PF) é a de que os valores indevidos recebidos por Lobão teriam sido incorporados a seu patrimônio por meio de “transações sobrevalorizadas de obra de artes, inclusive em nome de laranjas, simulações de compra e venda de imóveis, simulação de empréstimos, depósitos fracionados em espécie e utilização de contas e transações financeiras no exterior”.
Lava Jato – 65ª fase
A 65ª fase da Operação Lava Jato foi denominada de Galeria por remeter às transações com obras de arte que teriam sido utilizadas como forma de dar aparência lícita aos valores provenientes de vantagens indevidas. São cumpridos 11 mandados de busca e apreensão, além da prisão de Márcio Lobão. A PF cumpre os mandados em São Paulo-SP, no Rio de Janeiro-RJ e em Brasília-DF. Cerca de 70 policiais federais e 18 auditores atuam na operação.
Esta etapa investiga crimes de corrupção e lavagem de dinheiro por pagamento de vantagens indevidas relacionadas à Transpetro (subsidiária da Petrobras) e à Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará.
Os citados ainda não haviam se pronunciado publicamente a respeito da operação e das reportagens veiculadas.

Acadêmicos do curso de Medicina da Uema de Caxias reúnem-se com corregedor geral do TJMA

O corregedor geral do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Marcelo Carvalho Silva, recebeu, nesta segunda-feira(9), acadêmicos do curso de Medicina da Uema de Caxias. O encontro foi realizado a pedido do presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB).

O encontro marcou o desdobramento das denúncias feitas junto ao Legislativo estadual sobre supostas transferências irregulares de alunos de faculdades particulares, e até de universidades estrangeiras, para o curso de Medicina da Uema de Caxias, por meio de liminares expedidas pela Justiça. O caso foi relatado da tribuna da casa pelos deputados César Pires (PV) e Dr. Yglésio Moisés (PDT).

A Corregedoria Geral de Justiça abriu sindicância para apurar as denúncias no prazo de 60 dias. O desembargador Marcelo Carvalho informou que um juiz auxiliar da Corregedoria irá a Caxias ouvir o juiz que teria expedido as liminares supostamente irregulares. Ele disse ainda que a Justiça ouvirá os deputados César Pires e Dr. Yglésio Moisés, que relataram as denúncias na Assembleia Legislativa.

Marcelo Carvalho também orientou os alunos a procurarem outros órgãos competentes que também poderão apurar as denúncias, como a Procuradoria Geral de Justiça do Maranhão, Ministério Público Estadual, OAB e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

As mães dos alunos também participaram do encontro. Elas informaram que organizarão um abaixo-assinado para apresentar aos órgãos competentes.

 

 

Daniella Tema e Seejuv garantem Praça da Juventude para Tuntum

A deputada estadual Daniella Tema (DEM) e o prefeito de Tuntum, Tema Cunha, estiveram, nesta segunda-feira (9), com o secretário adjunto da Juventude,  André Vitral, para garantir a construção de uma Praça da Juventude para o Povoado Creoli do Bina. A conquista da praça é resultado da parceria da deputada com a Secretaria de Estado da Juventude.

“Estamos felizes com o resultado desta parceria com a Secretaria de Juventude, graças à sensibilidade da secretária Tatyana Pereira e do secretário adjunto André Vitral, que se prontificaram a instalar esta praça da juventude no povoado Creoli do Bina para beneficiar nossos jovens. Agradeço imensamente ao prefeito Tema por sua preocupação com a doação do terreno, para que, muito em breve, possamos assinar a ordem de serviço e entregar este espaço esportivo para os nossos jovens”, afirmou a deputada Daniella Tema.

As Praças da Juventude fazem parte do Plano Juventude Viva, que visa à redução das vulnerabilidades com o objetivo de promover a qualidade de vida dos jovens e contribuir para o incentivo ao esporte e lazer e à convivência comunitária. O projeto é uma realização da Seejuv, em parceria com a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Sedel), via Lei de Incentivo ao Esporte.

Segundo o prefeito Tema Cunha, a Prefeitura Municipal dará todo o apoio necessário para a construção da praça no Povoado Creoli do Bina, já que o terreno deve ser doado para que a ordem de serviço seja assinada pelo governo. “Nós temos todo o interesse em trazer esta praça para beneficiar nossos jovens. Agradeço o empenho da nossa deputada Daniella Tema, que tem se preocupado em trabalhar pela nossa juventude, e ao Governo do Estado, por meio da Secretaria da Juventude, por levar este benefício para o município de Tuntum,” finalizou o prefeito Tema.

 

 

Campeão brasileiro de judô é encontrado morto dentro de piscina

O judoca paranaense Gabriel Schlichuta Adriano, que integrava a seleção sub-21 brasileira, foi encontrado morto dentro de uma piscina em um condomínio no bairro Tingui, em Curitiba, na tarde deste domingo (8).

A informação foi confirmada ao G1 pela Federação Paranaense de Judô, onde Gabriel costumava treinar. Segundo o presidente da federação, Luiz Hiwashita, familiares contaram que deram falta do jovem e quando foram ver ele já estava morto no fundo da piscina.

Gabriel Adriano tinha 20 anos e conquistou títulos estaduais e também já foi campeão brasileiro em 2016.

“Sua morte nos deixou muito surpresos, mas esperamos que ele possa estar em um lugar melhor. Agradecemos a todas as mensagens de conforto recebidas até agora. Elas só mostram o quanto era querido por todos, com seu profissionalismo, inteligência, amizade e grande atleta. Devemos sempre lembrá-lo(a) com alegria, gratidão e muita saudade”, disse a Federação Paranaense.

O corpo vai ser sepultado às 16h desta segunda-feira (9) no Cemitério da Igreja Nossa Senhora Do Rosário em, Colombo, na Região de Curitiba.

A Polícia Civil está investigando o caso.

ANJ critica MP que acaba com exigência de publicar procedimento de licitação em jornal

O Globo

– A Associação Nacional de Jornais ( ANJ ) fez críticas à edição da  Medida Provisória (MP) 896, que acaba com a  obrigação  de que atos e instrumentos de procedimentos de  licitação  da administração pública sejam divulgados em  jornais impressos. A MP foi assinada pelo presidente Jair Bolsonado e publicada na edição desta segunda-feira do Diário Oficial da União.

Em nota, a associação disse que a edição da MP está na contramão da transparência de informações exigida pela sociedade “em frontal oposição ao princípio da ampla publicidade dos procedimentos licitatórios expresso na legislação”.

Para a associação, trata-se de mais uma iniciativa do governo para enfraquecer a atividade jornalística, já que “atinge financeiramente os jornais”.

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), entidade sem fins lucrativos que defende a liberdade de expressão nas Américas, já havia manifestado preocupação com “a aparente retaliação à imprensa brasileira por parte do presidente”.

As alterações incluem avisos de resumos de editais de concorrência, tomadas de preços, concursos e leilões. A legislação atual determina que os atos “deverão ser publicados com antecedência, no mínimo, por uma vez” em jornal diário de grande circulação no estado e, se houver, em jornal de circulação no município ou na região onde será realizada a obra.

O texto da MP alcança União, estados e municípios e altera dispositivos da lei de licitações, de pregões, de parcerias público-privadas e a do regime diferenciado de contratações públicas.

Burocracia sem fim: 20 licenças para operar e 3 meses para tirar um CNPJ

PUBLICIDADE

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu, na ocasião da edição da MP, que o Congresso construa um acordo em torno de uma nova regra de publicação de balanços. Segundo Maia, retirar essa receita dos jornais “da noite para o dia” não parece ser a melhor decisão.

No comunicado divulgado nesta segunda-feira, a ANJ completa que, ao editar a MP, o presidente Bolsonaro “atropela” o Parlamento, uma vez que a  publicação de editais nos jornais impressos é objeto de debate no Congresso, onde tramita projeto de lei que promove ampla reforma na legislação sobre licitações.

“A MP 896 segue o espírito da MP 892, a qual pretende anular decisão do Congresso sobre a transição digital para a divulgação dos balanços empresariais sancionada pelo próprio presidente da República, que afirmou ser a medida provisória uma “retribuição” à cobertura dos jornais. Na ocasião, ele disse que ação semelhante poderia vir a ser tomada em relação a editais de licitações”, diz a nota da ANJ.

A associação acrescenta que está estudando medidas jurídicas contra o que classificou de ”novo retrocesso” e disse confiar que o Congresso não endossará o ato presidencial, “que busca fragilizar a atividade jornalística, atingindo especialmente pequenos e médios jornais no interior do país, onde já começam a se formar os chamados desertos de notícias”.

 

 Juiz encontrado morto morava só e corpo não apresentava lesões

O juiz de direito Fernando Luís Mendes Cruz, de 50 anos, que foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira,  na piscina de sua residência, na Avenida Paulista -400, no bairro do Olho D´Água, morava sozinho e o cadáver não apresentava sinais de violência, levando à suposição de que tenha se afogado após passar mal.

Ele foi encontrado pela doméstica Antonia Cleres Conceição de Oliveira, que mora na rua Afonso Manoel-7-B, no bairro Brisamar, área da Divinéia. Ela trabalhava durante o dia e ia para casa à noite.

Hoje, quando chegou para o trabalho rotineiro, estranhou a ausência do patrão. Procurou por vários cômodos e só foi encontrá-lo morto, na piscina. Os exames cadavéricos é que irão definir as verdadeiras causas mortis.